Partilhar
Partilhar em:

Como é o tratamento da gravidez ectópica

Como é o tratamento da gravidez ectópica

Quando uma mulher sofre de gravidez ectópica é essencial que vá de imediato ao ginecologista para evitar qualquer complicação que possa derivar em sangramento interno, ruptura das trompas, abortos e, inclusive, a incapacidade de voltar a ter filhos. Por isso é fundamental que vá a um médico para obter o tratamento indicado dependendo do tipo de gravidez ectópica que esteja tendo. Neste artigo de umComo explicamos para você como é o tratamento da gravidez ectópica falando sobre os dois tipos: o medicinal e o cirúrgico.

Também lhe pode interessar: Sintomas da gravidez ectópica
Passos a seguir:
1

É essencial que conheça quais são os sintomas de uma gravidez ectópica para poder avaliar se tem este problema. Deve saber que alguns dos sinais podem ser confundidos com outras condições como, por exemplo, uma apendicite; mas existem alguns sintomas claros que indicam que existe algum problema na gravidez:

  • Dores fortes na zona abdominal na cintura e na pélvis
  • Cólicas fortes, náuseas e enjoos
  • Sangramento vaginal
  • Febre

Este tipo de gravidez caracteriza-se por um óvulo que se fecunda nas trompas mas não regressa ao útero, fica congestionado nesta zona. Se o embrião começar a crescer pode provocar a ruptura das trompas e um forte sangramento interno.

2

Como pode ver, é essencial que, se tiver alguns dos sintomas explicados acima, vá de imediato a um médico para começar com o tratamento da gravidez ectópica. Deve saber que existem duas formas de tratar este problema e que a escolha de um método ou outro dependerá do critério do médico e do estado da sua gravidez.

Assim, existem 2 formas de a tratar:

  • Com medicamentos
  • Com uma cirurgia
3

O tratamento farmacológico de uma gravidez ectópica receita-se quando este problema foi detectado a tempo e a trompa ainda não foi rasgada. Com os medicamentos, consegue-se parar o crescimento do embrião e evitar que as trompas se rompam, possibilitando que em um futuro seja possível voltar a ficar grávida.

Entre todos os fármacos, o que mais se costuma usar é o metotrexato que consegue parar o crescimento das células e, portanto, evitar que o feto continue crescendo e possa provocar graves complicações na mãe. Este medicamento administra-se em uma só dose, normalmente por via intravenosa; no entanto, pode ser que tenha que ser injetado durante vários dias para que o corpo o assimile.

Em uma faixa de 4 a 6 semanas, a gravidez ectópica desaparecerá conseguindo que as trompas continuem em bom estado e sem nenhum risco para a mãe. No entanto, existe uma série de efeitos colaterais que tem a ver com este medicamento, por exemplo:

  • Náuseas e vômitos
  • Diarreia e dores abdominais
  • Tonturas

Além disso, apesar de ser rara, existe a possibilidade de que durante este tratamento as trompas se rasguem; por isso, se tiver algum outro sintoma (como sangramento, dores fortes, etc.) vá ao médico para que este lhe indique o que fazer; o mais provável é que recomende uma cirurgia.

4

Outra forma de tratar a gravidez ectópica é com a cirurgia. Se estivermos falando de uma gravidez de pouco tempo com a trompa ainda intacta é possível que a intervenção seja simples, com a técnica da laparoscopia (uma pequena incisão na trompa). Mas se o estado de gestação for mais avançado e/ou a trompa estiver rasgada, a intervenção será mais profunda e é possível que se tenha que extrair uma parte ou toda a trompa de Falópio, com a consequência de que essa mulher não poderá ficar mais grávida.

Também pode ser que, enquanto estiver operando, o médico detecte que o rasgo da trompa não seja muito grave e, portanto, tente reparar. No entanto, o mais provável é que se remova inteira para evitar sangramento ou complicações.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como é o tratamento da gravidez ectópica, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Como é o tratamento da gravidez ectópica

O que lhe pareceu o artigo?

Como é o tratamento da gravidez ectópica
1 de 3
Como é o tratamento da gravidez ectópica