Partilhar

Como evitar as perdas de urina

 
Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como evitar as perdas de urina

As perdas de urina involuntárias são conhecidas medicamente com o termo de incontinência urinária, um problema que afeta muitas pessoas das quais uma grande maioria são mulheres. Idade avançada, gravidez, menopausa, excesso de peso, cistite, transtornos do sistema nervoso, são só algumas das condições que podem desencadear um escape de urina indesejado. É conveniente identificar a origem do problema e ter em conta uma série de medidas que ajudem a prevenir esses escapes de urina, a relaxar a bexiga e a usufruir de uma maior comodidade. Continue lendo este artigo de umComo para saber como evitar as perdas de urina de forma eficiente.

Também lhe pode interessar: Remédios para dor de urina

Causas das perdas de urina

As causas da incontinência urinária podem ser diversas, mas sem dúvida que a mais comum é o enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico, os quais são essenciais para manter na posição adequada tanto a bexiga quanto o útero e o reto. A perda de força do assoalho pélvico é um problema que afeta com mais frequência pessoas de idade avançada, mulheres grávidas e mulheres que estão na menopausa.

Além desta, outras condições que podem dar lugar à incontinência urinária são:

  • Infecções de urina.
  • Cálculos ou pedras na bexiga.
  • Fístula urogenital.
  • Danos cerebrais ou problemas neuromusculares.
  • Consumo de alguns medicamentos.

É sempre conveniente ir ao médico para saber com certeza qual é a causa do problema e iniciar o tratamento necessário. É possível que, em função do tipo de incontinência urinária que tiver, o especialista receite algum medicamento para relaxar a bexiga e melhorar as suas funções. Naqueles casos nos quais a incontinência for muito grave, pode se considerar a opção de cirurgia.

Como evitar as perdas de urina - Causas das perdas de urina

Exercícios de Kegel para fortalecer o assoalho pélvico

Um dos primeiros tratamentos recomendados para controlar as perdas de urina involuntária é a realização dos chamados exercícios de Kegel, os quais permitem fortalecer os músculos do assoalho pélvico e, portanto, evitar escapes de urina acidentais que surgem quando estes enfraquecem ou perdem flexibilidade. Este tipo de exercícios é perfeito para prevenir o que se denomina de incontinência de esforço, que faz referência àquelas perdas de urina que ocorrem ao realizar simples ações cotidianas como rir, tossir, espirrar, correr, fazer exercício, carregar peso, etc.

Para que os exercícios deem resultado e sejam eficazes, é muito importante seguir as instruções de um profissional e realizá-los em casa tendo em conta as seguintes recomendações:

  • Pode fazê-los em diferentes posturas, mas a mais aconselhável é deitada de barriga para cima com os joelhos flexionados e as plantas dos pés completamente apoiadas no solo.
  • Completamente relaxada, deve tentar contrair o esfíncter anal, ou seja o anel muscular que há ao redor do ânus, da mesma forma como se estivesse tentando segurar uma ventosidade sem chegar a apertar as nádegas.
  • Contraia e relaxe o esfíncter anal várias vezes, até notar que domina o movimento. É importante que, ao mesmo tempo, não contraia outros músculos do corpo, como os do abdômen ou os das pernas.
  • Aguente a contração durante 3 ou 5 segundos, relaxe também de 3 a 5 segundos, e volte a realizar o movimento umas 10 ou 15 vezes.

Os especialistas recomendam fazer os exercícios de Kegel umas 3 vezes ao dia para impedir que o problema de incontinência urinária se agrave e, além disso, estes devem ser combinados também com a prática de exercícios abdominais hipopressivos, os quais permitem ter um controle dos músculos abdominais e tonificá-los através de contrações específicas e respirações profundas. Descubra todos os detalhes e de que forma deve realizá-los no artigo Quais são os melhores exercícios hipopressivos.

