Partilhar

Como tratar o estrabismo

Por Paula Cassandra. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como tratar o estrabismo
Imagem: lookfordiagnosis.com

O estrabismo é um problema nos músculos dos olhos que pode afetar não apenas crianças, mas também pessoas na fase adulta. Além disso, o quadro pode se manifestar de diferentes formas. Para saber como tratar o estrabismo e prevenir um problema ainda maior, o umComo.com.br vai oferecer algumas informações.

Também lhe pode interessar: O que é estrabismo

O que é e como tratar o estrabismo

O estrabismo, também chamado de vesgueira, se caracteriza pela impossibilidade dos olhos ficarem paralelos, devido a um desequilíbrio nos músculos oculares. Dessa forma, o mais comum é que o paciente tenha um olho desviado, enquanto o outro olha para a frente, por exemplo. Esse desvio pode ser na direção do nariz, para os lados, para cima ou para baixo. O paciente pode também ter uma combinação de desvios.

Embora adultos possam adquirir estrabismo, devido a diabetes, doenças neurológicas ou traumatismo na cabeça, crianças ainda muito pequenas podem apresentar o distúrbio. Por isso, é preciso estar sempre atento ao seu filho e, mesmo que nada aparentemente esteja errado com os seus olhos, a partir de um ano de idade deve levá-lo ao oftalmologista, já que existem casos de estrabismo que não são percebidos, mas que são suficientes para causar problemas de visão.

Quanto antes o distúrbio for diagnosticado, maiores são as chances do paciente resolver o seu estrabismo. O primeiro passo para tratar o estrabismo é corrigindo os problemas visuais, como visão dupla e baixa visão, para tanto, conforme o caso o especialista pode indicar o uso de óculos. Colírios também podem ser prescritos para amenizar os sintomas. Existe ainda a fisioterapia ocular, que consiste em exercícios ortóticos para fortalecer os músculos. Um exemplo é tapar o olho bom para estimular o outro.

Como tratar o estrabismo - O que é e como tratar o estrabismo
Imagem: makia.la

Tipos de tratamento para estrabismo

Depois de tratar os problemas de visão do paciente, causados pelo estrabismo, chega a hora de iniciar o tratamento para o desvio dos olhos propriamente dito. Embora existam opiniões divergentes entre os especialistas, alguns afirmam que o distúrbio pode ser curado apenas com o uso de óculos. Enquanto isso, outros garantem que apenas a intervenção cirúrgica pode resolver o problema por completo, o que na realidade ocorre na maioria das vezes.

Vale lembrar, entretanto, que cada caso é um caso. Já o procedimento cirúrgico não é feito sobre o olho com estrabismo, mas sim, em seus músculos, os quais são responsáveis pelos seus movimentos. Além disso, conforme o tamanho do desvio podem ter que ser operados os dois olhos. Em geral, o paciente permanece pouco tempo no hospital e a recuperação é tranquila. Existe ainda o tratamento que consiste em aplicar a toxina botulinica (Botox) para corrigir o desvio, porém, são apenas alguns casos em que é possível utilizar dessa alternativa.

É importante ressaltar ainda que é preciso buscar tratamento para o estrabismo o quanto antes, uma vez que as células cerebrais atrofiadas não podem ser recuperadas. Dessa forma, se a criança iniciar o tratamento cedo pode reverter o seu desvio e ter uma visão normal. Especialistas lembram que é um erro pensar que a vesgueira em bebês desparece sozinha, é preciso buscar ajuda de um oftalmologista.

Como tratar o estrabismo - Tipos de tratamento para estrabismo
Imagem: revistacrescer.globo.com

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar o estrabismo, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Como tratar o estrabismo

O que lhe pareceu o artigo?

Como tratar o estrabismo
Imagem: lookfordiagnosis.com
Imagem: makia.la
Imagem: revistacrescer.globo.com
1 de 3
Como tratar o estrabismo

Voltar ao topo da página