Partilhar

Consequências de dormir pouco

Por Redação umCOMO. Atualizado: 1 outubro 2018
Consequências de dormir pouco

Dormir é uma necessidade que todas as pessoas têm, mas não sabemos até que ponto precisamos contar com umas determinadas horas de sono por dia. Isso se deve às numerosas e muito negativas consequências que a falta de sono geram em nós. Assim, em umComo.com.br explicamos-lhe as consequências de dormir pouco, uma carência que deverá evitar se pretende manter um bom estado de saúde.

Também lhe pode interessar: Dormir muito faz mal?

A importância do sono

O sono condiciona sua vida. Dormir o suficiente é uma necessidade vital de todo organismo, pois o sono cumpre funções específicas em cada um de nós, entre elas, destaca-se seu componente restaurador, pois o fato de dormir serve para reparar diariamente o corpo que descansa e se beneficia disso, bem como sua função de complemento para assegurar a vigília.

Além disso, o sono também exerce uma função fisiologicamente necessária, pois o fato de dormir assegura a regulação dos biorritmos e garante o equilíbrio entre as necessidades biológicas de nosso corpo e o meio exterior.

Efeitos da falta de sono

As consequências de dormir pouco são facilmente reconhecíveis: verá como fica mais irritadiço, mantém uma atitude pessimista, muda de estado de ânimo com frequência e sofre mais de estresse e ansiedade.

Do mesmo modo, dormir pouco também afeta você no nível fisiológico, uma vez que se repercute na velocidade para processar o açúcar e isso pode derivar no aparecimento de glicose no sangue, bem como em um aumento de peso.

Os efeitos negativos da falta de sono também se contemplam em relação à diminuição da temperatura corporal que pode chegar a gerar o aparecimento de arritmias ou inclusive de paradas cardiorrespiratórias.

Uma das repercussões mais importantes da falta de sono em uma pessoa está relacionada com sua memória. Assim, dormir pouco pode supor uma perda de aquisição de conhecimentos a curto e longo prazo, bem como relativo à retenção dos mesmos.

Dormir pouco também repercute em seus movimentos, que se tornam mais lentos. Da mesma maneira, a falta de sono incide na maneira de se comunicar, pois sua fala se torna mais imprecisa e apresentará maiores complicações na hora de resolver problemas.

A longo prazo, a falta de sono também causará problemas sem despertar alarmes. De fato, são numerosos os especialistas que coincidem em afirmar que dormir pouco influencia no aparecimento de tremores, aumento da percepção da dor, esgotamento, transtornos intestinais ou maior probabilidade de contrair infecções devido à fraqueza do seu sistema imunológico.

No umCOMO ajudamos você para que saiba como dormir melhor, conselhos que ajudarão a descansar todos os dias de modo a ter um sono reparador.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Consequências de dormir pouco, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Escrever comentário sobre Consequências de dormir pouco

O que lhe pareceu o artigo?

Consequências de dormir pouco
Consequências de dormir pouco

Voltar ao topo da página