menu
Partilhar

Como conviver com uma pessoa com transtorno de personalidade esquizotípica

Como conviver com uma pessoa com transtorno de personalidade esquizotípica
Imagem: eldiariodepolicromi.blogspot.com

Em outro artigo de umComo.com.br falamos sobre como identificar o transtorno de personalidade esquizotípica, mas o que acontece quando convivemos com um familiar que possui este transtorno de personalidade? Como podemos enfrentar as situações que podem nos afetar emocionalmente para poder ter uma relação mais saudável com esta pessoa? Em umComo.com.br queremos orientar você com estes 10 conselhos para conviver com uma pessoa com transtorno de personalidade esquizotípica.

Passos a seguir:
1

Se a pessoa com transtorno esquizotípica visitar profissionais de saúde, acompanhe a pessoa para estabelecer uma ligação mais próxima.

2

As pessoas com transtorno de personalidade esquizotípica têm dificuldades para se relacionar, sem conseguir estabelecer vínculos de empatia. Talvez se sinta incômodo perante pessoas com quem não tem um vínculo íntimo. Se com você tiver esse vínculo, e alguma vez se sentir com dificuldade de se relacionar com você não se sinta culpado. Em outro momento você pode tentar uma aproximação.

3

Se vocês forem juntos a alguma reunião social, é normal que a pessoa se comporte de forma pouco participativa e sem conseguir se integrar em um grupo por seu comportamento extravagante. Com certeza se ela se sentiu mal tentará evitar estas relações sociais que lhe provocam ansiedade. Tente explicar que está do seu lado e tente guiar seu comportamento ou aconselhar em suas respostas para que seja a mais adequada possível, evitando a ansiedade para ela e possíveis sentimentos de rejeição ou de fora de lugar (tão desagradáveis para qualquer pessoa que se sinta assim) e situações tensas para você.

4

Talvez sua forma de vestir seja estranha: você pode aconselhar que vista uma ou outra peça de roupa, use um ou outro penteado... mas sem que a pessoa se sinta ofendida. Explique que talvez essa forma de se vestir dá uma impressão distorcida de como é ele/ela na realidade.

5

Respeite seus pensamentos supersticiosos ou mágicos. Se não compartilha não entre em discussões que não levarão a nenhum lugar. Ainda que sinta a necessidade de fazer ela entender que está errada com essa percepção da realidade (principalmente se lhe prejudica), faça ela ver isso com delicadeza e de forma contrastada.

6

Pode sofrer episódios de psicose ou outros transtornos como a esquizofrenia de forma temporária. Se achar necessário, vá a um especialista para poder ser atendido e orientado da forma correta.

7

A pessoa pode ter pensamentos de tipo paranoide, não aumente eles pois podem gerar pensamentos muito irreais sem necessidade.

8

A pessoa que sofre de transtorno de personalidade esquizotípica pode se achar diferente, inapta, inferior perante os outros. Pode entender que seu comportamento às vezes não é adequado e se sente responsável pelos problemas que surgem à sua volta. Ao ter dificuldades em organizar seu pensamento de forma lógica e coerente, fica complicado para ela aprender de suas experiências ou se adaptar à realidade. Portanto, em casa, você pode tentar manter um ambiente estruturado, bem organizado para ajudar a organizar seus pensamentos no dia a dia.

9

Apesar de que geralmente eles não têm muitos amigos, e não têm relações duradouras de amizade fora do círculo familiar, evite estabelecer com você uma relação de dependência porque isso prejudicaria a pessoa emocionalmente.

10

Se sente que a situação lhe supera, pense na opção de ir a grupos de apoio. Falar com pessoas que passam pelo mesmo que você pode ajudar a ver as coisas desde outra perspectiva. Da mesma forma, se sentir a necessidade de falar com um profissional para que ele oriente em seu dia a dia para conviver com uma pessoa com transtorno de personalidade esquizotípica, não duvide em fazê-lo.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como conviver com uma pessoa com transtorno de personalidade esquizotípica, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Lorena
Preciso de mais informações.
Como conviver com uma pessoa com transtorno de personalidade esquizotípica
Imagem: eldiariodepolicromi.blogspot.com
Como conviver com uma pessoa com transtorno de personalidade esquizotípica

Voltar ao topo da página