Partilhar

Como tratar a anemia hemolítica

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como tratar a anemia hemolítica

A anemia hemolítica é uma doença que destrói os glóbulos vermelhos antes (aproximadamente têm uma vida média de 120 dias) e a medula óssea não é capaz de repô-los, produzindo um déficit dos mesmos. Essa patologia tem diferentes causas, podendo ser autoimune quando nosso próprio corpo é quem destrói os glóbulos vermelhos, ou causada por agentes externos como tóxicos e medicamentos. Em umComo.com.br explicamos como tratar a anemia hemolítica conforme sua causa.

Também lhe pode interessar: Como fazer sucos para a anemia
Passos a seguir:
1

Todas as anemias causam uma diminuição da hemoglobina, que é o componente principal dos glóbulos vermelhos, e a encarregada de transportar o oxigênio aos tecidos e aos órgãos. Para aumentar a contagem de hemoglobina, e assim melhorar os sintomas da anemia hemolítica, pode ser necessário que você tome ácido fólico (vitamina B):

  • Receitado pelo nosso médico de cabeceira em forma de suplemento vitamínico (Acfol).
  • E também aumentando a ingestão de uma alimentação rica em verduras de folhas verdes como espinafre, acelga, brócoli, de legumes como lentilhas, grão-de-bico, vagem, soja, de frutos secos e de miúdos como o fígado.
2

Para tratar a anemia hemolítica deve-se aumentar a ingestão de ferro:

  • Mediante a ingestão de determinados alimentos: moluscos, fígado, costeleta de cordeiro, nozes, presunto cozido, entre outros. É importante recordar que o ferro é melhor absorvido se combinado à ingestão de alimentos ricos em vitamina C como a laranja, kiwi, morango ou limão.
  • Medicamentos: em forma de cápsulas, tabletes, líquidos. O uso diário deve ser indicado pelo médico clínico geral, bem como a duração do tratamento e a posologia.
3

As anemias hemolíticas autoimunes são tratadas com fármacos imunossupressores (corticoides geralmente) ou inclusive pode ser solicitada a extração do baço, um órgão envolvido na destruição dos glóbulos vermelhos. Nestes casos, se o nosso sistema imune ficar debilitado, devemos encaminhar nossas ações para a prevenção de infecções:

  • Tenha especial cuidado com feridas abertas (ou trate-as antecipadamente).
  • Evite espaços fechados repletos de pessoas (como o metrô ou ônibus).
  • Lave as mãos antes das refeições, antes e após ir ao banheiro, após espirrar, tocar objetos em lugares públicos, etc.
  • Procure dormir bem à noite, tenha uma alimentação adequada, evite o sedentarismo e as sobrecargas de estresse.
4

Como medida urgente também é possível fazer transfusões sanguíneas. Para isso é necessário tirar sangue para realizar uma análise (denominada prova cruzada) em que se detecta nosso grupo sanguíneo e Rh e se comprova a compatibilidade com o sangue do doador. Hoje em dia este método é muito seguro, mas requer a estadia em um centro de internação para controle e prevenção de reações de incompatibilidade.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar a anemia hemolítica, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre Como tratar a anemia hemolítica

O que lhe pareceu o artigo?
3 comentários
clarinia toledo de
eu tenho anemia hemolítica auto emuni como faço as verdura e suco pra mim ficar boa vou fazer aretirada do baço
A sua avaliação:
joseane lima
olá Gostaria de saber o que acontece se as plaquetas estiverem abaixo de 14.000
maria iara mendes de souza
existe remedios caseiros,que ajudam no tratamento da anemia hemolitica? quais exercicios ajudam?

Como tratar a anemia hemolítica
Como tratar a anemia hemolítica

Voltar ao topo da página