Partilhar

O que é bom para azia

Por Paula Cassandra. Atualizado: 20 janeiro 2017
O que é bom para azia
Imagem: medicina.ufmg.br

A queimação que sobe até à garganta tem uma série de causas e, por isso, algumas mudanças de hábitos podem evitar o problema. Além disso, existem truques para reduzir os sintomas e o umComo.com.br vai ensinar o que é bom para a azia.

Passos a seguir:
1

O refluxo de ácido gástrico é o responsável pela queimação que sobe até à garganta, provocando a chamada azia. Esse ácido faz a digestão dos alimentos e causa o problema quando há um mau funcionamento de um tipo de válvula, que controla a entrada de alimentos.

2

Assim, quando não trabalha de forma adequada, essa válvula, a esfíncter, deixa os ácidos estomacais irem do estômago ao esôfago, parecendo que vão chegar à boca. Uma dica do que é bom para a azia é comer dois biscoitos do tipo cream cracker, pois eles absorvem esse ácido.

O que é bom para azia - Passo 2
Imagem: testdrivegastronomico.com.br
3

Outra forma de reduzir os sintomas da azia é chupando um limão que, embora seja uma fruta considerada ácida, consegue diminuir a acidez estomacal. Os métodos naturais para combater a azia são mais indicados, inclusive, às gestantes que, devido à gravidez, podem ter o problema com maior frequência.

4

Outra dica natural é beber 100 ml de água contendo uma colher de café de bicarbonato de sódio diluído, o qual tem um poderoso efeito alcalinizante no tubo digestivo. A exceção desse truque, para não piorar o refluxo gástrico, não se deve beber nenhum tipo de líquido.

O que é bom para azia - Passo 4
Imagem: seligamulher.com.br
5

O que é bom para a azia engloba ainda a mudança de alguns hábitos que são responsáveis por causar o problema. Um exemplo é não comer muito antes de se deitar, pois o organismo ainda estará digerindo os alimentos e o refluxo gástrico é facilitado. Dormir com dois travesseiros também ajuda a reduzir os sintomas da azia.

6

A alimentação é um dos principais aliados no combate à azia, sendo necessário evitar o consumo de alimentos gordurosos, que são mais difíceis de digerir. Também é importante mastigar bem os alimentos para facilitar a digestão e reduzir a produção de ácido.

7

Outros alimentos que devem ser reduzidos da dieta são as frutas ácidas, embutidos e os condimentos. Mesmo algumas verduras devem ser evitadas, como brócolis, couve, couve flor, nabo, rabanete, repolho, tomate e pepino, já que todos possuem pH ácido.

8

Evitar o jejum prolongado também é bom para a azia. Ficar sem comer por muito tempo causa a queimação porque o ácido gástrico se acumula e pode refluir. Por isso, aconselha-se comer a cada três horas a fim de manter o sistema digestivo trabalhando e não se sobrecarregar de ácido.

9

O que causa o refluxo gástrico ainda é o excesso de movimentos após as refeições. O melhor é evitar exercícios e mesmo atividades vigorosas até duas horas depois de comer, pois nesse período ainda existem mais ácidos no estômago para fazer a digestão.

10

O cafezinho depois do almoço também não é indicado, pois a cafeína relaxa o esfíncter que não controla mais a entrada de alimentos e a saída dos ácidos estomacais. O mesmo serve para o chá mate e o preto. Já durante a refeição não devem ser ingeridos quaisquer líquidos.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é bom para azia, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre O que é bom para azia

O que lhe pareceu o artigo?

O que é bom para azia
Imagem: medicina.ufmg.br
Imagem: testdrivegastronomico.com.br
Imagem: seligamulher.com.br
1 de 3
O que é bom para azia

Voltar ao topo da página