Partilhar
Partilhar em:

Coceira nas axilas, o que pode ser? - Problemas comuns

Coceira nas axilas, o que pode ser? - Problemas comuns

As causas da coceira nas axilas, ou no sovaco, como dizem, podem ser alergia, micose, psoríase, entre outros problemas. A coceira é um sintoma incômodo que às vezes pode demorar a desaparecer, mas que, muitas vezes, são bons indicadores de algum problema pelo corpo. Além das já conhecidas doenças da pele, como urticária, psoríase e eczemas, outras causas que ajudam a explicar o aparecimento da coceira são diabetes, prisão de ventre, retenções de urina ou de sais biliares, alterações no sangue, intoxicação alimentar e diabetes, além de certos tipos de tecido. Neste artigo do umCOMO, explicaremos o que pode ser coceira nas axilas e o que você pode fazer para livrar-se disso. Continue lendo para saber mais.

Também lhe pode interessar: O que pode ser um nódulo na axila

Alergia nas axilas

Diversas causas podem ter provocado a alergia nas axilas que está causando tanta coceira. As três principais são:

  • Alergia ao desodorante;
  • Alergia ao método de depilação (como, por exemplo, lâmina de barbear);
  • Alergia a tecidos (geralmente sintéticos, como lycra, nylon e poliéster);
  • Alergia a cremes ou perfumes passados na região (hidratantes e filtros solares, por exemplo).

Quando se usa lâmina de barbear para a depilação do corpo, é comum que, quando os pelos estão crescendo novamente, se sinta uma coceira no lugar que foi depilado. Nesse caso, a coceira não indica enfermidade ou tipo de enfermidade algum.

Dermatites

  • Dermatite de contato: tal como uma alergia, a dermatite de contato é uma inflamação da pele que aparece quando esta entra em contato com o agente irritador. Para aliviá-la, o recomendado é passar uma pomada para coceira nas axilas até que a vermelhidão e a coceira passem, além de, obviamente, evitar entrar novamente em contato com o produto causador da irritação.
  • Dermatite atópica: a dermatite atópica não é um tipo de alergia e tampouco depende de um agente irritador para desencadeá-la. Geralmente, sua causa é genética. Pode surgir de um dia para o outro, sem explicações, e pode ser crônica. Regiões de "dobras" no corpo - como as axilas - estão mais propícias a serem acometidas pela dermatite de contato.

Entenda quais são os tipos de dermatite.

Psoríase

Se você apresenta coceira intensa nas axilas, não deixe de cogitar a possibilidade de ser psoríase. A psoríase é uma doença crônica, de causas desconhecidas. É caracterizada pela vermelhidão e descamação da pele. A psoríase pode atingir o couro cabeludo e extremidades do corpo como axilas, cotovelos, costas e joelhos. Sintomas da psoríase incluem coceira, vermelhidão, dor e sensação de queimação. As manchas de psoríase aparecem vermelhas, cobertas por escamas esbranquiçadas. A doença não tem cura, mas com o tratamento adequado e regular o paciente tem a condição de vida praticamente inalterada.

É preciso ter em mente que a grande parte das doenças da pele (exceto alergias e dermatite de contato) são crônicas e podem permanecer assintomáticas por muito tempo. Quando dão as caras, vale cogitar a possibilidade de serem apenas psicossomáticas de alguma condição psicológica. Se você anda muito estressado, passou por algum trauma recentemente, anda em abstinência de drogas ou possui doenças como depressão, ansiedade, transtorno de bipolaridade, síndrome do pânico ou distúrbios alimentares (como anorexia e bulimia, por exemplo), reporte isso ao médico responsável pelo seu caso. Pode fazer toda a diferença na hora do diagnóstico.

Mais detalhes em: Como se manifesta a psoríase

Micose nas axilas

Pessoas que possuem uma alta sudorese tendem a estarem mais propícias ao desenvolvimento de fungos nas axilas. Além disso, pessoas que já têm micose em alguma outra parte do corpo têm mais chances de reportar o aparecimento da doença nas axilas. Por último, pacientes com deficiência de vitaminas e doença celíaca também estão mais propensos, uma vez que o sistema imunológico está enfraquecido.

Sintomas da micose nas axilas:

  • Coceira no sovaco, ardor e vermelhidão;
  • Lesões circulares com pele escamosa e seca;
  • Possível odor emanando das axilas;
  • Escurecimento da região afetada;

Para o tratamento, o ideal é utilizar medicamentos antifúngicos via oral ou pomadas tópicas. Avaliando de acordo com o grau da micose (e o quanto ela já espalhou), o médico vai poder indicar o tratamento ideal para o seu caso.

Para prevenir o aparecimento das micoses, evite roupas de tecidos sintéticos, lave todas as suas roupas, roupas de cama e toalhas com água quente para matar todos os micro-organismos e não compartilhe objetos de uso pessoal. Converse com o seu médico qual o melhor desodorante para usar nesse caso e discuta a possibilidade de tomar suplementos vitamínicos para suprir deficiências imunológicas.

Sugestão: Remédio caseiro para micose de pele - totalmente natural

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Coceira nas axilas, o que pode ser? - Problemas comuns, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Coceira nas axilas, o que pode ser? - Problemas comuns

O que lhe pareceu o artigo?

Coceira nas axilas, o que pode ser? - Problemas comuns
Coceira nas axilas, o que pode ser? - Problemas comuns