Partilhar

Como tratar a labirintite emocional

Por Nicolas Santos. Atualizado: 9 dezembro 2019
Como tratar a labirintite emocional

A labirintite é doença conhecida por deixar sintomas como vertigens e tonturas que podem desabilitar o indivíduo por um período de tempo, na chamada crise de labirintite. Este nome que usamos para designar este tipo de doença é o mais popular, porém, o nome da doença é labirintopatia, uma doença que se dá no labirinto, parte do cérebro que se localizam a cóclea (caracol) e vestíbulo, componentes necessários para a mantenimento do equilíbrio e audição.

A labirintite pode ter origem física, alimentícia ou emocional. Neste artigo, umComo.com.br fala sobre a labirintite emocional, com foco em como tratar a labirintite emocional.

Também lhe pode interessar: Remédios para labirintite

Causas da labirintite emocional

A labirintite emocional costuma aparecer quando há um desequilíbrio, não só no emocional, mas também na dieta do indivíduo. É de conhecimento da medicina que quando a parte psíquica da pessoa sofre, o corpo do indivíduo perde parte de sua imunidade contra doenças. O mesmo acontece quando não nos alimentamos bem. Desta forma, o que pode causar a labirintite emocional é um conjunto das duas causas num indivíduo que já possuía tendências à desenvolver a labirintite.

Geralmente ocorre em indivíduos pré-diabéticos, quando o excesso de açúcar pode estar relacionado com subentrantes hipoglicêmicos. Vale acrescentar que, nestes casos, bebidas gasosas e outros alimentos que possuam quinino ou excesso de açúcar devem ser evitados. Mas a verdade é que a labirintite emocional se desenvolve de forma diferente em cada indivíduo, podendo ser estimulada por diferentes quadros de desequilíbrio no corpo humano.

O tratamento da labirintite emocional

A labirintite como uma doença que pode ser causada tanto por problemas físicos como emocionais, apresenta os mesmos sintomas independente da causa. O que muda é como o tratamento deve ser realizado.

O tratamento da labirintite emocional se inicia com a identificação da causa da doença. O que se diferencia no tratamento da labirintite emocional para a convencional é o profissional responsável pela identificação da causa. Enquanto uma é feita por um profissional da psicologia a outra por um otorrinolaringologista, mas isso não interfere no restante do processo de tratamento da labirintite.

Estas causas estão relacionadas, na maioria das vezes, com crises de ansiedade e situações estressantes. Como as crises podem ou não ser patológicas, nem sempre são receitados calmantes. As vezes é possível tratar a ansiedade apenas com mudança de hábitos alimentares, evitando situações estressantes no cotidiano.

O acompanhamento durante o tratamento da labirintite emocional necessita de ser supervisionado por algum profissional da área psicológica, como os psiquiatras, psicólogos e psicanalistas.

Veja também:

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar a labirintite emocional, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
MARLIEDA BARBOSA CARDEAL
como tratar labirintite emocional ? Quais remedios devo usar

Como tratar a labirintite emocional
Como tratar a labirintite emocional

Voltar ao topo da página