menu
Partilhar

O que é a Síndrome do Coração Partido

Por Ana Lopes. Atualizado: 16 janeiro 2017
O que é a Síndrome do Coração Partido
Imagem: homem.net

O próprio nome já remete a um mal que acomete os corações apaixonados de pessoas que sofreram rejeição do amado ou amada. Mas, não é somente o amor entre homem e mulher que “quebra o coração”. Essa doença tem muito envolvimento com histórias de amor, mas sem aquele típico ar de romantismo. A Síndrome do Coração Partido é uma doença orgânica do coração e afeta, principalmente, mulheres acima dos 55 anos, já na meia-idade. O que não exclui a possibilidade de que mulheres mais jovens também sejam acometidas com essa Síndrome. Se ficou curioso(a) para saber mais sobre essa doença, continue acompanhando este artigo presente em umComo e saiba como fazer para se prevenir ou ajudar quem esteja sofrendo desse mal.

Também lhe pode interessar: Porque sinto pontadas no coração

A Síndrome

A perda de um ente querido (familiar ou um bichinho doméstico), a dor de um amor inacabado, o divórcio, a separação, o amor não correspondido ou a traição são os principais agentes causadores dessa síndrome. Mas, o que fica não é apenas uma dor “espiritual”, ou uma dor psicológica. A Síndrome do Coração Partido afeta o coração, pois o trauma é tão grande que faz com que substâncias químicas percorram a corrente sanguínea e enfraqueça o tecido cardíaco. E é um enfraquecimento real. Essa doença não tem nada de abstrata, não é apenas o psicológico que fica vulnerável, fraco. Deixando quem sofre dessa síndrome mais propício à morte.

Os sintomas

Além da dor psicológica, aquela que vai na alma, sabe? As pessoas que sofrem da Síndrome do Coração Partido também podem sentir os mesmos sintomas de quem sofre um infarto do miocárdio - como falta de ar e até desmaios. Um exame cardíaco mostrará, também, uma considerável arritmia cardíaca e a presença de substâncias típicas de um ataque cardíaco. No entanto, a realização de um exame mais detalhado, evidenciará que não houve nenhuma obstrução nas artérias - o que é bem comum em um infarto. A Síndrome do Coração Partido provoca ainda:

  • apatia (onde a pessoa fica indiferente a tudo e a todos);
  • choque;
  • depressão;
  • desespero;
  • fadiga;
  • insônia;
  • náusea;
  • nostalgia;
  • perda da autoestima, do amor próprio;
  • perda de apetite ou dor de estômago (às vezes, pode acontecer dos dois sintomas aparecerem juntos);
  • raiva;
  • sentimentos negativos;
  • solidão.

No Japão, essa doença é conhecida por "cardimiopatia de Takotsubo". E pode ser desencadeada por qualquer notícia impactante, seja ela negativa ou positiva.

O que é a Síndrome do Coração Partido - Os sintomas
Imagem: conselheiradamor.blogspot.com

O tratamento

Por não ser uma doença “física”, ainda não há um tratamento específico para aqueles que sentem seus corações quebrados. Sendo que cada pessoa terá um tempo diferente para se recuperar desse trauma, respeitando suas limitações. Há quem se recupere rápido e há os que demoram para se recuperar, além daqueles que nunca conseguirão seguir em frente. No entanto, a família e os amigos têm como ajudar.

Por que só mulheres sofrem dessa Síndrome?

Apesar de não ter uma justificativa comprovada, acredita-se que as mulheres sofrem descarga maior de adrenalina do que os homens ou que os homens possuem mais receptores de adrenalina nas células cardíacas, o que inviabiliza a ação da Síndrome neles.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é a Síndrome do Coração Partido, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
Prof. Araújo - Brasília - DF
Cara Ana, Você mencionou no primeiro tópico: "A Síndrome do Coração Partido é uma doença orgânica do coração e afeta, principalmente, mulheres acima dos 55 anos, já na meia-idade. (...)" Mais abaixo escreveu: "Por não ser uma doença “física”, ainda não há um tratamento específico para aqueles que sentem seus corações quebrados." Se é uma doença orgânica, como pode não ser uma doença física? Todos nós temos o direito de nos equivocarmos - corrija-me se estiver eu mesmo equivocado. Só queria entender melhor seu artigo, favor explicitar, o que poderá nos útil e a outrem.
Ana Lopes
Olá, Prof. Araújo! Talvez, eu não tenha usado as palavras corretas. Mas, o que eu quis dizer é que: o coração não fica quebrado fisicamente (como o nome induz) e, por isso, não há um tratamento específico. Coloquei o “físico” entre aspas para deixar essa ressalva. Apesar disso, seu entendimento não está errado. Outras pessoas podem interpretar da mesma maneira que você. Obrigada por acompanhar e comentar neste texto.

O que é a Síndrome do Coração Partido
Imagem: homem.net
Imagem: conselheiradamor.blogspot.com
1 de 2
O que é a Síndrome do Coração Partido

Voltar ao topo da página