Partilhar

Como prevenir um acidente cerebrovascular AVC

Por Redação umCOMO. Atualizado: 18 fevereiro 2020
Como prevenir um acidente cerebrovascular AVC
Imagem: entertecno.com

O acidente cerebrovascular também conhecido como derrame cerebral, é uma condição na qual nosso cérebro deixa de receber a irrigação sanguínea de forma adequada, o que pode ocasionar a morte das células e graves sequelas, irreversíveis em algumas ocasiões. Existem diversos fatores de risco que podem aumentar de forma importante as possibilidades de sofrer um AVC, por isso é importante determinar e reduzi-lo ao mínimo. Em umComo.com.br, explicamos como prevenir um acidente cerebrovascular.

Também lhe pode interessar: Como socorrer um paciente com AVC
Passos a seguir:
1

Quando o cérebro deixa de receber irrigação sanguínea de forma adequada, pode ser devido a dois tipos de acidente cerebrovascular:

  • Derrame cerebral isquêmico: ocorre quando a falta de circulação sanguínea se deve a um coágulo ou a uma artéria entupida. As embolias e trombose estão agrupadas dentro deste tipo de AVC.
  • Derrame cerebral hemorrágico: o AVC ocorre devido a uma hemorragia produzida pelo rompimento de um vaso sanguíneo na área cerebral, como ocorre por exemplo com os aneurismas.
2

Existem vários fatores que podem aumentar a possibilidade de sofrer um AVC, alguns deles estão vinculados aos hábitos diários e podem ser modificados em favor da saúde do paciente. Quem sofre de tensão arterial alta conta com um risco maior de sofrer um acidente cerebrovascular, por isso, tomar as medidas necessárias para baixar a pressão arterial será fundamental para garantir a saúde.

3

Aqueles pacientes com doenças cardíacas contam com um maior risco de sofrer um AVC, especialmente do tipo isquêmico. Manter um adequado controle médico e seguir todas as recomendações de um especialista é a melhor forma de garantir a saúde cardíaca e reduzir ao mínimo as repercussões desta doença.

4

Os pacientes que sofrem de colesterol e triglicerídeos altos, bem como de obesidade e diabetes são também mais propensos a sofrer um derrame cerebral, portanto, a fim de prevenir um acidente cerebrovascular, é importante tomar todas as medidas necessárias para tratar estas condições:

  • Faça todas as mudanças necessárias em sua rotina para reduzir o colesterol e os triglicerídeos. Adotar uma dieta baixa em gorduras, fazer exercício e se submeter a revisões médicas periódicas é fundamental para consegui-lo.
  • Caso sofra de diabetes, siga as indicações de seu médico e faça as mudanças necessárias em sua alimentação e rotina diária.
  • Os pacientes com obesidade, por sua saúde, devem ser submetidos a um plano de emagrecimento que lhes permita melhorar o prognóstico e reduzir o risco de sofrer de diversas doenças.
5

Fazer exercício e manter uma vida ativa é fundamental para prevenir não só o AVC, como diversos tipos de sofrimento, como as doenças cardíacas, pressão alta, colesterol e triglicerídeos altos ou diabetes. Portanto, recomenda-se levar uma vida ativa e evitar o sedentarismo para melhorar a nossa saúde.

6

Hábitos nocivos como o alcoolismo e o tabagismo também aumentam o risco de sofrer um AVC, bem como outras doenças. Consumir álcool com moderação e abandonar o fumo melhorará de forma notável a sua saúde geral, ajudando a prevenir um ataque cerebrovascular e diversos sofrimentos, como doenças cardíacas, pressão alta ou problemas hepáticos.

7

Existem outros fatores de risco passíveis de ter um acidente cerebrovascular que não podem ser controlados, mas que, ao serem seguidas as recomendações anteriores, poderiam ser menos influentes. Estes fatores de risco são:

  • Contar com familiares diretos que tenham sofrido AVC, pois alguns especialistas indicam que certas propensões hereditárias podem influenciar.
  • Pertencer ao sexo masculino, já que se trata de uma condição mais presente em homens do que em mulheres.
  • Ser maior de 55 anos, ainda que um AVC possa ocorrer em qualquer idade, o risco aumenta após os 55 anos.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como prevenir um acidente cerebrovascular AVC, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Como prevenir um acidente cerebrovascular AVC

O que lhe pareceu o artigo?

Como prevenir um acidente cerebrovascular AVC
Imagem: entertecno.com
Como prevenir um acidente cerebrovascular AVC

Voltar ao topo da página