Partilhar

Como o ouvido afeta o equilíbrio

 
Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como o ouvido afeta o equilíbrio

O ouvido é um dos nossos órgãos mais importantes, não só por sua função evidente na audição, mas também por fazer parte dos mecanismos de equilíbrio e orientação espacial do nosso corpo. Para compreender como o ouvido afeta o equilibro é importante compreender como está composto este órgão e como ele afeta a nossa percepção de estabilidade.

Convidamos você a continuar lendo o seguinte artigo do umCOMO onde aprenderá qual é a relação entre o ouvido e o equilibro e quais são as doenças que afetam esta importante função.

Também lhe pode interessar: Como descomprimir o ouvido

Partes do ouvido

Vamos começar entendendo como o ouvido é composto, quais são as suas diferentes partes e também qual é a importância de cada uma delas. O ouvido está composto por ouvido externo, ouvido médio e ouvido interno.

O ouvido externo e o ouvido médio encontram-se especializados em captar ondas sonoras e transmiti-las de forma acondicionada para que sejam captadas pelo ouvido interno. O ouvido interno transforma os estímulos sonoros recebidos pelo ouvido externo e interno, em uma estrutura interna em forma de tubo em espiral chamado de Cóclea. A faixa de audição de cada pessoa pode variar de 16 a 28.000 ciclos por segundo.

A cóclea faz parte de uma estrutura maior chamada Labirinto (chamada assim porque sua aparência lembra a estrutura do famoso labirinto do minotauro); o labirinto é um sistema de canais fluídos dentro do ouvido interno que faz parte do sistema auditivo, junto com o aparelho vestibular que é o responsável por dar o sentido do equilíbrio.

O ouvido e o equilíbrio

Para saber como o ouvido afeta o equilíbrio devemos entender o funcionamento desta parte do corpo: quando a cóclea vibra, a endolinfa (líquido que se desloca dentro dos condutos auditivos do labirinto) se move e estimula o órgão de Corti, que conta com células pilosas que enviam informação ao cérebro.

O equilíbrio é dado pelo aparelho vestibular e pelos canais semicirculares, responsáveis por nos manter direitos. Esta função é realizada por pequenas células pilosas que se encontram dentro dos canais, detectando cada mudança na posição da nossa cabeça.

Quando a endolinfa se move ao fazer uma mudança na posição da cabeça, este líquido move os pelinhos das células pilosas dos canais, enviando desta forma sinais ao cérebro, que por sua vez envia ordens aos músculos específicos que nos permitirão manter o equilíbrio em cada mudança de movimentos.

Quando realizamos movimentos circulares (como girar sobre nosso eixo) a endolinfa se comporta como qualquer outro líquido, mantendo-se em movimento por um pouco mais de tempo. Até que a endolinfa volta ao seu estado de repouso as células pilosas continuam recebendo estímulos de movimento, por isso nosso cérebro recebe sinais errados. Este fenômeno é o que causa o enjoo depois de realizar vários giros.

Vertigem e outros problemas de equilíbrio

Alguma vez se sentiu enjoado ao se levantar? Se sentiu atordoado após realizar alguma tarefa que requeira a realização de movimentos? Ou como indicam algumas pessoas, teve a sensação de que o quarto gira ao seu redor?

Se já sentiu alguma das situações anteriores, o mais provável é que sofra de vertigem ou algum outro problema de equilíbrio, como por exemplo:

  • Vertigem: A sensação de vertigem costuma estar associada ao medo de alturas mas este problema é bem mais estendido. A vertigem é um sintoma de vários problema de equilibro, pode aparecer com a idade e é produzido principalmente porque, com o tempo, o ouvido interno sofre alterações que causam esta sensação de desequilíbrio. No umCOMO temos algumas dicas para você saber como combater a vertigem.
  • Labirintite: Outro problema de equilíbrio pode ser causado pela labirintite. Esta patologia apresenta-se quando dentro do labirinto existe uma infecção que afeta o funcionamento normal da audição e do equilíbrio. Os sintomas da labirintite vão desde tonturas e vertigem à perda de audição, parcial ou total.
  • Síndrome de Ménière: Esta doença é um transtorno do equilíbrio que afeta adultos em qualquer idade e atualmente a causa é desconhecida. Quem sofre desta doença tem várias sensações, descrevendo sintomas de vertigem, zumbido nos ouvidos e capacidade auditiva intermitente.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como o ouvido afeta o equilíbrio, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Como o ouvido afeta o equilíbrio

O que lhe pareceu o artigo?

Como o ouvido afeta o equilíbrio
Como o ouvido afeta o equilíbrio

Voltar ao topo da página