Partilhar

Como tratar a depressão endógena

Como tratar a depressão endógena

A depressão é um transtorno que tem como característica principal um sentimento de tristeza de grande intensidade. Existe o que se denomina de "depressão reativa", que é gerada por uma reação extrema perante um acontecimento externo, como pode ser um acidente ou a morte de um ente querido, este tipo de depressão é normal perante este tipo de acontecimentos. Mas também existe o que se chama de "depressão endógena", que aparece sem motivo externo aparente, e tem uma causa biológica. Aqueles que sofrem dela são invadidos por um sentimento desmedido de tristeza e melancolia, tendem a perder o apetite, custa-lhes dormir, entre outras coisas. Embora seja um estado difícil de tratar dadas as características dos sintomas, não é impossível. Aqui damos-lhe alguns conselhos para tratar a depressão endógena.

Também lhe pode interessar: Como tratar a depressão infantil
Passos a seguir:
1

Consulte um médico especialista. Este tipo de depressão endógena, geralmente, não pode ser ultrapassada sem a intervenção de um médico especialista. Será ele quem indicará os passos médicos a seguir, e seguramente também irá propor o consumo de anti-depressivos como complemento do tratamento.

2

Realize exercício. Como em todos os transtornos relacionados com o estado de humor, o exercício é o melhor aliado. Este promove a liberação de endorfinas, a hormona relacionada com a alegria e felicidade. Sair para caminhar, correr, andar de bicicleta diariamente, são alguns dos exercícios recomendados nestes casos.

3

Modifique os seus hábitos alimentares. Como sempre, uma boa alimentação é fundamental para que o seu organismo funcione a 100%. Se bem que, durante o período da depressão tende a não ter apetite, trate de comer a cada quatro horas. Além das quatros refeições básicas, entre uma e outra, trate de comer alguma fruta. É necessário que o seu corpo tenha os nutrientes necessários para combater a depressão endógena. Recomenda-se o consumo de vitamina C, que se pode encontrar nos cítricos, em alguns vegetais e nos frutos secos. Também ácido fólico, que se encontra nas cenouras, nos tomates e nas maçãs.

4

Faça acupuntura. Especialistas do tema recomendam este tipo de técnica antiga, uma vez que se trabalha fundamentalmente com a energia do corpo. Pode haver energia bloqueada ou baixa energia em certas zonas, sendo importante a sua liberação ou o aumento da mesma, para que a energia flua naturalmente.

5

Pratique meditação. As técnicas de relaxamento e respiração têm efeitos muito positivos nestes tipos de doenças. É importante libertar tensões e fazer com que o seu corpo recupere o equilíbrio.

6

Trate de se apoiar nos seus entes queridos. É fundamental confiar neles e deixá-los ajudar. Se necessitar de falar com alguém, faça-o. Muitas vezes falar da situação ajuda-nos a percebe-la e a querer mudá-la. A mudança faz parte de si.

7

Escreva numa folha os seus sentimentos, tire-os cá para fora. Escreva como se sente e tudo o que pensa. Traga-os cá para fora. De seguida, leia-o, trate de pensar em todas as coisas positivas que tem, agarre-se a esse pensamento positivo.

8

Realize atividades novas. Trate de implementar na sua rotina alguma atividade que goste ou algum hobbie, algo que gere prazer em si. Se não encontra nada que lhe traga entusiasmo, planeie algo diferente como visitar um amigo, ler um livro, ir ao parque.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar a depressão endógena, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Conselhos
  • Fale com um médico para saber, em detalhe, como tratar a depressão endógena.

Escrever comentário sobre Como tratar a depressão endógena

O que lhe pareceu o artigo?
22 comentários
Regina
Tomar SOL ajuda muito! Dias ensolarados fazem bem, trazem um grande alívio! Resumi as instruções e inclui o SOL!!!!
sandra isabel rosa alves
eu sou uma pessoa com depressao endogena como me podem ajudar

