Partilhar

Como saber se a minha filha tem síndrome de Rett

Por Redação umCOMO. Atualizado: 12 junho 2020
Como saber se a minha filha tem síndrome de Rett

O Síndrome de Rett é um transtorno no desenvolvimento neurológico infantil que aparece quase de forma exclusiva em meninas. Este transtorno caracteriza-se pelo desenvolvimento de múltiplos déficits, principalmente relacionados com a linguagem expressiva e o uso das mãos, após um funcionamento normal desde o nascimento. Não existe tratamento para a cura desta síndrome, mas a tarefa fundamental tem a ver com a diminuição dos efeitos dos sintomas, como por exemplo, fisioterapia, tratamento psicológico, entre outros. A seguir em umComo apresentaremos a você como saber se a sua filha tem Síndrome de Rett.

Passos a seguir:
1

Desenvolvimento normal no começo. Durante a gravidez e após o nascimento e desenvolvimento da menina é normal. Até aproximadamente aos 5 meses, o desenvolvimento psicomotor acontece com total normalidade. Até este momento, o desenvolvimento da menina é semelhante ao de um menino que não sofre desta síndrome, sendo difícil de detectar nesta etapa.

2

Entre os 5 e 18 meses. A menina começa a ter menor contato visual e não se interessa pelos brinquedos. Tornam-se evidentes atrasos nas capacidades motoras, com dificuldades para engatinhar e sentar. Nesta etapa é possível notar uma diminuição da atividade motora, mas ainda não é suficientemente marcada como para ser detectada com firmeza.

3

Entre os 5 e 48 meses. O crescimento do crânio desacelera e começa a ser visível a perda das habilidades manuais intencionais. Isto quer dizer que a menina começa a ter dificuldades motoras, principalmente no movimento das mãos. Estas começam a ter um movimento estereotipado, batem as mãos, aplaudem involuntariamente, etc.

4

Sintomas que acompanham esta etapa. Durante estes meses podem aparecer irregularidades na respiração, como por exemplo, hiperventilação ou contenção da respiração. Isto acontece durante a vigília; geralmente quando a menina está dormindo estes sintomas tendem a desaparecer.

5

Diminuição da interação social. O interesse pelo ambiente social diminui de forma notável. É algo que vem acompanhado de uma deterioração significativa da linguagem expressiva e receptiva. Estas meninas perdem interesse no que acontece ao seu redor, não exploram o que encontram e se mostram indiferentes em relação ao meio.

6

Dos 48 meses em diante. A apraxia começa a fazer parte da vida da menina. Ela tem dificuldades para caminhar, para fazer movimentos voluntários, afeta todos os movimentos coordenados com um objetivo.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se a minha filha tem síndrome de Rett, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Conselhos
  • Se a sua filha sofre desta síndrome consulte um médico para um tratamento adequado.

Escrever comentário sobre Como saber se a minha filha tem síndrome de Rett

O que lhe pareceu o artigo?

Como saber se a minha filha tem síndrome de Rett
Como saber se a minha filha tem síndrome de Rett

Voltar ao topo da página