Como evitar as perdas de urina - Exercícios de Kegel para fortalecer o assoalho pélvico

Treinar a bexiga

Os exercícios anteriores ajudarão você a controlar as perdas de urina e a evitar a debilidade do assoalho pélvico, mas também é importante que sejam acompanhados de outras medidas como as que explicamos de seguida. Uma das mais importantes é a de treinar a bexiga estabelecendo horários específicos para urinar. Por exemplo, como no início pode ser mais complicado de segurar, pode começar por intervalos curtos e ir a cada hora ao banheiro para urinar, à medida que o tempo for passando e a situação melhorar, poderá ir aumentado esse intervalo de 30 minutos em 30 minutos, mas sempre de uma forma gradual e progressiva.

Além disso, também é recomendável que se habitue a urinar antes de sair de casa, antes de se deitar ou antes de realizar atividade física, pois assim reduzirá as chances de ter escape de urina em situações incômodas. Por outro lado, os especialistas não aconselham segurar a vontade de urinar durante muito tempo, já que então a bexiga, ao estar tanto tempo distendida, poderia acabar perdendo elasticidade.

Como evitar as perdas de urina - Treinar a bexiga

Dieta e ingestão de líquidos

É sempre recomendável seguir uma dieta equilibrada e saudável para manter o organismo saudável, mas no caso de incontinência urinária, também é fundamental prestar atenção em alguns aspectos como a alimentação para superar o problema. Em primeiro lugar, no caso de excesso de peso deve-se começar por uma dieta hipocalórica e adequada que permita perder esses quilos a mais, já que estes provocam uma maior pressão sobre os músculos abdominais e pélvicos e, portanto, provocam e pioram os escapes de urina.

Por outro lado, devem-se moderar ou evitar na dieta aqueles alimentos que possam irritar o trato urinário e aumentem a vontade de urinar, como é o caso dos ingredientes picantes (malagueta, gengibre, pimentas caiena, etc.), além dos denominados alimentos diuréticos, os quais favorecem a produção da urina e estimulam as funções dos rins.

Em relação aos líquidos, é recomendável que ingira água quando tiver sede, tentando moderar a quantidade a partir do meio da tarde para evitar escapes de urina noturnos. Não pense que por beber menos água conseguirá melhorar a situação, pois se a ingestão de água for muito reduzida, a urina torna-se mais concentrada, irritando a bexiga e fazendo com que tenha mais vontade de ir ao banheiro urinar. Por outro lado, evite o consumo de líquidos que possam agravar a incontinência como bebidas gaseificadas, com cafeína ou com álcool.

Como evitar as perdas de urina - Dieta e ingestão de líquidos

Higiene e produtos para proteger as perdas de urina

Redobrar as medidas de higiene íntima é um aspecto fundamental quando se têm perdas de urina, pois é a única forma de evitar os cheiros desagradáveis que podem provocar os escapes, bem como o desconforto. O melhor é lavar a área genital com água morna e um sabão íntimo específico duas vezes por dia, ou quando precisar.

Para além disso, existem alguns produtos que podem ser muito úteis para proteger as perdas de urina e sentir-se limpa e fresca durante todo o dia, os mais utilizados são:

  • Absorventes ou toalhas específicas: existem à venda absorventes especialmente feitos para mulheres com incontinência urinária, pois são bem mais absorventes que os tradicionais e retêm a urina no seu interior.
  • Pessários: dispositivos que estão disponíveis em diferentes formas e tamanhos e que se inserem na vagina com o objetivo de exercer pressão sobre a uretra e prevenir os escapes de urina.
  • Tampões uretrais: são uma espécie de sondas de plástico que se inserem na uretra e servem para bloquear a passagem da urina. Costumam utilizar-se para determinados momentos do dia.
  • Coletor urinário: capa de látex específica para homens, as quais se colocam sobre o pênis e se conectam a um tipo de bolsa onde vai armazenando a urina que escapa.

Antes de começar a utilizar qualquer um destes produtos, é aconselhável consultar o seu médico e se informar sobre qual é o mais apropriado para o seu caso.

Como evitar as perdas de urina - Higiene e produtos para proteger as perdas de urina

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como evitar as perdas de urina, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Como evitar as perdas de urina

O que lhe pareceu o artigo?

Como evitar as perdas de urina
1 de 6
Como evitar as perdas de urina

Voltar ao topo da página