Partilhar

Como conviver com o transtorno de personalidade esquizotípica

Por Redação umCOMO. Atualizado: 20 janeiro 2017
Como conviver com o transtorno de personalidade esquizotípica
Imagem: maricarmenmunoz.wordpress.com

Em umComo.com.br falamos sobre como reconhecer a esquizofrenia. Mas, o que acontece quando suspeitamos que podemos ter este transtorno? E se sofre um familiar, nosso filho ou nosso cônjuge? O que acontece quando temos de conviver de uma forma ou de outra com este transtorno? Embora as causas deste transtorno ainda não estejam totalmente claras, é importante considerar algumas coisas se o transtorno de personalidade esquizotípica entrar em nossas vidas, como por exemplo, que as mulheres são mais propensas a sofrer este transtorno. Por isso em umComo.com.br queremos dar uma orientação de como conviver com o transtorno de personalidade esquizotípica.

O que devo ter em conta?

Há fatores que podem aumentar o risco de aparecimento do transtorno, é preciso ter em conta:

  • Estresse ambiental: viver mudanças na sua vida, enfrentar problemas ou situações de estresse e ansiedade podem contribuir para o aparecimento deste transtorno.
  • Genética: se na sua família há pessoas que sofrem deste transtorno ou outros de caráter similar, também pode aumentar as possibilidades de sofrer do transtorno.

Se você acha que pode estar sofrendo os sintomas do transtorno de personalidade esquizotípica é importante que consulte um profissional imediatamente para poder ser avaliado. O profissional de saúde mental fará uma avaliação psiquiátrica e perguntará sobre os sintomas que você sofre. Além disso, você irá fazer acompanhamento adequado até avaliar um possível diagnóstico e poder começar um tratamento, se for necessário.

Como conviver com o transtorno de personalidade esquizotípica

Para poder ajudar-se a si mesmo, caso você seja diagnosticado com o transtorno de personalidade esquizotípica, ou se aparece em algum ente querido do seu meio, queremos dar os seguintes conselhos para você poder conviver com este transtorno da melhor maneira possível:

  • Procure informação sobre o transtorno, aprenda tudo o que for necessário. Para poder ajudar primeiro é preciso conhecer, deste modo é mais fácil enfrentar o transtorno e melhorar o dia a dia.
  • Ir a grupos de apoio para poder relacionar-se com pessoas que estão passando pela mesma situação. Deste modo, poder falar com aqueles que vivem situações diárias parecidas pode ajudar você a mudar a perspectiva.
  • Ir a todas as consultas com o profissional de saúde e seguir os passos que aconselhar para poder melhorar a vida, seguir suas terapias, bem como tomar a medicação exata receitada.
  • Estabelecer umas rotinas diárias de alimentação e exercício, bem como manter uma rotina diária para dormir, tentando que a hora de dormir e a de acordar seja, dentro do possível, sempre a mesma.
  • Estar atentos aos possíveis sinais de recaída do transtorno para ir imediatamente ao profissional de saúde e ser avaliado de novo. Alguns sintomas podem ser: mudanças de pensamentos e de ver a vida, mudanças no comportamento, sentimentos de nervosismo e irritação por tudo sem ter uma causa específica, transtornos alimentares ou de sono, perda do interesse pelas amizades ou pelas relações sociais.

Vá a um profissional

Se existem sensações de estar mudando ou de tristeza, dúvidas que tem de resolver porque não se entende claramente as instruções dadas pelo profissional, você sente problemas físicos, há mudanças nos comportamentos de alimentação ou de sono, há efeitos colaterais da medicação... é preciso ir a um profissional imediatamente.

Se você pensa que sua vida ou a do seu ser querido corre perigo, ligue imediatamente para os serviços correspondentes de ajuda.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como conviver com o transtorno de personalidade esquizotípica, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Escrever comentário sobre Como conviver com o transtorno de personalidade esquizotípica

O que lhe pareceu o artigo?

Como conviver com o transtorno de personalidade esquizotípica
Imagem: maricarmenmunoz.wordpress.com
Como conviver com o transtorno de personalidade esquizotípica

Voltar ao topo da página