Partilhar

Será que o tempo cura tudo mesmo?

 
Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Será que o tempo cura tudo mesmo?

Quantas vezes nos consolamos a nós próprios pensando que o tempo cura tudo? Às vezes ficamos abandonamos à nossa própria sorte pensando que em algum momento tudo mudará e as coisas irão melhorar. Inclusive é uma das frases que mais usamos quando tratamos de consolar alguém se virmos que seu problema tem uma solução difícil, ou mesmo quando não tem, por isso soltamos a pessoa com a típica frase"não se preocupe, que com o tempo...".

Mas o que tem isto de verdade? Em umComo estivemos indagando para ver se é verdade que as coisas costumam dar uma volta para melhor, para dar resposta à mais que repetida pergunta: Será que o tempo cura tudo mesmo?

Também lhe pode interessar: Como experimentar a cura com Reiki

O que nos dizem os psicólogos

Os psicólogos asseguram que tudo é relativo, pois dizem que existem dois tipos de feridas: as causadas por nós mesmos e as que aparecem sem razão. A diferença está, segundo os estudos realizados, em que quando o mal-estar que sentimos é por algo que tenhamos feito de ruim, a dor inicial será mais forte, porque sabemos que foi a nossa culpa, por isso o remorso e o peso na consciência vão nos corroer por dentro durante um tempo. No entanto, ao ser algo que nós mesmos demos espaço é provável que também possamos resolver, tentando corrigir os nossos erros. Pelo menos o simples fato de fazer tudo o que estiver em nossas mãos para resolver isso que nos fez sentir este mal-estar, nos dá uma certa tranquilidade e acaba fazendo com que a dor diminua aos poucos.

Por outro lado, quando é algo que não estava em nossas mãos e ocorreu, o suplício durará mais pois é algo que nem pudemos evitar, nem vamos poder resolver, de modo que também se fará presente a impotência, fazendo com que a dor, quanto mais pensemos, mais forte seja. Neste caso, os psicólogos apontam a circunstâncias como os sonhos que nunca se cumpriram, as oportunidades perdidas e, é claro, a perda de familiares e amigos.

Será que o tempo cura tudo mesmo? - O que nos dizem os psicólogos

E o que nos diz a lógica?

Por outro lado, se pensarmos friamente, os humanos estão feitos para sentir dor, alegria, tristeza... Por isso o nosso próprio cérebro acaba esquecendo vivências que faz tempo que passaram. Raro é um pesar que dure para toda a vida, no final, se não se acabar esquecendo, pelo menos assumindo, ainda mais se não tem solução, pois de nada serve dar voltas eternamente a algo que nos dói.

O cérebro atua nestes casos tratando de esconder estas más experiências, para que possamos continuar com nossas vidas sem ficar chorando pelos cantos.

Será que o tempo cura tudo mesmo? - E o que nos diz a lógica?

Também depende de você

Embora seja verdade que a dor diminuirá em algum momento, sempre pode tentar acelerar o processo. Não deve se fechar em você mesmo, isolando-se e se escondendo de seus amigos e família. Somos seres sociais e como tal sempre estamos dispostos a prestar ajuda quando alguém que amamos precisa. De nada serve se calar e sofrer por dentro, se apoie nos que rodeiam você e expresse o que sente sem sentir vergonha. Temos certeza de que isso agilizará o processo de cura ou pelo menos fará com que se torne mais leve.

Será que o tempo cura tudo mesmo? - Também depende de você

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Será que o tempo cura tudo mesmo?, recomendamos que entre na nossa categoria de Vida Saudável.

Escrever comentário sobre Será que o tempo cura tudo mesmo?

O que lhe pareceu o artigo?

Será que o tempo cura tudo mesmo?
1 de 4
Será que o tempo cura tudo mesmo?

Voltar ao topo da página