Partilhar
Partilhar em:

Lista de batimentos cardíacos normais por idade

Lista de batimentos cardíacos normais por idade

A frequência cardíaca se define pela quantidade de vezes que o coração pulsa durante um período de tempo regular. A medida mais usada é o BPM, batimentos cardíacos por minuto. Embora existam valores de referência, eles variam de acordo com fatores como idade e algumas situações temporárias ou condições de saúde. Para que você tenha parâmetros confiáveis na hora de medir a frequência cardíaca, o umCOMO preparou esta lista de batimentos cardíacos normais por idade e os sintomas e desdobramentos que essas condições de saúde podem ocasionar.

Também lhe pode interessar: Qual é o ritmo cardíaco normal

Batimentos cardíacos normais por minuto: valores de referência

Não é possível determinar o mesmo valor de referência considerado normal, bom ou ótimo para todas as pessoas já que isso pode mudar de acordo com a idade e ser homem ou mulher. É por isso que existem diferentes tabelas para cada situação e você deve sempre consultá-las de acordo com a sua idade.

Batimentos cardíacos normais: como medir

  1. Sente-se;
  2. Coloque o dedo indicador e médio na lateral do pescoço, na parte interna do pulso ou onde você consiga sentir os batimentos;
  3. Durante 10 segundos conte o número de batimentos;
  4. Multiplique este número por 6 e então você terá o valor do BPM (batimentos cardíacos por minuto).

É preciso também levar em conta que existem diferentes tipos de frequências e ritmos cardíacos para então tomar como referência os valores das tabelas:

Frequência cardíaca em repouso

É considerada quando a pessoa que tem os batimentos avaliados não está sob efeito de nenhum esforço físico intenso estresse ou condições adversas. A frequência cardíaca considerada normal neste caso é de:

Mulheres:

  • Normal: entre 78 e 84 bpm
  • Boa: entre 61 e 64 bpm
  • Ótima: entre 54 e 59 bpm

Homens

  • Normal: entre 72 e 78 bpm
  • Boa: entre 57 e 62 bpm
  • Ótima: entre 54 e 59 bpm

Veja também: Como calcular frequência cardíaca em repouso

Frequência cardíaca em esforço

Quando se realiza atividades físicas é normal que os batimentos cardíacos sejam maiores do que quando em repouso. A explicação para isso é o fato de que os músculos necessitam mais oxigênio (que vem da respiração) para trabalhar, com o aumento da respiração intensifica-se o trabalho cardíaco.

Para avaliar esta alteração é preciso calcular a frequência cardíaca máxima, que também varia de acordo com a idade e a atividade física em questão. O ritmo cardíaco máximo é também a maneira de encontrar o ritmo cardíaco máximo para treinar.

A maneira mais simples de encontrar a frequência cardíaca máxima para adultos é realizar o seguinte cálculo:

  • Mulheres: calcule 226 menos a idade
  • Homens: calcule 220 menos a idade

Lista de batimentos cardíacos normais por idade

  • Batimentos cardíacos normais em adultos: entre 60 e 100 bpm;
  • Batimentos cardíacos normais em gestantes: pode aumentar até 20 bpm;
  • Frequência cardíaca normal em idosos: entre 50 e 60 bpm;
  • Batimentos cardíacos normais de um embrião: entre 75 bpm e 130 bpm;
  • Batimentos cardíacos normais em um feto: entre 80 bpm 160 bpm (aumenta com o tempo);
  • Frequência cardíaca normal em crianças: entre 160 (recém nascido) e 60 bpm.

Frequência cardíaca baixa

Apesar de ainda não serem considerados baixos, são considerados abaixo da média batimentos cardíacos entre 71 e 76 bpm para mulheres e 74 e 78 bpm para mulheres.

Ter os batimentos cardíacos baixos em comparação aos valores de referência (menos que 60 BPM) já é considerado uma arritmia (bradicardia) e pode estar relacionado aos seguintes problemas e situações:

  • Problemas metabólicos
  • Disfunções endócrinas (problema na tireoide)
  • Uso de drogas
  • Doenças autoimunes
  • Doença cardíaca-vascular
  • Exaustão
  • Hipotermia
  • Febre amarela

Tontura, cansaço, falta de ar, dor no peito, dificuldade para respirar e palpitações são alguns dos sintomas que podem indicar uma frequência cardíaca baixa. Qualquer percepção de alteração na frequência cardíaca que não seja por fatores externos deve ser diagnosticada por um médico. Caso contrário, existe o risco de parada cardíaca.

Batimentos cardíacos baixos em idosos

Pessoas mais velhas têm a frequência cardíaca mais baixa por natureza. Se a frequência cardíaca verificada apresentar valores menores do que 40 bpm recomenda-se acompanhamento médico.

Veja também: Quais são os sintomas do sopro no coração

Batimento cardíaco alto

Também conhecido como taquicardia, o batimento cardíaco rápido pode acontecer em situações temporárias ou indicar condições de saúde mais graves. Além da alteração perceptível na hora de medir a frequência cardíaca palpitações, pontadas na cabeça, dificuldade em respirar, náusea e dor no peito são os sintomas mais comuns desta condição.

Causas temporárias de frequência cardíaca alta

  • Exercícios físicos
  • Consumo de cafeína
  • Consumo de chocolate
  • Cigarro
  • Estresse
  • Fortes emoções
  • Febre
  • Relação sexual
  • Medicamentos específicos
  • Uso de drogas

Causa não temporárias de batimentos cardíacos altos

  • Pressão alta
  • Arteriosclerose
  • Insuficiência renal
  • Anemia
  • Distúrbios da tireoide
  • Insuficiência cardíaca
  • Infarto

Para todos os detalhes, confira a lista de causas da taquicardia.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Lista de batimentos cardíacos normais por idade, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Lista de batimentos cardíacos normais por idade

O que lhe pareceu o artigo?

Lista de batimentos cardíacos normais por idade
Lista de batimentos cardíacos normais por idade