menu
Partilhar

Como atuar em caso de queimadura

Como atuar em caso de queimadura
Imagem: teinteresa.es

Uma queimadura é uma lesão por mecanismos de coagulação proteica e tissular, onde os danos se distinguem pela magnitude da mesma: a temperatura e o tempo de atuação do agente ou fonte de calor. Os cuidados para as queimaduras são diferentes segundo o tecido dérmico afetado: epiderme, derme ou subderme. Em umComo.com.br oferecemos a você conceitos básicos para saber como atuar em caso de queimadura.

Também lhe pode interessar: O que fazer em caso de queimaduras leves

Eritema

O eritema costuma ser classificado como queimadura de primeiro grau ou superficial. O aspecto da lesão é a pele íntegra, cor rosácea, aspecto úmido, hiperparestesia (dor através das terminações nervosas) e epitelização espontânea em 3-7 dias. Na maioria dos casos é associado com as queimaduras solares e seu tratamento é a hidratação insistente da pele com cremes e aumento da ingestão de água.

Queimadura dérmica superficial

São as queimaduras de segundo grau e são reconhecidas por: apresentar flictenas, cor rosácea, aspecto úmido, hiperparestesia e epitelização aos 7-10 dias. São as queimaduras mais comuns, principalmente no âmbito do lar. A atuação a seguir em caso de uma queimadura deste tipo é limpar a área queimada, aplicar solução iodada para secar o local e esperar até que o líquido da flictena seja reabsorvido.

Queimadura dérmica profunda

São conhecidas como queimaduras de terceiro grau e podem ser reconhecidas por seu aspecto esbranquiçado, sem presença de flictenas, aspecto seco, hipoestesia (quase não existe dor) e epitelização em 20-30 dias. São queimaduras que precisam de tratamento profissional; o mais comum é realizar limpeza da lesão com soro fisiológico, secar, aplicar uma lâmina de contato porosa e transparente (hidrogel) e aplicar um creme específico para queimaduras como, por exemplo, o Furacin.

Queimadura de espessura completa

É a queimadura de quarto grau e a mais grave. Não apresenta flictenas, sua cor é esbranquiçada e/ou amarelada, o aspecto é seco, o local parece anestesiado e a diferença em relação às outras é que não epiteliza com curas. Consequentemente, o tratamento específico é cirúrgico: enxerto de pele e antibioticoterapia.

Considerações especiais

  • Retirar objetos metálicos.
  • Retirar a roupa, mas nunca quando estiver colada.
  • Refrescar as queimaduras com soro fisiológico.
  • Manter a máxima esterilidade em lesões abertas.

O que não devemos fazer

O que NÃO deve ser feito em caso de queimadura de qualquer tipo é:

  • Debridar as flictenas.
  • Administrar drogas por via subcutânea ou intramuscular.
  • Desatender a dor física e psicológica.
  • Esquecer que com uma queimadura pode haver inalação de fumaça associada.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como atuar em caso de queimadura, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
CLARICE BARGA ROSA
Fiz depilação definitiva com raio lazer ou algo parecido e queimou minha perna. Ficou cheia de manchas , usei babosa e está melhorando.

Como atuar em caso de queimadura
Imagem: teinteresa.es
Como atuar em caso de queimadura

Voltar ao topo da página