Partilhar

O vitiligo é hereditário?

Por Sara Viega. Atualizado: 26 outubro 2017
O vitiligo é hereditário?

Uma das top model mais conhecidas da atualidade, Winnie Harlow, se tornou famosa por ser uma referência para as pessoas que sofrem de vitiligo, uma doença na qual a falta de melanócitos, células encarregadas da pigmentação, produz manchas brancas na pele que se apresentam em diversas zonas do corpo.

O que causa o vitiligo? Como evolui no tempo? O vitiligo é hereditário? Todas estas perguntas serão respondidas em umComo para você conhecer um pouco mais sobre esta condição.

Também lhe pode interessar: Como curar o Vitiligo naturalmente

Tipos de vitiligo

Nem todos os tipos de vitiligo são iguais; eles se diferenciam segundo a sua distribuição no corpo e se apresentam em quatro tipos:

  • Universal: no qual a maior parte do corpo fica afetada e só 5% das pessoas sofrem com esta condição.
  • Focal: com manchas isoladas e pequenas em qualquer localização do corpo e que ocorrem em 20% das pessoas afetadas.
  • Generalizado: com manchas por todo o corpo e de disposição simétrica, é a mais vista, estando presente em 75% dos casos.
  • Segmentário: com manchas unilaterais com uma determinada distribuição e presente em 20% dos pacientes com a doença.
O vitiligo é hereditário? - Tipos de vitiligo

Quais são suas causas? É hereditário?

Ainda que as causas que produzam o vitiligo sejam cientificamente desconhecidas, esta doença se associou com outras doenças como a anemia, diabetes ou problemas de tiroide.

Faz-se um diagnóstico da doença depois de realizar um exame da pele através de uma biópsia e a aplicação de luz com a lâmpada de Wood, bem como uma análise de sangue onde se detectam os anticorpos antitireoideanos, já que se detectou que um em cada quatro crianças com vitiligo possui uma predisposição à tireoidite.

Entre 1% a 2% da população a nível mundial é afetada por esta doença. A mesma costuma aparecer em maior medida nas mulheres e apresenta-se durante as primeiras três décadas de vida com uma evolução que pode ser rápida, em semanas, ou permanecer estável durante anos.

Além disso, tem-se visto que as pessoas com predisposição à doença ficam mais afetadas ao ter problemas relacionados com o estresse.

Esclareça: Quem tem vitiligo pode tomar sol?

Parte hereditária

É verdade que existe um componente de predisposição genética no vitiligo, diz-se que entre 30% a 40% das pessoas que sofrem de vitiligo tiveram familiares com a doença, portanto há uma predisposição genética, ainda que não seja determinante. Os filhos diretos de pessoas com vitiligo têm mais probabilidade de apresentar a condição que o resto, aumentando 13 vezes a possibilidade de tê-la. No entanto, a maioria deles não desenvolverá a doença. Adicionalmente, as gerações posteriores que desenvolvam o vitiligo é possível que herdem o mesmo tipo de vitiligo que os seus predecessores em forma e zona do corpo.

Apesar desta informação, muitos especialistas afirmam que se trata de uma predisposição que ainda não é conclusiva, por isso não se pode afirmar com certeza que seja hereditário.

Se quer mais informação de como curar o vitiligo ou como tratar, continue navegando através de umComo e saiba:

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O vitiligo é hereditário?, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre O vitiligo é hereditário?

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
Adelaide
Nasci com o vitiligo tem cura

O vitiligo é hereditário?
1 de 2
O vitiligo é hereditário?

Voltar ao topo da página