Como fazer chá de canela-de-velho - Indicações e precauções

Como fazer chá de canela-de-velho - Indicações e precauções

Comumente chamada de canela-de-velho, Miconia albicans é uma planta cuja uma das variedades pode resultar em um chá que, segundo relatos virtuais, é poderoso contra problemas relacionados a dores no corpo. Apesar de existirem poucas respostas científicas sobre o tema, não faltam perguntas e interesse. Para esclarecer as coisas, o umCOMO reuniu informações e tudo o o que você precisa saber sobre como fazer chá de canela-de-velho.

Vai precisar de:

Árvore canela-de-velho: como é a planta?

Apesar de ser popularmente conhecida como canela-de-velho, a planta em questão se trata da Miconia albicans, comumente encontrada nos domínios fitogeográficos da Amazônia, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica, mais comum no Nordeste. Ela tem aproximadamente 15 variedades distintas sendo que 4 delas são fatais aos rins. Isso significa que antes de tomar um chá com as folhas da planta canela de velho é preciso se informar quanto à variedade da planta. O ideal é comprá-la em feiras com alguém confiável que já tenha experiência com a planta.

A planta é arbustiva com o caule fino e seu tamanho pode variar entre 0,7 a 3 metros de altura. Suas folhas, a parte usada para o tratamento da medicina popular, são cobertas por uma espécie de penugem branca, com uma textura grossa e 5 veias paralelas. Dependendo da época do ano podem surgir frutos redondos e verdes (com as sementes dentro) e pequenas flores 'peludas' e enganchadas na ponta dos ramos.

Dica: Acesse também esse artigo e descubra como fazer chá de barbatimão.

Benefícios da canela-de-velho

Até o momento da conclusão deste artigo existiam poucos artigos científicos que comprovassem a eficácia da planta quanto aos problemas prometidos. Na medicina popular o chá com as folhas canela-de-velho tem como seu benefícios mais conhecido o alívio das dores provocadas pela artrite e artrose.

A explicação para a eficácia dessa planta no tratamento da artrose é a de que seu consumo auxilia a recuperação das cartilagens ao mesmo tempo em que combate as dores e alivia o inchaço. Já no sangue, o que se diz é que as substâncias da planta agem contra os radicais livres e ajudam a purificá-lo, assim como reduz a taxa glicêmica no sangue e é indicado para o diabetes.

Já no âmbito digestivo, recomenda-se a canela-de-velho para tratar problemas estomacais e intestinais, como gastrite, diarreia e distúrbios relacionados.

As propriedades da canela-de-velho podem ser classificadas entre as medicinais, das quais se utiliza a planta em tratamentos amplos, e as terapêuticas, que focam em problemas específicos e geralmente utilizam a planta em métodos caseiros, como o chá.

Além de todas as ações relacionadas ao alívio de dores nas costas e problemas de articulações existem estudos específicos [1] que apontam as propriedades da Miconia albicans como alternativas ao tratamento da Doença de Chagas.

Propriedades da canela-de-velho

  • Ação analgésica
  • Anti-inflamatório natural
  • Antioxidante
  • Antimutagênica
  • Antimicrobiana
  • Antitumoral
  • hepaprotetora
  • Digestiva
  • Propriedades contra Mal de Chagas
  • Alívio de dores de artrose, artrite e fibromialgia
  • Melhora dores na coluna
  • Purificação do sangue

Usos específicos do chá de canela-de-velho

  • Artrose
  • Artrite
  • Tendinite
  • Torcicolo
  • Bursite
  • Inchaços locais em outras partes do corpo

Canela-de-velho efeitos: colaterais

Embora não existam relatos públicos sobre os efeitos colaterais da canela-de-velho, é sempre bom lembrar que ainda há poucos estudos sobre a planta. Se você sofre com problemas de articulações ou outros citados neste artigo, o ideal é que procure um médico para receber o tratamento adequado. Após tomar o chá, observe os efeitos sobre o seu corpo e sob qualquer suspeita, procure um médico.

Veja também: 6 opções de relaxantes naturais caseiros

Como fazer chá de canela-de-velho com a folha

Para preparar o chá-de-canela é imprescindível que você tenha adquirido as folhas em um lugar de confiança para evitar qualquer possibilidade de usar folhas tóxicas ao seu organismo. As folhas da canela-de-velho podem ser encontradas em lojas online de produtos naturais, casas de ervas ou feiras livres. Na hora de comprar canela-de-velho, dê preferência às folhas já desidratadas e sem manchas pretas, isso significa que elas estão saudáveis e livres de fungos.

  1. Separe 15 folhas de canela-de-velho;
  2. Coloque-as em um recipiente com 1 litro de água e deixe ferver;
  3. Assim que começar a ferver, conte 30 segundos e apague o fogo;
  4. Tampe a panela e deixe descansar por alguns minutos até que fique morno;
  5. Coe a mistura e o chá estará pronto para consumo.

Como tomar o chá de canela-de-velho

A medicina popular recomenda consumir duas xícaras por dia, preferencialmente antes da refeição e não necessariamente precisa ser tomado quente. Esse ritual deve ser repetido por pelo menos 30 dias para que os efeitos sejam notados, de acordo com a sabedoria popular. O prazo para a diminuição das dores varia muito em cada pessoa.

Com o que sobrar do chá ainda é possível banhar as áreas doloridas diariamente e massagear a região.

Obs.: Se você chegou a este artigo buscando o chá de canela, confira o artigo sobre como fazer uma infusão com canela.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como fazer chá de canela-de-velho - Indicações e precauções, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicamentos e Suplementos.

Referências
  1. http://www.ppmac.org/sites/default/files/propriedades_terapeuticas_triterpenos_acidos.pdf
Bibliografia
  • http://reflora.jbrj.gov.br/reflora/listaBrasil/FichaPublicaTaxonUC/FichaPublicaTaxonUC.do?id=FB9668
  • https://www.cerradoinfinito.com.br/23-canela-de-velho
  • https://www.degruyter.com/view/j/znc.2006.61.issue-7-8/znc-2006-7-803/znc-2006-7-803.xml