Partilhar

Posso tomar paracetamol grávida?

Por Redação umCOMO. Atualizado: 16 dezembro 2019
Posso tomar paracetamol grávida?
Imagem: mirartegaleria.com

A gravidez é um período no qual as mulheres registam importantes mudanças, tanto físicas como psicológicas. Uma de suas grandes preocupações durante estes meses são os medicamentos e tratamentos farmacológicos que podem tomar, já que estes se restringem notavelmente. Daí que as consultas a seus médicos e especialistas se multipliquem devido a este tema, especialmente quanto ao consumo de paracetamol. Em umComo.com.br damos resposta à questão se posso tomar paracetamol grávida. Analisamos os componentes deste medicamento, os efeitos que pode causar ao feto e fazemos uma série de recomendações quanto ao seu uso para grávidas.

Também lhe pode interessar: Posso tomar Ibuprofeno grávida

Componentes do paracetamol

Este medicamento deriva da acetanilida, pelo que tem um efeito nos pacientes de caráter analgésico e antipirético. Entre suas funções mais conhecidas está a sua capacidade de reduzir ou fazer desaparecer a dor e a febre, ainda que careça de efeito anti-inflamatório e antiagregante. Atualmente ele é consumido por mais de 50% das gestantes.

Efeitos no feto

O consumo de paracetamol nas mulheres grávidas não está isento de consequências, ainda que a maior parte destas consuma este fármaco sem receita médica nem prescrição facultativa. Assim, a seguir analisamos os efeitos colaterais que pode gerar um consumo inadequado:

  • Neurologia do bebê. O paracetamol pode afetar o desenvolvimento neurológico do bebê, tanto no que se refere ao seu desenvolvimento psicomotor, como à sua conduta e temperamento, principalmente quando o consumo é realizado no terceiro trimestre de gestação.
  • Asma e alergia. Existe um paralelismo entre o consumo de paracetamol e a asma, bem como com as alergias. De fato, o risco a que exista asma infantil aumenta 25% nos bebês expostos pré-natalmente a este fármaco, já que provoca uma diminuição da glutationa transferase, que produz o aparecimento de metabolitos oxidativos no feto.
  • Parto prematuro. Em alguns casos, o paracetamol pode aumentar as probabilidades de parto prematuro, um risco que é maior naquelas mulheres com patologia pré-eclampsia de base (hipertensão arterial e proteína na urina), pelo que não deveriam tomar este medicamento em nenhuma fase da gravidez.

Falsos mitos em torno do paracetamol

É importante que as grávidas saibam que o consumo deste fármaco não aumenta o risco a sofrer um aborto nas mulheres. Da mesma forma, também não incide na morte fetal intra-uterina, nos fetos de menor tamanho para sua idade gestacional nem no parto prematuro, salvo no caso que mencionamos anteriormente.

Consumo durante a gravidez

Apesar das indicações aqui assinaladas, o paracetamol é um fármaco que pode ser tomado durante a gestação, o que não deve gerar nenhum tipo de problema. Assim, seu consumo deve limitar-se a períodos curtos de tempo, de não mais de 72 horas ininterruptas.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Posso tomar paracetamol grávida?, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicamentos e Suplementos.

Conselhos
  • Como com qualquer medicamento, e mais em caso de gravidez, deve-se consultar o especialista em caso de dúvida.

Escrever comentário sobre Posso tomar paracetamol grávida?

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário

Posso tomar paracetamol grávida?
Imagem: mirartegaleria.com
Posso tomar paracetamol grávida?

Voltar ao topo da página