Partilhar

Como tratar da rinite alérgica crônica

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como tratar da rinite alérgica crônica

A rinite alérgica crônica é uma doença crônica de etiologia alérgica. Existem 2 tipos: a perene e a sazonal. O tratamento é o mesmo para os 2 tipos e está orientado a aliviar os sintomas. Estão disponíveis várias estratégias farmacológicas e de controle ambiental dos alérgenos, mas nesta seção só ofereceremos o tratamento farmacológico.

Vai precisar de:
Também lhe pode interessar: Como se manifesta a rinite alérgica crônica
Passos a seguir:
1

Atualmente, os corticoides intranasais são o tratamento farmacológico mais recomendável para a rinite alérgica. Nas doses recomendadas, não parecem produzir efeitos colaterais sistêmicos.

2

No início do tratamento, a aplicação de solução salina nasal ajuda a remover crostas e muco, já que fluidifica as secreções, o que facilita a ação dos corticoides intranasais.

3

Os corticoides sistêmicos controlam todos os sintomas da rinite alérgica. Eles não são usados normalmente, já que existem outras opções terapêuticas igualmente efetivas, porém mais seguras.

4

Em pacientes com muita congestão nasal, podem ser indicados descongestionantes nasais tópicos por poucos dias para favorecer a ação dos corticoides nasais.

5

Os descongestionantes nasais sistêmicos são úteis para o controle da congestão nasal. Podem ser usados por longos períodos sem provocar congestão por efeito rebote ou taquifilaxia, ao contrário dos de uso tópico.

6

Os anti-histamínicos têm uma grande utilidade no cuidado da rinite crônica, ainda que atualmente sejam considerados de segunda linha, por baixo dos corticoides inalatórios.

7

Os anti-histamínicos controlam a secreção nasal, os espirros e o prurido nasal e ocular. No entanto, não têm utilidade no controle da congestão nasal.

8

O cromoglicato é útil na prevenção das crises. A resposta no controle da sintomatologia é semelhante à dos anti-histamínicos, mas menor do que a dos corticoides. Carece de efeitos colaterais nas doses recomendadas.

9

O brometo de ipratrópio demonstrou ser efetivo apenas no controle da secreção nasal. Ele não é recomendado como droga de primeira linha.

10

A imunoterapia está indicada para pacientes com sintomatologia severa que não se consegue controlar com as medidas farmacológicas comuns. O tratamento é caro, lento e é desconhecida a duração dos efeitos benéficos. Este tipo de procedimento deve estar sob responsabilidade do especialista.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar da rinite alérgica crônica, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Conselhos
  • Deve ser considerada a consulta com especialista no caso de pacientes que não respondam ao tratamento inicial ou quando se suspeita de alguma anomalia estrutural.

Escrever comentário sobre Como tratar da rinite alérgica crônica

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
FATIMA CARDOSO
gostaria de um tratamento natural estou sempre com crise nao e sinusite fiz recente raiox da face faco uso de nasonex e alegra de 120mc e nao melhora obrg

Como tratar da rinite alérgica crônica
Como tratar da rinite alérgica crônica

Voltar ao topo da página