A surdez súbita tem cura?

A surdez súbita tem cura?

A surdez súbita, medicamente conhecida como hipoacusia súbita, é uma patologia neuro-sensorial que provoca a perda d audição de uma forma rápida e sem razão aparente. Geralmente, isto ocorre apenas em um dos ouvidos, quer seja de repente ou durante um intervalo de alguns dias.

A hipoacusia é uma emergência médica de primeiro grau, pois a falta de tratamento imediato pode complicar as possibilidades de recuperar a audição e resultar em surdez permanente. Na verdade, este é um problema muito comum em pessoas que acreditam que a sua surdez se deve à acumulação de cera, sinusite ou alergias. Quando visitam o médico algum tempo depois, já apresentam sintomas agravados e o tratamento já não pode ser tão eficaz. É por isso que, se você se está perguntando "A surdez súbita tem cura?", deve ler toda a explicação sobre esta patologia no seguinte artigo do umCOMO.

Surdez súbita - sintomas e diagnóstico

A grande maioria das pessoas que sofrem de surdez súbita - 9 em cada 10 - são afetadas em apenas um ouvido. Este transtorno é diagnosticado através de um exame de audição em que, se o paciente demonstra uma perda de capacidade auditiva de 30 decibéis, ela é considerada surdez. Para você ter uma ideia do que isto implica, basta entender que depois de perder 40 decibéis, uma pessoa é incapaz de escutar uma conversação em tom normal.

Geralmente, os pacientes notam essa surdez ao acordar, de manhã, embora ela possa ocorrer em qualquer momento do dia. O modo como aparece também é variável: algumas pessoas notam um zumbido prévio e outras escutam uma pequena explosão, como um "pop", antes de perderem a audição. Entre os sintomas prévios que nos podem alertar para a possibilidade de ocorrer surdez súbita, estão os seguintes:

  • Tonturas
  • Vertigens
  • Tinido ou pequeno zumbido no ouvido, medicamente conhecido como tinnitus.

Com a audiometria, é possível avaliar se a surdez súbita é provocada por algo que impede que o som chegue ao ouvido interno, quer seja porque existe cera, porque algum objeto o está obstruindo ou porque existiu alguma mudança a nível sensorial - o som chega ao ouvido mas é incapaz de processá-lo.

Depois de determinar que o paciente sofre de hipoacusia súbita, o médico continuará fazendo exames, neste caso para determinar a causa do problema. Neste sentido, o próximo passo pode ser variado: análise de sangue, TAC ou exames de equilíbrio.

Hipoacusia súbita: causas

Para saber se a surdez súbita tem cura, é necessário identificar o que está provocando o problema. Ao contrário de outras doenças do sistema auditivo, é muito difícil identificar o que provoca a surdez súbita. Por esse motivo, apenas em 15% dos casos é possível estabelecer um diagnóstico claro no que diz respeito às causas da surdez. As condições que podem provocá-la são muitas, algo que dificulta o seu diagnóstico. Entre as mais comuns, encontramos:

  • Doenças infecciosas; de origem viral ou bacteriana são as responsáveis por 80% dos casos de surdez súbita.
  • Traumatismos, sobretudo lesões na cabeça.
  • Doenças de origem autoimune, como o caso da síndrome de Cogan.
  • Medicamentos ototóxicos, fármacos que provocam danos nas células do ouvido interno.
  • circulação sanguínea.
  • Tumor cerebral.
  • Transtornos neurológicos que afetam o ouvido como, por exemplo, a esclerose múltipla.
  • Patologias no ouvido interno, como a doença de Menière.

A surdez súbita tem cura?

Não é possível dar uma resposta 100% segura, uma vez que depende muito da causa que a provocou. Contudo, no geral, é possível dizer que a surdez súbita tem cura. Cerca de metade das pessoas que sofrem de hipoacusia súbita recuperam a sua capacidade auditiva espontaneamente, quer seja na sua totalidade ou parcialmente. Normalmente, este processo ocorre entre 1 e 2 semanas depois de ter sofrido uma perda de audição. Contudo, a porcentagem de recuperação aumenta até 85% entre aqueles que recebem o tratamento de um otorrinolaringologista.

Calcula-se que, todos os anos, existem 5000 pessoas que sofrem de hipoacusia súbita. Contudo, o número real pode ser muito mais alto, uma vez que metade dos afetados que recupera a audição de forma espontânea não busca ajuda médica, o que não pode ser documentado.

Surdez súbita: tratamento e recuperação

Dependendo da patologia que provocou a hipoacusia, deve ser usado um determinado tratamento. Contudo, como mencionado antes, em muitas ocasiões é impossível saber o que provocou a perda auditiva. Nestes casos, é muito comum ser recomendado um tratamento com corticoesteroides. Em seguida, explicamos as diferentes recomendações médicas que podem ser feitas para conseguir que o ouvido recupere:

  • Os esteroides são usados para a recuperação de muitos transtornos de saúde, uma vez que as suas propriedades anti-inflamatórias produzem o inchaço e estimulam o organismo a combater as patologias. Embora sejam receitados como pílulas ou pastilhas na maioria das vezes, nos últimos anos o número de médicos que administra a substância através de injeções no ouvido têm aumentado. Assim, os resultados são os mesmos que os das pastilhas, mas não ocorrem os efeitos secundários do medicamento no sistema digestivo.
  • Se o médico descobrir que a hipoacusia foi provocada por uma infecção, o tratamento será baseado em antibióticos.
  • Se, no seu historial de medicação, consta algum medicamento ototóxico, ele será substituído por outro.
  • Se a causa é imunitária, serão receitados medicamentos supressores do sistema imunológico.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a A surdez súbita tem cura?, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.