Partilhar

Como reconhecer a esquizofrenia

Por Vanessa Lopes. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como reconhecer a esquizofrenia

A esquizofrenia é uma doença que se caracteriza pela presença de sintomas característicos da psicose e alterações de humor. Normalmente, este distúrbio tem início em idade adulta, embora também possa ocorrer na adolescência. Existem diversos tipos de tratamentos para esta doença, consoante o caso, é recomendado o consumo de medicamentos antipsicóticos, ansiolíticos, antidepressivos, entre outros. A psicoterapia também pode ser recomendada para acompanhar o tratamento médico. Aqui, mostramos-lhe como reconhecer a esquizofrenia.

Também lhe pode interessar: Como detectar a esquizofrenia
Passos a seguir:
1

Sintomas. Durante um período de tempo, a pessoa passa por alguns sintomas psicóticos, em conjunto com o aparecimento de um episódio depressivo grave, episódio maníaco ou episódio misto. Para si mesmo, durante o período em que dura a doença, a pessoa em duas semanas já experienciou, pelo menos, delírios e alucinações, na ausência de sintomas afetivos significativos.

2

Sintomas psicóticos. Durante pelo menos um mês, a pessoa já experienciou alguns dos seguintes sintomas: delírios (geralmente, delírios paranóicos), alucinações (frequentemente auditivas), discurso desorganizado (a linguagem é incoerente), comportamento estranho. Há uma deterioração da percepção da realidade que afeta a pessoa em vários aspectos.

3

Sintomas afetivos. Durante o período de duração do distúrbio de esquizofrenia, já deve ter acontecido um episódio depressivo grave, um episódio maníaco ou episódio misto. No caso do episódio depressivo grave, deve durar pelo menos 2 semanas, no caso do episódio misto e maníaco, a sua duração deve ser de pelo menos 1 semana.

4

Início e duração. Geralmente, esta doença começa no início da idade adulta e tende a permanecer durante pelo menos 6 meses. Os sintomas psicóticos ocorrem durante os primeiros 2 meses. Nos 3 meses seguintes, os sintomas de humor ocorrem em conjunto com os sintomas psicóticos, e no último mês apenas devem ocorrer sintomas psicóticos novamente.

5

Subtipos. Na esquizofrenia, podem-se distinguir dois subtipos que são determinados pela desordem afetiva predominante. Assim, existe um tipo bipolar, que é quando ocorre um episódio maníaco ou misto; ou um tipo depressivo, que ocorre quando o transtorno de humor corresponde a um episódio depressivo grave.

6

Dia-a-dia. A pessoa que passa por esquizofrenia, sofre uma deterioração no seu trabalho, na vida social e familiar. É comum, a pessoa começar a ter dificuldades em cuidar de si mesma, lentamente, começam a isolar-se e a ter um menor desempenho no trabalho. É de realçar que o risco de suicídio aumenta.

7

Tratamento. Em primeiro lugar, é importante recorrer a um médico para obter um diagnóstico adequado. Normalmente, o tratamento envolve a utilização de certos medicamentos para tratar os sintomas, tais como antipsicótipos, ansiolíticos, antidepressivos, entre outros. A psicoterapia também é recomendada para acompanhar o tratamento médico.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como reconhecer a esquizofrenia, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Conselhos
  • Se achar que alguém padece de sintomas de esquizofrenia, consulte um especialista.

Escrever comentário sobre Como reconhecer a esquizofrenia

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Vanessa Lopes
Olá Anderson, obrigada pelo seu comentário!
Anderson
Precisa falar mais sobre borderlines e menos de bipolares. Bipolares tem semelhanças mas são muito diferentes de borders q eu acho até q borders são mais comuns na real. Mas em fim, pode me ignorar se eu disse algo q não devia e obrigado pela postagem ^-^

Como reconhecer a esquizofrenia
Como reconhecer a esquizofrenia

Voltar ao topo da página