Partilhar

Como monitorar os sinais vitais

Por Sara Viega. Atualizado: 27 julho 2017
Como monitorar os sinais vitais

Os sinais vitais são esses sinais que indicam que uma pessoa está viva e em uma situação estável. Em determinados momentos, o controle dos sinais vitais é básico para saber se um doente que está sendo operado ou uma mãe em parto estão bem. Se nos encontramos em uma situação limite devemos controlar os sinais vitais para saber o que temos que fazer. A seguir, explicaremos a você como monitorar os sinais vitais de uma pessoa.

Passos a seguir:
1

Os sinais vitais mais importantes que temos que monitorar e que a seguir desenvolveremos são:

  • Respiração;
  • Pulso;
  • Temperatura;
  • Pressão arterial.
Como monitorar os sinais vitais - Passo 1
2

A temperatura é um dos sinais vitais mais fáceis de medir. Para medir esta constante devemos usar um termômetro; atualmente, todos são digitais. Em geral, admite-se a temperatura axilar ou bucal entre 36 a 37ºC e a retal aumenta mais meio grau, como normais. As mulheres grávidas e pessoas de idade avançada costumam ter uma temperatura mais alta que os jovens. Devemos nos preocupar se a temperatura estiver abaixo dos 35ºC e se estiver acima dos 38ºC.

3

A respiração é um sinal vital que temos que medir prestando atenção à respiração do paciente, em referência à frequência respiratória que são o número de respirações por minuto. O recém-nascido tem 30 a 40 respirações por minuto. Durante o primeiro ano de vida tem de 26 a 30 resp/min.

O ritmo respiratório é a sucessão dos movimentos inspiratórios e expiratórios; considerava-se patológico se houvesse uma pausa entre ambos os movimentos. A quantidade de ar que entra e sai dos pulmões, em condições normais, é de 500 cm³. Simetria: Os dois pulmões trabalham por igual.

Temos que nos preocupar se alguma destas situações acontecer:

  • Eupneia: Entre 12 e 18 respirações por minuto.
  • Taquipneia: Valores acima das 18 respirações por minuto.
  • Bradipneia: Valores abaixo de 12 respirações por minuto.

Em qualquer destas situações devemos tomar medidas e chamar os serviços médicos.

4

A pressão arterial é o sinal vital mais complicado de medir e para isso precisamos de um tensiômetro. Se o tiver, deverá pôr o tensiômetro no braço, à altura do bíceps e medir a pressão arterial. A pressão correta seria:

  • 120 -140 pressão sistólica
  • 70 - 90 pressão diastólica

Temos que nos preocupar se a pressão estiver muito baixa ou muito alta, mas também se estiver descompensada.

5

O pulso é um sinal vital muito fácil de medir e o que medimos é a quantidade de pulsações ou batidas ou contrações cardíacas que o coração faz durante um minuto.

Os valores normais em um adulto saudável oscilam entre 60 e 80 pulsações por min (ppm). Quando se toma o pulso de um paciente, há que considerar os seguintes aspectos:

  • Frequência correta: Entre 60 e 90 ppm.
  • Bradicardia: Cifras abaixo de 60 ppm.
  • Pulso acelerado: Entre 90 e 100 ppm.
  • Taquicardia: Acima de 110 ppm.

Saiba mais: Quais são os valores normais dos sinais vitais

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como monitorar os sinais vitais, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário sobre Como monitorar os sinais vitais

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Alex Ferreira
Alex Ferreira, Estudante - Que Deus nos salve.. O sucatemento de ambulãncias do Brasil e tão grande que não há mais médicos para resgate de pessoas... A verdade e que o Médico no Brasil desistiram e desapareceram a muitos anos do paciente, já não há mais atendimento a pacientes... Sobre os sinais vitais pode-se usar outro mecanismos de suspiros, como choques neurais para reanimação, etc... Tenho prano funeraria e ela realiza o enterro, o resto são um bando de incompetentes!
JULIA BORGES CARVALHO
EXCELENTE!
Sara Viega (Editor/a de umCOMO)
Olá Julia, muito obrigada por comentar valeu :)

Como monitorar os sinais vitais
1 de 2
Como monitorar os sinais vitais

Voltar ao topo da página