Editor umComo.com.br
Oi Sandra! Experimentou as dicas do texto?
Gisa
Oiii, eu tbm sofro com depressão endógena, m trato a cerca de 1 ano e só a 3 meses que o médico pode fazer o diagnóstico depois de várias consultas e mudanças nas medicações. Hoje tomo pamelor de 50mg a noite e como SOS alprazolam 2mg, estou melhor,mas tem dias q ataca mesmo com as medicações, é uma tristeza inesplicavel, uma dor, uma sensação de vazio e de que ninguém gosta de vc. Me tranco tomo meu SOS e no dia seguinte tô melhor, tentei fazer terapia com psicóloga, mas não consigo falar da minha vida cara a cara com ninguém, tenho uma agenda na qual libero meus sentimentos do dia e com isso me sinto melhor e tem mais, foi muito bom desabafar aqui com vcs mesmo não tendo certeza de que vão ler. Obrigado pelo espaço. Boa noite!
Vanessa Lopes (Editor/a de umCOMO)
Oi Gisa! Muito obrigada pelo depoimento valeu. Força nessa luta e muito obrigada pelo comentário :)
Tere
Oi Gisa! Sei exatamente como se sente pq sinto o mesmo. Acabei de voltar da psiquiatra e ela me receitou esse anti depressivo que tu tomas, espero que de certo pra mim tbm, pois faz um ano que estou em tratamento sem resultado satisfatório. Abraço
romana
ola, eu fui diagnosticada com esse tipo de depressão. Estou tomando pamelor comecei 3 dias de 25, depois 50, e depois de 15 dias ele passou o de 75 (ao total faz 17 dias que to tomando) com quantos dias vocês começaram a ver uma melhora? me respondam por favor
José Martins Capetine
Foi ótimo para mim. Ajudo pessoas tristes e com ansiedade.
Vanessa Lopes (Editor/a de umCOMO)
Oi José, que bom saber que foi útil para você! Obrigada pelo seu comentário e continue nos acompanhando :)
Maria Cristina
De repente descobri que estou com depressão endógena. Eu sempre quis ajudar pessoas e agora eu estou precisando de ajuda. O que fiz? fui ao médico e ele me passou muitas fórmulas naturais e pediu para praticar atividades esportivas. E eu vou sair dessa, eu vou me esforçar, eu vou melhorar, eu vou ficar boa. Em nome de Jesus que é poderosissimo. Amém.
Vanessa Lopes (Editor/a de umCOMO)
Oi Maria, desejo-lhe toda a sorte e força do mundo para enfrentar essa etapa da sua vida!
cristina
com toda certeza Deus ira ajudá-la Maria Cristina,eu tbm tenho esta Depressão e to na luta e li um artigo q agora ão me lembro o site mas lá eu li q ela tem cura diferentes de outros sites q dizem ñ ter cura em alguns portadores desta depressaõ se manifesta em outros passam a vida toda sem a manifestar-ce eu indico vc a ler a leituras da SEICHO-no-ie ajuda muito e yoga
luciana
É muuuiiitoo difícil enfretar esse tipo de depressão.... ajudem, compreendam esses pacientes, é uma lyua!
JADE
Eu tive o problema de depressão desde a infância. Onde na década de 70, nem se falava neste assunto. Simplesmente me achavam uma criança preguiçosa, sem sal e nem açucar e enjoada (chata) para comer. Minha mãe me dava muita vitamina B, D, rss. achava que era falta de vitamina no corpo. Assim foi toda minha infancia e adolescencia. Tinham epocas que melhorava e quando eu pensava que não, ficava doente de novo. Nem passava pela minha cabeça ou de meu familiares que eu estava doente. Aos 28 anos, fui diagnosticada com depressão endógena e transtorno de bipolaridade. Tomei vários medicamento que não davam o resultado esperado. Até que depois de alguns anos encontrei uma médica que receitou o Pamelor 25mg e pediu para que eu fizesse algo que eu gostasse muito. Indico que que tiver depressão endogena, realmente busque algo que goste de fazer. Seja tocar um instrumento, cantar, sair para dançar. São atitudes que não nos damos conta, mas que é uma super terapia!!! Não deixe de fazer algo que goste, para se ajudar, por ninguém, porque as pessoas simplesmente passam por nossas vidas e você tem que fazer algo por você já, agora. Infelizmente quando se está com a depressão, simplesmente é o momento que voce está no fundo do poço e terá que sair de lá sozinho. Porque por mais que te puxem, você está pesado demais, para alguém te levar nas costas! Sáia, passeio, dance, ouça músicas,... FAÇA POR VOCÊ HOJE!!! EU HOJE SOU UMA MULHER MUUUUUUUIIIIIIITO FELIZ. APRENDI A LIDAR COM AS TRISTEZAS.
luciana
É o que precido tbm. Muito feliz por vc querida. Eu vou falar com meu psquiatra,sobre este medicamento
cida
Obrigado pelo depoimento ,sou mãe de uma criança ,de 9 anos e estou começando um tratamento ,exatamente hoje foi diagnosticado , e quase o mesmo caso seu valeu seu depoimento muito grato pelas dicas ,que Deus abençoe !!!
cristina
eu sofro deste mal tomo Nortripitilina e diazepan e faço tratamento a dois anos ,posso dizer q controla os estados de tristeza e melancolia,mas não voltei a me interessar pelo q fazia antes,tenho 39 anos ,antes fazia ,artesanatos,lia livros e mais livros,praticava variados esportes amava os estudos e era bastante sociavel,hj não tenho interesse em nada ,vivo o dia dia ,tenho históricos de suicidios na familia 4 tios se suicidaram e eu mesma já tentei varias veses mesmo no inicio do tratamento,e para piorar sou bipolar ,minha familia sofre tbm por eu ser assim pois estao sempre me monitorando,bom é isso
Tatiane Ferreira
Eu acho q to com essa depressao pq foi do nada dps do parto estava tudo bem ate q de dia pro outro minha vida praticamente se acabou tenho medo de tomar anti depressivos e fica viciada e calmantes tbm pq nao durmo direito mais
Vanessa Lopes (Editor/a de umCOMO)
Oi Tatiane, você não deve tomar medicamentos antidepressivos sem antes consultar o seu médico. É importante que obtenha o diagnóstico adequado e siga as indicações que o seu médico indicar.
maria lucia godoi
meu marido tem depressao endogena o medico receitou tomar nortripilina. sera q o medicamento esta correto
Vanessa Lopes (Editor/a de umCOMO)
Oi Maria, se o seu médico indicou esse medicamento é porque deve estar correto sim.

Como tratar a depressão endógena
Como tratar a depressão endógena

Voltar ao topo da página