Partilhar

Como diferenciar o aborto da gravidez ectópica

Por Sara Viega. Atualizado: 20 janeiro 2017
Como diferenciar o aborto da gravidez ectópica
Imagem: ludalmagro.com.br

Entende-se por gravidez ectópica a implantação e o desenvolvimento do óvulo fecundado fora da cavidade do útero. A localização pode ser: tubária, ovariana, abdominal, intraligamentar e cervical. De seguida, em umComo.com.br explicamos-lhe quais são as diferenças entre aborto e a gravidez ectópica.

Passos a seguir:
1

O primeiro diagnóstico diferencial que deve ser feito na gravidez ectópica é em relação ao aborto.

2

Neste processo a hemorragia é abundante e acompanhada de grandes coágulos.

3

A dor se localiza principalmente na região central do abdômen inferior e é como uma cólica.

4

A amenorreia é de maior duração e o exame genital permite apreciar um útero com caraterísticas gestantes, cujo tamanho é relacionado com esta situação.

5

Além disso, o colo uterino se encontra entreaberto e não existe tumor nele.

6

Se durante o processo foi expulsado algum tecido da cavidade uterina, deverá ser examinado pelo histopatologista.

7

Ainda fora desta circunstância, e descartada a gravidez intrauterina, se ainda persistirem as dúvidas sobre o diagnóstico, pode-se recorrer à curetagem ou biopsia, que deve ser feita suavemente.

8

O exame anatomopatológico mostra reação decidual do endométrio, mas sem vilo corial.

9

A reação decidual é índice patognomônico da existência de gravidez, enquanto a ausência de vilo corial indica que essa gravidez se encontra em algum lugar fora do útero (extrauterino).

10

Outra imagem anatomopatológica que é possível observar na decídua é o chamado fenômeno de Arias-Stella.

11

Consiste em alterações do epitélio glandular que podem simular um adenocarcinoma.

12

Este fenômeno consiste em uma multiplicação celular exagerada com pluriestratificação das células do epitélio glandular, com hipercromasia nuclear e algumas mitoses anormais.

13

Desaparece espontaneamente ao finalizar a gravidez.

14

Embora não seja sinal patognomônico da gravidez ectópica, sua presença permite presumir com muita certeza este processo.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como diferenciar o aborto da gravidez ectópica, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Conselhos
  • Toda a gravidez ectópica deve ser controlada por um médico.
  • Diante da presença destes sintomas consulte um médico.

Escrever comentário sobre Como diferenciar o aborto da gravidez ectópica

O que lhe pareceu o artigo?

Como diferenciar o aborto da gravidez ectópica
Imagem: ludalmagro.com.br
Como diferenciar o aborto da gravidez ectópica

Voltar ao topo da página