Partilhar

Quando devo ir ao cardiologista

Por Redação umCOMO. Atualizado: 16 janeiro 2017
Quando devo ir ao cardiologista

Existem médicos aos quais sabemos que devemos ir uma vez ao ano ou após determinada idade para nos assegurar que tudo está bem com nossa saúde. No entanto, o cardiologista não costuma fazer parte dessa lista, sendo mais um especialista ao qual só visitamos quando existe uma doença ou problema cardíaco diagnosticado. Apesar disso, nosso corpo, sempre sábio, pode nos enviar sinais claros de que algo não vai bem com nosso coração, saber reconhecê-los pode ser a diferença entre nos manter saudáveis ou não. Em umComo.com.br explicamos pra você quando deve ir no cardiologista.

Também lhe pode interessar: O que fazer quando as hemorroidas sangram

Quando ir ao cardiologista: problemas de ereção

Muitos homens sentem vergonha de falar de seus problemas de ereção ou pensam que isso tem a ver com perda da potência sexual; no entanto, os problemas de ereção pode ser o primeiro sinal claro de que existe um problema cardíaco.

É importante lembrar que para que se produza uma ereção tem que ter um bom fluxo sanguíneo que seja potente e capaz de encher o tecido erétil, se isto falha, será difícil conseguir ou manter a ereção. Perante estes primeiros sintomas atuar cedo e marcar uma consulta com um cardiologista é vital para nos assegurar de que não existe nenhuma obstrução cardíaca.

Quando devo ir ao cardiologista - Quando ir ao cardiologista: problemas de ereção

Quando ir ao cardiologista: dor frequente no peito

A dor no peito pode ser um sinal claro de que algo não vai bem com nosso coração, e portanto, o motivo perfeito para visitar um cardiologista.

Se experimenta uma sensação de opressão no peito intensa, que se mantém no mesmo lugar sempre e geralmente no centro, com uma duração maior que um minuto e que muitas vezes se manifesta depois de um esforço físico, é importante consultar um especialista o quanto antes. Se, ainda, esta dor muitas vezes estende-se também aos braços, o pescoço ou a mandíbula, deve ir ao médico imediatamente para descartar qualquer doença cardíaca.

Quando devo ir ao cardiologista - Quando ir ao cardiologista: dor frequente no peito

Quando ir ao cardiologista: fadiga e falta de ar

A fadiga e o cansaço sem razão aparente devem ser vigiados de perto para determinar em quais casos é conveniente visitar um cardiologista. Se depois de realizar uma atividade física mínima, como subir algumas escadas ou correr rapidamente, sente uma falta de ar intensa e uma grande fadiga, o melhor é ver em que estado se encontra seu coração.

A falta de resistência ao realizar mínimos esforços físicos também pode denotar um problema cardíaco.

Quando devo ir ao cardiologista - Quando ir ao cardiologista: fadiga e falta de ar

Quando ir ao cardiologista: enjoos frequentes

Salvo aqueles casos nos quais ao estar deitados ou sentados durante muito tempo nos levantamos bruscamente, sentindo a típica desorientação própria desta situação, ficar enjoado não é algo que na maioria das pessoas ocorra com frequência.

Quando sentimos enjoos com certa frequência nos quais estamos muito desorientados ou, no pior dos casos, perto de perder a consciência, é importantíssimo realizar uma revisão médica incluindo um revisão cardíaca.

Quando devo ir ao cardiologista - Quando ir ao cardiologista: enjoos frequentes

Quando ir ao cardiologista: hipertensão e colesterol alto

As pessoas que, depois de um exame médico, detectem a presença de hipertensão arterial e/ou colesterol alto, especialmente se são maiores de 40 anos, devem ir a uma revisão com um cardiologista. Ambas condições põem em risco a saúde de nosso coração nos deixando mais propensos a padecer de doenças cardíacas, por isso convém prestar atenção nestes sinais e tomar as medidas para reduzir a tensão arterial e reduzir o colesterol.

Quando devo ir ao cardiologista - Quando ir ao cardiologista: hipertensão e colesterol alto

Outros sinais de que deve ir ao cardiologista

Nossa idade, herança ou condições de saúde também podem propiciar uma visita ao cardiologista, por isso se recomenda ir a uma revisão geral se:

  • Tiver mais de 40 anos e padece de diabetes, hipertensão ou colesterol alto.
  • Tiver mais de 40 anos e algum de seus familiares diretos sofreram um infarto antes dos 50 anos.
  • Mulheres que estejam entrando na menopausa, pois a partir deste momento o risco de condições cardíacas aumenta.
  • Se padece de obesidade e/ou é sedentário.
  • Pessoas que sofram de alcoolismo.
  • Se detectou que ambos tornozelos se inflamam sem causa aparente e, ainda, padece de fadiga e falta de ar ao realizar atividade física.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Quando devo ir ao cardiologista, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Quando devo ir ao cardiologista

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Elaine saldanha de santana
Comecei a tomar losartana 25mg ha alguns meses e estou percebendo que meus batimentos cardiacos aumentaram.Apressao ta normal e os batimentos mais elevados do que era. Sempre foi 70. Depois da losartana chega aos 84.
Queria saber se isto e normal. Obrigada
josé nilton p. matos
em 2010, tive uma crise de taquicardia, fui ao hospital, fui medicado e retornei, fiz uma bateria de exames e nada foi constatado, porém passei a fazer uso de besilato de anlodipino 10 mg, mas desde a época até hoje sofro com dores no meio do peito vão e vem, as vezes forte outras fraca. o que fazer e quais exames repetir e qual outro medicamento.

Quando devo ir ao cardiologista
1 de 6
Quando devo ir ao cardiologista

Voltar ao topo da página