Partilhar
Partilhar em:

Como saber se quebrei o dedo do pé

Passo a Passo
 
Como saber se quebrei o dedo do pé

Os dedos dos pés são vítimas inocentes de quinas que estão no lugar errado na hora errada. Basta um minuto de distração para que uma pancada permita que você enxergue estrelas. Essas batidas podem deixar os dedos inchados e ocasionar fraturas. Como esses dedos são menores, não é tão fácil saber se estão quebrados como faríamos em uma parte maior do corpo. Se você tem alguma suspeita, o umCOMO te ajuda a responder essa dúvida: como saber de quebrei o dedo do pé?

Também lhe pode interessar: Como saber se o dedo está quebrado
Passos a seguir:
1

O primeiro sintoma de dedo do pé quebrado é uma dor intensa na região que, apesar de localizada, pode ser tão forte que irradia para outras partes do pé. Essa sensação tende a piorar quando você usa esse pé de apoio e faz pressão no local para andar. Se houver impossibilidade de andar ou sensação de formigamento, pode significar que a fratura é grave.

A "boa notícia" é que essa dor pode não significar uma fratura e ser apenas um inchaço. Portanto, observe os outros pontos destacados a seguir.

2

Além da dor ao apoiar é comum que pessoas que quebraram o dedo do pé sintam um incômodo ao tentar calçar sapatos fechados e até meias que são um pouco mais justas.

3

Outro sinal que você deve reparar quando suspeitar que quebrou o dedo do pé é na aparência dele. Existem diferentes tipos de fraturas, mas é muito comum que ao quebrar o dedo do pé ele mude de aparência até 15 minutos depois do acidente, podendo apresentar hematomas vermelhos, roxos ou pretos, inchaço ou descoloração do local.

Se você não consegue notar nada de diferente quanto às cores, mas suspeitas de inchaço, basta comparar o dedo com o outro pé e ver se eles estão do mesmo tamanho ou não. Aproveite para observar se o dedo dolorido parece estar na mesma posição em relação ao correspondente do outro pé. Se você notou grandes diferenças, é bem possível que ele esteja fraturado.

4

Apesar da dor forte, uma estratégia para saber se quebrou o dedo do pé é tocá-lo. Com cuidado, apalpe a região afetada. Se você sentir que o osso se mexe com facilidade sua suspeita de fratura está cada vez mais próxima de ser confirmada.

5

Se após observar todos esses pontos você acredita que quebrou o dedo do pé, procure um pronto-socorro o quanto antes. Assim, uma radiografia poderá confirmar essa hipóteses e um médico te indicará o tratamento ideal.

Se o seu dedo não apresentou todos os os sintomas descritos acima, evite caminhadas intensas, observe o seu dedo com o passar do tempo e faça compressas de gelo diariamente na região afetada. Se após três dias os incômodos ainda persistirem, procure um médico.

Em caso de formigamento, impossibilidade de andar, dedo deformado ou apontando para outra direção, mesmo que os outros sintomas não se manifestem é preciso procurar ajuda. Assim você evita o risco de desenvolver artrite, artrose ou modificar sua pisada e acarretar outros problemas.

6

Na maioria dos casos as fraturas em dedo do pé não necessitam intervenção cirúrgica, o descanso costuma ser o principal tratamento para essas situações. Isso não significa que elas não mereçam cuidados. O acompanhamento médico para cuidar de um dedo do pé quebrado é essencial para a regeneração do osso aconteça de forma correta e o paciente sofra da menor maneira possível.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como saber se quebrei o dedo do pé, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Como saber se quebrei o dedo do pé

O que lhe pareceu o artigo?

Como saber se quebrei o dedo do pé
1 de 2
Como saber se quebrei o dedo do pé