Partilhar

Quais são os efeitos colaterais da talidomida

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Quais são os efeitos colaterais da talidomida

A talidomida pertence a uma classe de medicamentos chamados agentes imunomoduladores, que começou a ser comercializada em 1957 como calmante. Naquela época não se especificavam na bula alguns de seus efeitos colaterais, especialmente nefastos para as grávidas e seus futuros bebês. Por isso, na década de sessenta provocou numerosos nascimentos de bebês afetados por focomelia, que produz malformações especialmente nas extremidades. Atualmente, a talidomida é totalmente contraindicada para as mulheres em período de gravidez. Em umComo, explicamos com mais detalhes quais são os efeitos colaterais da talidomida.

Passos a seguir:
1

Em primeiro lugar, deve-se destacar que a talidomida é um medicamento que deve ser tomado unicamente com prescrição médica. Atualmente, é uma substância utilizada para o tratamento do mieloma múltiplo: um tipo de câncer que aparece focalizado em diferentes pontos na medula óssea. Além disso, este fármaco também é incluído no tratamento do eritema nodoso leproso.

2

Ainda que este medicamento não costume apresentar problemas de tolerância, podem ocorrer reações adversas ao tratamento com talidomida. Desta forma, incluem-se sintomas de deteriorações nervosas como intumescimento ou comichão, prisão de ventre, tremores, vertigem e tonturas, inchaço nas mãos e nos pés ou problemas intestinais.

3

Também cabe destacar que é comum ocorrer nas pessoas que tomam talidomida o aparecimento de anemia, diminuição de glóbulos brancos ou plaquetas. Como resultado, os pacientes pode sentir cansaço e fadiga.

4

Além destes efeitos colaterais da talidomida, é necessário observar que existe um risco de defeitos congênitos graves, de forma que as mulheres grávidas ou com suspeita de gravidez não devem tomar a talidomida. Uma única dose deste fármaco durante a gravidez pode produzir defeitos congênitos no bebê ou, inclusive, sua morte.

5

Desta forma, é fundamental que as mulheres férteis não estejam grávidas no começo do tratamento e, durante a ingestão da talidomida, serão realizadas testes de gravidez frequentes. Se uma paciente tratada com talidomida suspeita que possa estar grávida, o tratamento deverá ser interrompido imediatamente e o médico deve ser informado.

6

Da mesma forma, como não se sabe ao certo se existem efeitos adversos da talidomida no leite materno, as pacientes com bebês recém-nascidos nunca poderão amamentar o bebê durante um tratamento com este medicamento.

7

Também se sabe que a talidomida é transmitida pelo sêmen, pelo que os homens que estiverem tomando este medicamente e tiverem relações sexuais com mulheres grávidas ou que suspeitam estar grávida, deverão usar preservativo.

8

Da mesma forma, também não se pode doar sangue durante o tratamento com a talidomida nem durante as 4 semanas posteriores ao fim do tratamento.

9

Na hipótese de ocorrer qualquer sintoma adverso durante a ingestão de talidomida, consulte imediatamente o seu médico para que a examine e, se for necessário, cesse o tratamento.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Quais são os efeitos colaterais da talidomida, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicamentos e Suplementos.

Escrever comentário sobre Quais são os efeitos colaterais da talidomida

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
ludimila
estou tomando talidomida mais de 2anos tomo o comprimido em 4 partes ela pode esta me engordando que faço dieta so de sopa e não estou esmagrecendo como posso parar de tomar esse medicamento estou com alta do tratamento de hansenise 2anos e meio de vez em quando tem reaçoes o que posso fazer?

Quais são os efeitos colaterais da talidomida
Quais são os efeitos colaterais da talidomida

Voltar ao topo da página