menu
Partilhar

Alimentos adstringentes e menu completo

 
Por Juliana Ribeiro. 25 maio 2022
Alimentos adstringentes e menu completo

Você já ouviu falar da dieta adstringente e não sabe exatamente em que consiste? Pois bem, é uma dieta específica que visa ajudar a resolver diversos problemas gastrointestinais, principalmente a diarreia. Por exemplo, se por algum motivo você sofre deste tipo de evacuação, seja devido a uma infecção viral ou bacteriana, por comer comida estragada, uma intolerância ou uma doença que afeta o sistema digestivo, você sabe que os movimentos intestinais são excessivamente frequentes e as fezes não são muito sólidas.

Portanto, iniciar uma dieta adstringente é um dos primeiros passos que você deve tomar para tentar interromper o episódio de diarreia. Claro que, se durar ao longo do tempo e for acompanhado de outros sintomas, como dor, vômito ou febre, a consulta médica é necessária.

Se em algum momento você precisar recorrer a ela, no umCOMO explicamos alimentos adstringentes e menu completo. Continue lendo!

Também lhe pode interessar: Remédios caseiros para a diverticulite

O que é a dieta adstringente?

Quer saber o significado de adstringente? Bem, tudo o que causa constrição e ressecamento nos tecidos orgânicos e, portanto, dor de estômago é qualificado dessa maneira. Por esta razão, existem medicamentos que interrompem a diarreia, mas deve-se lembrar que estes não devem ser tomados via de regra sem consultar um especialista, pois episódios desse tipo são uma resposta do organismo que tenta expelir, através das fezes, as substâncias que estão causando danos ao sistema digestivo. Quando o desconforto no estômago se manifesta na forma de evacuações frequentes, a dieta adstringente em crianças ou adultos é uma ajuda eficaz, pois cumpre um duplo objetivo:

  • Fornece ao organismo os micronutrientes de que necessita, permitindo-lhe também manter um nível adequado de hidratação, o que é essencial, uma vez que a diarreia implica uma grande perda de líquidos.
  • Por se basear em alimentos leves e de fácil digestão, ajuda o estômago e os intestinos a se recuperarem do episódio e, progressivamente, a voltar a funcionar corretamente.
Alimentos adstringentes e menu completo - O que é a dieta adstringente?

Fases da dieta adstringente

A dieta adstringente deve sempre ser adaptada às circunstâncias de cada pessoa. Basicamente, a ideia é acima de tudo, limitar a ingestão de alimentos mais ricos em gordura e fibra. Quando a diarreia passar, você deve reintroduzir os alimentos típicos de uma dieta equilibrada até que ela esteja completamente normalizada. Estas são as fases mais importantes:

Fase de jejum

A princípio, é normal que o corpo rejeite a ingestão de qualquer alimento, mas essa primeira fase de jejum deve ser a mais curta possível, sempre bebendo bastante água.

Fase dos primeiros líquidos

A segunda fase de uma dieta adstringente consiste na introdução dos primeiros líquidos, introduzindo-os cada vez mais consistentes (tipo purê), à medida que o corpo os retém. Água de arroz, infusões, caldos desengordurados ou limonada caseira (natural) são a base.

Fase de alimento sólido

Finalmente, em uma terceira fase, é hora de começar a comer alimentos sólidos adequados, sempre em pequenas quantidades e várias vezes ao dia, como aponta a Fundação Espanhola do Aparelho Digestivo (FEAD)[1], que também destaca a importância de comer devagar e mastigando bem. Além disso, você também deve comer alimentos na temperatura correta.

Alimentos da dieta adstringente

Quer saber o que comer em uma dieta branda ou quais alimentos funcionam para a diarreia? Em geral, os alimentos típicos de uma dieta adstringente são aqueles que são nutritivos e, além disso, são facilmente digeridos, sem sobrecarregar o estômago.

De acordo com os diferentes grupos de alimentos adstringentes, os mais indicados são:

  • Pedaços de carne magra: lombo, contrafilé de lombo, etc.
  • Carnes com baixo teor de gordura: frango (sem pele), peru, coelho.
  • Peixes brancos: merluza, linguado, tamboril, galo.
  • Embutidos com baixo teor de gordura: presunto cozido e peito de peru.
  • Laticínios: iogurtes, queijo fresco e leite desnatado e sem lactose.
  • Cereais: arroz.
  • Frutas, verduras e legumes adstringentes: batata, cenoura, abóbora, banana, maçã e marmelo (frutas sempre maduras e sem casca). Neste artigo detalhamos as principais Frutas para diarreia.

Alimentos proibidos na dieta adstringente:

  • Leguminosas e diferentes tipos de repolho.
  • Bebidas gaseificadas, bebidas alcoólicas, café e chá.
  • Gorduras, doces industriais e alimentos ultraprocessados.

A maneira de cozinhar os diferentes alimentos é outra chave importante para que a dieta adstringente cumpra sua função. No início, o ideal é levar alimentos feitos com cozimento simples e com teor mínimo de gorduras ou óleos. Fervidos, cozidos no vapor ou grelhados são as melhores maneiras de comê-los com a certeza de que não causarão danos.

Exemplo de menu de dieta adstringente

Um episódio de diarreia pode ter uma duração muito variável, dependendo do que a causa. Em qualquer caso, a dieta adstringente ajudará, pois em casos leves os resultados serão progressivamente perceptíveis após alguns dias. Por esta razão, quando a ingestão de alimentos já é tolerada, podem ser preparados diferentes menus com os alimentos que indicamos e tendo em conta os que devem ser evitados. Um exemplo de dieta para gastroenterite pode ser:

  • Café da manhã: iogurte ou leite, de preferência fermentado, ou seja, que forneça bactérias benéficas para a flora intestinal. O café da manhã pode ser complementado com algumas fatias de presunto cozido, peru ou um pequeno pedaço de pão (não integral) com marmelo.
  • Meio da manhã: uma infusão com uma peça de fruta das indicadas.
  • Almoço: purê de batata com cenoura ou abóbora e arroz branco cozido com peito de frango grelhado temperado com ervas aromáticas. Outras opções podem ser: sopa de tapioca ou massa cozida com pedaços de presunto cozido ou serrano, temperada com azeite de oliva (pouco) e ervas aromáticas (sem molho de tomate).
  • Lanche: uma coalhada, uma porção de queijo fresco ou uma banana.
  • Jantar: peixe branco ao forno com batatas assadas ou uma omelete feita com pouco óleo.

Se você quer melhorar sua dieta alimentar, veja este artigo sobre Como é a dieta gourmet do umCOMO.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Alimentos adstringentes e menu completo, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Referências
  1. Início - Fundação Espanhola do Aparelho Digestivo (FEAD) (saludigestivo.es)

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Alimentos adstringentes e menu completo
1 de 2
Alimentos adstringentes e menu completo

Voltar ao topo da página