menu
Partilhar

Como tratar a malária

Por Yuri Ferreira. Atualizado: 20 junho 2017
Como tratar a malária
Imagem: respostassustentaveis.com.br

A malária ou paludismo é uma doença infecciosa causada por alguns protozoários e transmitida através da picado do mosquito Anopheles. Muito comum em regiões equatoriais e de selva, a malária causa diversos problemas ao nosso corpo, podendo ser fatal em caso de um tratamento não adequado. Os sintomas, como febre altíssima, delírios, perturbação sensorial, convulsões, são perigosíssimos. Quando falamos da malária, é necessário ter consciência das prevenções e das medicações que devem ser utilizadas para retirar os perigos e ameaças que essa doença pode nos causar. Para compreender os melhores métodos de Como tratar a malária, continue a ler esse artigo desenvolvido por umComo.

Também lhe pode interessar: Quais são as consequências da malária
Passos a seguir:
1

O primeiro passo para tratar a malária é ter a certeza de que você possui essa doença. Para evitar automedicações e outras atitudes perigosas, é necessário ter o conhecimento da doença. Os principais sintomas da malária são a febre altíssima, dores musculares e de cabeça (cefaleia), além de taquicardia (sensação de coração acelerado sem motivo aparente) e também delírios (alucinações, perda de consciência, desorientação no espaço e no tempo). Esses sintomas podem ser encontrados também em outras doenças. Por isso, o primeiro passo para o tratamento da malária é a consulta a um médico especialista, que conseguirá identificar a malária através de exames de identificação da doença.

2

Depois da malária ser confirmada no corpo do paciente, não há dúvidas de que você deve tratá-la. Ao contrário do que muitos pensam, a malária tem cura. Os tratamentos para essa doença variam para cada tipo de malária e para cada estágio da doença em que o paciente se encontra. Existem quatro tipos de protozoários que podem fazer a transmissão da malária. Os quatro são: Plasmodium vivale, Plasmodium ovax, Plasmodium malariae e o Plasmodium falciparum, mais agressivo dos invasores.

Como tratar a malária - Passo 2
Imagem: healthxchange.com.sg
3

O tratamento varia para cada plasmódio, portanto, siga esses passos conforme a infecção.

  • Plasmodium vivale: Cloroquina por três dias e Primaquina por 7 ou 14 dias (dependendo da reação do paciente ao tratamento).
  • Plasmodium ovax: Cloroquina durante três dias e Primaquina por 7 dias.
  • Plasmodium malariae: Para esse tipo de malária, apenas a cloroquina por três dias já é um tratamento eficiente.
  • Plasmodium falciparum: Artemeter e lumefantrina por três dias e primaquina em dose única ou Artesunato e Mefloquina durante três dias adjunto de uma dose única de Primaquina.

Para crianças com menos de 6 meses e mulheres grávidas, o tratamento deve ser alterado. Os remédios devem ser tomados antes das refeições. A dosagem pode variar de acordo com o paciente, graças a peso, altura e idade para uma segura e eficaz cura da malária.

4

Em casos de malária grave causada pelo P. falciparum, o tratamento é realizado em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital. Esses casos de malária devem ser tratados com maior preocupação pois podem ser fatais. Os tratamentos são:

  • Injeção venosa de artesunato por 8 dias e Clindamicina durante uma semana.
  • Injeção venosa de Artemeter por 5 dias e Clindamicina por uma semana.
  • Injeção venosa de quinina e clindamicina por uma semana.

Esses tratamentos só são eficazes em hospitais. Não se automedique em caso de malária porque os malefícios podem ser mortíferos.

Como é melhor prevenir do que remediar, leia o nosso artigo Como prevenir a malária para evitar que você pegue essa enfermidade.

Como tratar a malária - Passo 4

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar a malária, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como tratar a malária
Imagem: respostassustentaveis.com.br
Imagem: healthxchange.com.sg
1 de 3
Como tratar a malária

Voltar ao topo da página