Partilhar

Como saber se um nódulo na mama é maligno

 
Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como saber se um nódulo na mama é maligno

O interesse pela saúde da mulher foi aumentando ao longo do tempo e, hoje em dia, um dos aspectos que mais nos preocupa é a saúde dos seios. É normal se preocupar se detectar um nódulo em uma mama mas, felizmente, na maioria dos casos tratam-se de tumores ou nódulos benignos. Os ginecologistas recomendam que se realizem autoexames e se façam as mamografias que forem necessárias como revisão periódica. De qualquer forma, se em um autoexame detectar alguma anomalia, como um nódulo ou uma mudança na forma habitual dos seios, deverá comentar com um médico especialista. É normal que neste caso esteja preocupada e, por isso, em umComo.com.br convidamos você a continuar lendo este artigo no qual vamos explicar como saber se um nódulo na mama é maligno.

Também lhe pode interessar: Sintomas de cisto na mama

A importância de um autoexame das mamas

Deve ir ao ginecologista com frequência para realizar uma revisão completa e, assim, poder detectar a tempo alguns problemas de saúde que possam surgir, mas também é importante que, uma vez por mês e de preferência na semana após o período menstrual, faça um autoexame das mamas.

Com a apalpação das suas mamas poderá detectar se houve alguma mudança em sua forma habitual, no tato do seu seio ou se apareceu algum nódulo. Se for o caso, terá que consultar seu ginecologista para que possa revisar você, fazer os exames que considerar apropriados e assim diagnosticar se se trata de algo normal ou de um problema ou doença que deva ser tratada.

Estes são os principais passos para fazer um autoexame das mamas:

  1. Examine a aparência das suas mamas em frente a um espelho e comprove que estão como sempre, sem mudanças na forma nem alterações na pele.
  2. Continue à frente do espelho e coloque as mãos para trás da cabeça e, de novo, observe se não tem nada fora do habitual.
  3. Realize a mesma revisão, mas agora com as mãos no quadril e inclinando-se para a frente.
  4. Deite-se na cama de barriga para cima, coloque o braço correspondente ao seio que vai examinar por trás da cabeça e apalpe com os dedos o seio para detectar se há alguma anomalia como um nódulo ou rugosidade. Quando terminar, faça o mesmo com o outro seio.
  5. Outra vez de pé, repita o passo anterior. Coloque o braço por trás da cabeça e apalpe a parte lateral e superior do seio, perto da axila.
  6. Por último, pressione ligeiramente seus mamilos para ver se há alguma secreção anormal.
  7. Se detectou alguma coisa fora do normal, consulte seu ginecologista.

Se quer saber informação mais detalhada sobre este tipo de autoexame necessário para sua saúde, recomendamos que leia este artigo para saber como realizar o autoexame da mama.

Como saber se um nódulo na mama é maligno - A importância de um autoexame das mamas

Como diferenciar um nódulo benigno e um maligno na mama

Nódulos benignos

Os nódulos benignos nas mamas são os mais habituais e existem diversos tipos, entre os quais se encontram os seguintes:

  • Os cistos: tratam-se de bolsas cheias de líquido que ocorrem por alterações nas glândulas mamárias. Quando notar um nódulo que se move, que parece conter líquido por ser bem mais macio ao tato e que tem uma forma redonda ou ovalada, é possível que esteja perante um cisto benigno. É importante saber que um cisto pode se mover e mudar de tamanho segundo o momento do ciclo menstrual no qual se encontre. Pode consultar este artigo para conhecer os sintomas dos cistos nas mamas.
  • Os fibroadenomas: são tumores benignos de fibra e tecido glandular que surgem quando há um maior crescimento deste tecido em algumas zonas concretas da mama. É de crescimento lento, quase nunca causa dor e costuma ocorrer em mulheres com menos de 30 anos. Sua forma é muito arredondada, costumam estar perto da superfície do peito e têm muita mobilidade. Além disso, podem ser um pouco duros ao tato.
  • A mastopatia fibrocística: neste caso, trata-se de um crescimento excessivo das fibras do tecido das mamas que se dá especialmente em mulheres na pré-menopausa. Costuma causar dor, que se acentua nos dias antes da menstruação, o tato é rugoso, duro e irregular, por isso pode parecer que se trata de pequenos nódulos, não de apenas um, e sua extensão não costuma estar bem delimitada.

Nódulos malignos

Os nódulos malignos são menos frequentes e indicam que há câncer de mama, um dos tipos de câncer mais agressivos nas mulheres e que nos últimos anos, graças a inúmeros estudos, se conseguiu aumentar significativamente a taxa de sobrevivência. Este câncer ocorre porque as células do tecido das glândulas mamárias dividem-se bem mais rápido do que o habitual.

Se quando se examina nota um nódulo fixo ou que se move muito pouco, de tato duro, rugoso e de forma irregular, é possível que se trate de um tumor maligno. Além de um nódulo deste tipo, há muitos mais sintomas que ajudarão você a saber se se pode tratar de um nódulo maligno, como por exemplo, uma mudança de tamanho do seio, a mudança do aspecto do mamilo e inclusive uma diferença na cor da pele. Para saber mais informação sobre isto, leia o nosso artigo sobre quais são os sintomas do câncer de mama.

Além disso, convidamos você a ler este outro artigo para saber como prevenir o câncer de mama.

Como saber se um nódulo na mama é maligno - Como diferenciar um nódulo benigno e um maligno na mama

Quando deve ir ao ginecologista

Agora que já sabe se um nódulo na mama é maligno, se em um autoexame ou depois de algum exame médico, observar a presença de algum dos sintomas e anomalias anteriormente descritos, é fundamental que vá ao seu ginecologista o quanto antes.

Apenas fazendo os exames médicos necessários como, por exemplo, a apalpação por parte do especialista, uma mamografia ou uma punção, poderá ter 100% de certeza sobre que tipo de problema enfrenta e poderão recomendar o tratamento mais adequado para você.

Como saber se um nódulo na mama é maligno - Quando deve ir ao ginecologista

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se um nódulo na mama é maligno, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário sobre Como saber se um nódulo na mama é maligno

O que lhe pareceu o artigo?

Como saber se um nódulo na mama é maligno
1 de 4
Como saber se um nódulo na mama é maligno

Voltar ao topo da página