Partilhar

Síndrome Guillain-Barré - Causas, sintomas e tratamentos

Por Vanessa Lopes. Atualizado: 16 janeiro 2017
Síndrome Guillain-Barré - Causas, sintomas e tratamentos

A síndrome de Guillain-Barré é uma doença autoimune rara que ocorre quando o sistema imunológico ataca o sistema nervoso, em especial os nervos periféricos que são os responsáveis por levar e trazer informação ao cérebro. Esta doença pode causar fraqueza muscular e paralisia dos músculos. A ocorrência da síndroma Guillain-Barré no Brasil aumentou no ano de 2015, sendo que estão sendo realizados estudos para determinar a relação desta doença autoimune com o Zika vírus, um vírus transmitido por um mosquito que tem afetado muito o Brasil. Para saber mais sobre esta doença, continue lendo este artigo de umComo e saiba mais sobre o Síndrome Guillain-Barré, as suas causas, sintomas e tratamentos.

Também lhe pode interessar: Dormência nas mãos e dedos, o que pode ser?

O que é a síndrome Guillain-Barré

Para percebemos melhor a síndrome Guillain-Barré temos de entender primeiro como funciona um pouco do nosso sistema nervoso. Todos os nossos estímulos sensoriais são captados pelos nervos periféricos e levados para o cérebro, onde são depois interpretados. Isto acontece quando você toca por exemplo numa superfície quente, você só percebe que ela está quente porque os nervos periféricos sentem a temperatura e levam esta informação para o cérebro onde será depois interpretada. O mesmo acontece com os nossos estímulos motores, mas no sentido inverso. Para mexermos um braço ou uma perna, primeiro o cérebro precisa de executar a ordem e depois vai até à medula espinhal, que depois passa pelo nervo periférico e, posteriormente o seu braço ou perna mexem.

Na síndrome de Guillain-Barré, o que acontece é que os nervos periféricos ficam lesionados fazendo com que uma ordem que é executa pelo cérebro não chegue aos músculos, o que faz com que o paciente fique incapaz de mexer certos grupos musculares. Os nervos são revestidos por uma substância denominada de bainha de mielina e, o que acontece na síndrome Guillain-Barré é que o sistema imunológico do paciente passa a produzir, por engano, anti-corpos contra este revestimento, como se se tratasse de um vírus ou de uma bactéria. Uma vez destruída a bainha de mielina, os nervos ficam inflamados, dificultando ou impedindo que o sinal nervoso seja transmitido aos músculos.

O que causa a síndrome Guillain-Barré

A síndrome de Guillain-Barré pode afetar pessoas de todas as idades, sendo que pessoas que estiverem inseridas dentro de determinados grupos de risco correm um maior risco que as restantes. Apesar de poder ocorrer em pessoas de qualquer idade, a doença autoimune tem sido mais frequente em homens e em pessoas com mais de 40 anos. Sendo assim, esta síndrome pode ser originada por:

  • Cirurgia recente.
  • Pneumonia.
  • Infecção pelo HIV.
  • Vírus de Epstein-Barr.
  • Linfoma de Hodgkin.
  • Dengue.
  • Citomegalovírus.
  • Vacinação recente.

Relação entre Zika vírus e síndrome Guillain-Barré

Como referi no início do artigo, os casos da síndrome Guillain-Barré aumentaram consideravelmente no ano de 2015 e, estima-se que pode haver relação entre esta síndrome e o Zika vírus, uma vez que ambos os surtos ocorreram na mesma altura. No Brasil, os casos da síndrome de Guillain-Barré cresceram depois da circulação do Zika vírus. Já houveram casos de pacientes no Brasil em que lhes foram diagnosticadas síndromes neurológicas relacionadas com o Zika vírus, sendo depois confirmada a síndrome de Guillain-Barré.

Para saber melhor do que se trata, o Zika vírus é um vírus transmitido aos humanos através da picada do mosquito Aedes aegypti, o mesmo que causa a dengue. Entre no nosso artigo para saber quais os sintomas do Zika vírus e como tratar o Zika vírus.

