O que acontece no primeiro trimestre da gravidez

O que acontece no primeiro trimestre da gravidez
Imagem: babypost.com

Durante o primeiro trimestre da gravidez, ou seja, nas primeiras 12 semanas, os sinais do lado de fora da barriga são pouco evidentes, mas lá dentro a mudança é gigantesca. No final do primeiro trimestre, o seu bebê já vai parecer mais como um ser humano, portanto são várias as mudanças que acontecem no interior da barriguinha. Para saber mais sobre o que acontece no primeiro trimestre da gravidez, continue lendo este artigo de umComo.

Primeiro trimestre da gravidez: O que acontece com você

Durante os primeiros três meses de gravidez é provável que não note um crescimento da barriga, mas esta é uma das fases mais importantes da gestação pois é quando abortos e malformações do bebê podem surgir. Uma das coisas que acontece com a mamãe durante o primeiro trimestre de gravidez e que é o sinal mais evidente de que está grávida é a ausência de menstruação, pois durante o período de gravidez você já não menstrua mais. Para além disso, você pode se sentir mais cansada e ter os tão conhecidos enjoos matinais. É também durante os primeiros três meses de gestação que a mamãe sente os seus seios inchados e mais sensíveis. Alterações de humor, azia, desejos por determinados alimentos e urinar com mais frequências são outras das alterações que a mamãe pode sentir durante esta fase da gestação.

Durante esta fase é necessário a mamãe redobrar os cuidados, para garantir tanto a sua saúde como a do bebê. Para isso, entre no nosso artigo e descubra como se cuidar no primeiro trimestre de gravidez.

Imagem: elitereaders.com

Primeiro trimestre da gravidez: O que acontece com o bebê

As primeiras 12 semanas de gravidez são incríveis, pois no final desse tempo o feto fica sendo um embrião com todos os órgãos grandes funcionando, como o coração e pulmões. No final das 12 semanas, o rosto do bebê ganha uma aparência mais humana e os olhos, que antes estavam nas laterais da cabeça, começam a se aproximar. As orelhas também se encontram quase na posição normal.

Apesar de você não conseguir sentir os movimentos do seu bebê, por esta altura o feto já se mexe se alguém cutucar na barriga da mamãe. É também no final das 12 semanas de gestação que o bebê já consegue fechar as mãos e curvar os dedos dos pés quando alguma coisa se encosta a eles.

No final do primeiro trimestre de gravidez, o bebê poderá chegar a pesar 18 gramas e a medir 6 centímetros, mas claro que isso depende de cada bebê pois cada um tem um jeito diferente de se formar e evoluir.

O que se observa na análise de sangue

Durante a gravidez é comum fazer-se uma análise ao sangue a cada três meses, para verificar se tudo está bem e se há alguma complicação. Nesta extração de sangue obtêm-se informações sobre a saúde tanto do bebê como da mamãe. Sendo assim, o que se pode observar nesta análise ao sangue no primeiro trimestre da gravidez são os seguintes fatores:

Toxoplasmose

Caso a mulher grávida não tenha tido esta infecção por parasitas, deverá adotar uma série de medidas preventivas porque o contágio da toxoplasmose durante a gestação pode ser um risco para o feto. Portanto, por exemplo, a mulher terá que evitar ter contato com as fezes dos gatos, não consumir embutidos e carnes mal passadas, como também não deve consumir verduras cruas.

Rubéola

Se a mulher não estiver imune, terá que tomar precauções sobretudo durante o primeiro trimestre da gravidez para não contrair a doença.

Hepatite B e hepatite C

Se a mulher grávida for portadora da infecção mencionada, devem ser adotadas medidas especiais durante o parto e quando o bebê nascer, pois durante a gestação não poderá tomar medicação.

Grupo sanguíneo e Rh

Se o Rh da grávida for positivo (Rh) não há nenhum problema, mas caso o resultado saia negativo (Rh-), então seria necessário realizar um teste chamado teste de Coombs. Trata-se de um teste que é repetido mensalmente a partir do quinto mês e que serve para garantir que no organismo da mulher grávida não existem anticorpos que possam danificar o feto.

Sífilis e HIV (AIDS)

Ambos os testes são realizados por protocolo, pois o objetivo é prevenir a transmissão ao feto caso o resultado do teste na grávida seja positivo.

Rastreio bioquímico

No sangue materno encontram-se enzimas procedentes do feto, que são medidas com a finalidade de avaliar a possibilidade de que o feto sofra de alguma anomalia cromossômica como, por exemplo, a Síndrome de Down. São os resultados do mencionado teste junto com os resultados obtidos na ecografia da 12ª semana que nos dão resultados para poder descartar ou afirmar a existência de alguma anomalia. Caso a porcentagem de ambos os testes seja de 1 entre 250 ou maior, então é aconselhável realizar uma amniocentese.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que acontece no primeiro trimestre da gravidez, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.