menu
Partilhar

Como as drogas afetam o cérebro

Por Redação umCOMO. Atualizado: 24 agosto 2017
Como as drogas afetam o cérebro

O cérebro é o órgão vital que rege todas as ações e comunicações do nosso corpo. Com o consumo de drogas, seu funcionamento pode ser delimitado pois algumas substâncias afetam diretamente as conexões nervosas assim como os neurônios que conseguem estabelecer os nossos pensamentos, nossa memória e nossas ações quotidianas. Neste artigo de umComo revelamos a você como as drogas afetam o cérebro para que entenda a deterioração prematura que pode causar em seu órgão com os estupefacientes.

Também lhe pode interessar: Como a cocaína afeta o cérebro

O cérebro e as drogas

O cérebro é o centro de atividade das pessoas. É um órgão que contém matéria cinza e branca e se encarrega de regular todas as funções do corpo já que, graças a ele, podemos interpretar a realidade e responder a todos os estímulos do nosso dia a dia. As emoções, os pensamentos, as lembranças e o comportamento de cada um estão regulados pelo cérebro. Funciona de forma conjunta, onde as partes se coordenam para realizar determinadas funções vitais; o consumo de drogas pode prejudicar exatamente este trabalho em equipe, e fazer com que o funcionamento seja deteriorado.

Ao tomar drogas o que está introduzindo no cérebro são substâncias químicas que penetram neste órgão vital interferindo na transmissão neuronal. A maconha e a heroína, por exemplo, são dois tipos de drogas que ativam os neurônios porque contêm uma substância química que imita a transmissão natural. Por este motivo, ao tomar algum destes dois estupefacientes conseguimos enganar os receptores e aderir as drogas aos neurônios. Ainda que tenhamos falado que são capazes de ativar os neurônios, saiba que o modo de fazer isso não têm nada a ver com o modo natural: as mensagens que transmitem ao cérebro são alterados pelas drogas.

A cocaína ou as anfetaminas são tipos de drogas que conseguem que os nossos neurônios liberem enormes quantidades de neurotransmissores; esta alteração faz com que os canais de comunicação cerebrais se interrompam e não funcionem como fariam normalmente. Neste artigo de umComo contamos a você de forma detalhada como a cocaína afeta o cérebro.

Como as drogas afetam o cérebro - O cérebro e as drogas

Partes do cérebro afetadas pelas drogas

Vamos falar agora de forma mais detalhada como as drogas afetam o cérebro, indicando as partes afetadas pelo consumo de estupefacientes. Assim podemos determinar três zonas cerebrais que ficam maltratadas com o consumo destas substâncias:

  • Tronco cerebral: esta parte é a responsável de controlar as constantes vitais do nosso organismo, como a respiração, o batimento cardíaco ou o sono. Um dos primeiros efeitos sentidos quando uma pessoa se droga é que o ritmo cardíaco se acelera, complicando a possibilidade de dormir, principalmente quando falamos de drogas estimulantes como a cocaína, o speed ou o MDMA. Isto porque ao tomar drogas, elas afetam diretamente esta zona cerebral fazendo com que as funções habituais sejam alteradas.
  • Córtex cerebral: é dividido em áreas menores que controlam diferentes funções do corpo como a percepção dos nossos sentidos (visão, tato, paladar, audição e olfato), a capacidade de pensar com claridade, planejar ou resolver algum problema. Quando se tomam estupefacientes, estas funções são alteradas impedindo um estado "normal", porque estão afetando diretamente a zona do cérebro responsável por gerenciar estas funções.
  • Sistema límbico: é o responsável por regular a nossa capacidade de sentir prazer. Esta parte do cérebro ativa-se com estímulos como a comida, o sexo ou o esporte, mas também com as drogas. Além disto, esta parte cerebral também é responsável por regular as emoções, por este motivo é normal que uma pessoa drogada veja como seu estado de humor varia e pode ficar brava, triste, extremamente contente de uma hora para outra, etc.

Veja também: Quais são os efeitos do ópio

Como as drogas afetam o cérebro - Partes do cérebro afetadas pelas drogas

Efeitos do consumo de drogas a longo prazo

Como deve imaginar, com o consumo prologando deste tipo de substâncias que afetam diretamente o cérebro consegue-se deteriorar de forma prematura este órgão vital que é o encarregado de fazer com que funcionemos no mundo. Mas, além disso, se uma pessoa está acostumada a tomar drogas de forma habitual, seu humor também ficará alterado já que, como dissemos anteriormente, o consumo de estupefacientes está diretamente relacionado com a sensação de prazer; por isso, podemos deixar de sentir prazer de maneira natural e habituar o cérebro a que esse tipo de estímulo seja provocado por substâncias químicas das drogas.

Portanto, um consumidor habitual terá incapacidade de sentir prazer e de desfrutar de coisas simples da vida com as quais antes era capaz de desfrutar. Se sentirá deprimido e só encontrará diversão e bem-estar quando consumir drogas. Esta é uma reação química do cérebro e para voltar a recuperar o funcionamento normal é recomendável deixar as drogas para restabelecer o cérebro, se ele já não estiver completamente danificado.

Outro problema que os viciados em drogas encontram é que, cada vez, precisam de uma quantidade maior de drogas para sentir os efeitos. Isto porque o organismo torna-se tolerante aos sintomas dos estupefacientes e acostuma-se a essa injeção externa. Este também é um dos motivos pelos quais as drogas viciam, pois as pessoas precisam de cada vez mais para sentir prazer. Depois do seu organismo começar a pedir mais quantidade, seu corpo está habituado e é complicado se sentir à vontade com a sua vida sem ajuda das drogas. A solução para isso é deixar completamente o consumo de estupefacientes para reparar o cérebro e voltar a ter constantes vitais normais.

Se acha que alguém do seu meio está com um problema de vício é importante que o tente levar a um especialista para conseguir deixar as drogas. Neste artigo de umComo contamos você como identificar um viciado em drogas.

Como as drogas afetam o cérebro - Efeitos do consumo de drogas a longo prazo

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como as drogas afetam o cérebro, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como as drogas afetam o cérebro
1 de 4
Como as drogas afetam o cérebro

Voltar ao topo da página