Síndrome Guillain-Barré - Causas, sintomas e tratamentos - Relação entre Zika vírus e síndrome Guillain-Barré

Sintomas da síndrome Guillain-Barré

Um dos principais sintomas da síndrome de Guillain-Barré é a fraqueza muscular que, por norma tem início nas pernas tendo progressão ascendente. Esta fraqueza pode aumentar e começar a subir acometendo outros grupos musculares como braços, tronco e face, em uma questão de dias e às vezes horas. Esta doença autoimune pode apresentar diferentes graus no paciente, sendo que pode acontecer um paciente apresentar uma leve fraqueza muscular, como em outros pacientes a síndrome paralisar totalmente os membros. Mas, para além da fraqueza muscular, a síndrome de Guillain-Barré pode apresentar outros sintomas como:

  • Fala e alimentação prejudicada devido à fraqueza muscular dos músculos da face e rosto.
  • Perda de sensibilidade nas pernas e braços.
  • Formigamento nas pernas e braços.
  • Perda de reflexos nas pernas e braços.
  • Pressão arterial alterada, podendo subir ou descer.
  • Dificuldade para engolir e respirar.
  • Dificuldade em controlar as fezes e a urina.
  • Movimentos descoordenados.
  • Palpitações.

Os sintomas podem demorar apenas algumas horas para aparecer e podem piorar rapidamente. Em alguns casos, pode ser que o paciente precise de assistência respiratória, isto acontece quando a inflamação afeta os nervos do peito e diafragma e ocorre fraqueza nestes músculos. No caso de suspeita da síndrome Guillain-Barré procure assistência médica o quanto antes.

Síndrome Guillain-Barré - Causas, sintomas e tratamentos - Sintomas da síndrome Guillain-Barré

Tratamento da síndrome Guillain-Barré

A síndrome Guillain-Barré não tem uma cura definitiva, existindo apenas alguns tratamentos que ajudam a minimizar os seus sintomas e a acelerar a recuperação do paciente. Quando o quadro da doença imune é grave, o paciente poderá precisar de hospitalização para ser realizado o tratamento adequado, que em muitos casos pode incluir aparelhos de respiração artificial.

Em estágios iniciais da doença, um dos tratamentos utilizados para remover ou bloquear a ação dos anticorpos que estão atacando as células nervosas é a plasmaferese. Este método é utilizado para remover os anticorpos do sangue que estão atacando a bainha de mielina e diminuir assim os sintomas da síndrome. A plasmaferese consiste em extrair o sangue do corpo, filtrar os anti-corpos e remover aqueles que estão atacando as células nervosas e, depois enviá-lo novamente para o corpo, uma espécie de hemodiálise.

Outro método que existe para diminuir os sintomas é através das imunoglobulinas. Este método consiste em uma injeção de anticorpos contra os anticorpos que estão causando a inflamação.

Outro tratamento que pode ser utilizado nos pacientes com a síndrome Guillain-Barré são os anticoagulantes para prevenir coágulos sanguíneos. Para além disso, para tratar a dor podem ser dados anti-inflamatórios e narcóticos.

O tratamento desta síndrome deve ser iniciado assim que a doença for diagnosticada para ter mais efeito. Além disso, é bom referir de novo que o tratamento tem como objetivo diminuir os sintomas e acelerar a recuperação do paciente, diminuindo assim os riscos de sequelas.

Síndrome Guillain-Barré - Causas, sintomas e tratamentos - Tratamento da síndrome Guillain-Barré

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Síndrome Guillain-Barré - Causas, sintomas e tratamentos, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Síndrome Guillain-Barré - Causas, sintomas e tratamentos

O que lhe pareceu o artigo?

Síndrome Guillain-Barré - Causas, sintomas e tratamentos
1 de 4
Síndrome Guillain-Barré - Causas, sintomas e tratamentos

Voltar ao topo da página