Partilhar

Quais são os tipos de hepatite

Por Sara Viega. Atualizado: 10 dezembro 2019
Quais são os tipos de hepatite

A hepatite é uma inflamação do fígado que, dependendo do tipo de hepatite que contrair, pode desenvolver desde uma fibrose até um câncer de fígado. O aparecimento desta doença vem do contágio de um vírus ou também pode proceder de uma intoxicação do corpo ou a alguma outra infecção, tudo depende do tipo de vírus que contrair.

Para dar a você uma informação mais detalhada sobre esta doença, em umComo explicamos quais são os tipos de hepatite para que saiba diferenciar e conhecer seus sintomas e consequências.

Também lhe pode interessar: Quais são os sintomas da hepatite B

Hepatite A (VHA)

O vírus da hepatite A propaga-se através da água ou de alimentos contaminados; também pode se propagar através da prática sexual e o contato com o sangue de alguém infectado. Na maioria dos casos, a infecção de hepatite A é leve e o doente recupera-se completamente do vírus.

Os sintomas mais comuns da hepatite A podem se equiparar aos sintomas de uma gripe pois o paciente apresenta febre, cansaço, perda de apetite, náuseas ou dores de estômago. Também podemos observar que a urina é de um tom mais escuro e a cor da pele e dos olhos se torna um pouco mais amarelada.

A hepatite A não costuma precisar de internação hospitalar, pois só fazendo repouso e tendo um cuidado extremo dos utensílios usados, podemos conseguir vencer a doença.

O período de incubação da hepatite A oscila entre 3 a 5 dias entre os quais se começam a experimentar os primeiros sintomas da doença. A duração dos sintomas pode chegar a prolongar-se entre as 2 e 6 semanas durante as quais o doente pode chegar a perder peso e experimentar os sintomas antes mencionados.

Hepatite B (VHB)

A hepatite B é um dos tipos de hepatite que podem se converter em uma doença crônica. Trata-se de um vírus que afeta diretamente o fígado fazendo que este se inflame, alterando a função natural do órgão.

A hepatite B se propaga mediante o intercâmbio de fluídos como a saliva, o sêmen, o sangue, os fluídos vaginais, etc. Os sintomas da hepatite B podem desenvolver icterícia (cor amarelada de olhos e pele) e outros sintomas mais genéricos que podem ser confundidos com doenças mais comuns: cansaço, febre, náuseas, dor estomacal, etc.

As consequências da hepatite B, caso se converta em uma doença crônica, podem desenvolver outras doenças como fibrose, cirrose ou câncer de fígado. Se a hepatite B é de caráter agudo, pode ser tratada mediante um tratamento específico que tem uma duração entre 4 e 6 meses. Também se pode prevenir o contágio de hepatite B com uma vacina que protege durante 20 anos.

Hepatite C (VHC)

A hepatite C é um dos tipos de hepatite que se contagiam, a maioria das vezes, pela exposição ao sangue contaminado com esta infecção (transfusões de sangue, instrumentos médicos, consumo de drogas injetáveis, etc.); além disso, também pode ser contraída mediante a prática sexual, ainda que o contágio seja menos comum. Neste artigo contamos a você as causas da hepatite C.

Pode ocorrer o caso de não se experimentar sintomas da hepatite C. No entanto, podemos desenvolver cansaço, icterícia, urina de cor escura, fadiga, febre, etc. Caso esteja contagiado por esta doença, existe um tratamento médico específico cujo objetivo é eliminar o vírus e reduzir o risco de cirrose ou de câncer de fígado.

Hepatite D (VHD)

O tipo de hepatite D só se desenvolve se a pessoa for portadora do vírus de hepatite B. Pode ser que o doente de hepatite D nunca tenha experimentado os sintomas da hepatite B, mas que desenvolva o vírus D.

A forma de contágio com hepatite D se deriva do contato com o sangue; também pode ocorrer por transmissão genética (se uma mãe está contagiada com o vírus ela pode passar para seu filho) ou por intercâmbio de fluxos com pessoas contaminadas (saliva, sêmen, fluxos vaginais, etc.).

Como nos outros tipos de hepatite, as consequências da D são muito similares: dores estomacais, febre, icterícia, urina escura, náuseas, febres, etc. A duração da hepatite D aguda é entre 2 e 3 semanas e pode ser tratada com medicação receitada por seu médico. Os níveis das enzimas hepáticas voltam ao seu estado normal passadas as 16 semanas.

Hepatite E (VHE)

A hepatite E é um tipo de hepatite que se transmite principalmente pela água contaminada. Em termos gerais, a duração da doença expande-se entre 4 e 6 semanas nas quais o doente tem sintomas muito parecidos aos comentados anteriormente: icterícia, urina escura, febre, náuseas, falta de apetite, etc.

A transmissão da hepatite D é, principalmente, por via fecal ou bucal ao tomar água contaminada, ainda que outras vias de transmissão possam ocorrer pela ingestão de comida infectada com o vírus, por transmissão de sangue, ou por transmissão de uma mãe contaminada para seu filho.

Poucas vezes a hepatite E se converte em uma hepatite grave e fulminante; a doença costuma desaparecer no doente e restabelecer os níveis normais no corpo. Não existe nenhum tratamento médico que se possa receitar para tratar esta doença; portanto, o mais eficaz é se prevenir mediante a higiene extrema, sobretudo no momento de manipular alimentos e evitando consumir água de origem desconhecida.

Hepatite F (VHF)

O vírus da hepatite F é um vírus de surgimento recente e que só se documentaram pessoas infectadas com esta doença na Índia, no Reino Unido, na Itália e na França. Sabe-se muito pouco da hepatite F, o pouco que conhecemos é que tem um DNA monocatenário e que se considerou como um vírus que procede da hepatite B.

Hepatite G (VHG)

O vírus da hepatite G é outro dos mais novos que se conhecem (em 1995), portanto, ainda falta informação específica sobre as causas e as consequências do mesmo. Acredita-se que o fator principal do contágio é entre pessoas viciadas em drogas que usam soluções intravenosas ou também por outras doenças relacionadas com a coagulação do sangue.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Quais são os tipos de hepatite, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Quais são os tipos de hepatite

O que lhe pareceu o artigo?

Quais são os tipos de hepatite
Quais são os tipos de hepatite

Voltar ao topo da página