Partilhar

Como identificar um transtorno conversivo

Como identificar um transtorno conversivo

O transtorno conversivo, anteriormente conhecido como histeria conversiva, caracteriza-se por uma série de sintomas que afetam as funções motoras ou sensoriais, em ausência de um transtorno neurológico ou uma doença médica que explique ou justifique isso. É chamado de transtorno conversivo uma vez que a pessoa converte o conflito psicológico em um transtorno físico. Este transtorno costuma se iniciar nos últimos anos da adolescência e nos primeiros anos da idade adulta. Na maioria dos casos tem um início repentino, e é importante esclarecer que nenhum dos sintomas que a pessoa possui são simulados ou inventados, apesar dos exames médicos não os poderem explicar. Continue lendo este artigo de umComo.com.br e saiba como identificar um transtorno conversivo.

Também lhe pode interessar: Como identificar a dislalia
Passos a seguir:
1

Conversão. Os sintomas manifestados pela pessoa não são simulados ou inventados, mesmo que os exames médicos não identifiquem nenhuma doença. A pessoa realmente sofre com os sintomas que relata, mas os mesmos têm uma origem psicológica que se manifesta através do corpo.

2

Sintomas motores. No caso dos sintomas motores, a pessoa tem alterações na coordenação e no equilíbrio, paralisia ou fraqueza muscular em um ou vários membros. Também é frequente que ela sofra de afonia, dificuldade em engolir, sensação de ter um nó na garganta e retenção urinária.

3

Sintomas sensoriais. Quanto aos sintomas sensoriais, a pessoa costuma manifestar uma perda de sensibilidade no sentido do tato, em muitos casos não sente a dor, por exemplo, ao ser espetada com uma agulha. É comum que sofra de cegueira, surdez e também de alucinações. Ao mesmo tempo podem sofrer de crises nervosas ou convulsões.

4

Observação. Em muitos casos, através da observação da conduta da pessoa podemos verificar que, realmente, não se trata de uma doença neurológica nem médica. Assim, pode acontecer uma pessoa dizer que não poder mexer a perna, mas se observarmos detalhadamente, talvez ela mexa a perna quando está se vestindo ou quando se levanta.

5

Início. Este transtorno costuma aparecer nos últimos anos da adolescência e nos primeiros anos da idade adulta. Seu início costuma ser repentino (mas também existem casos onde aparece de forma gradual). Geralmente, este transtorno costuma durar alguns dias e inclusive pode durar algumas semanas.

6

Vida cotidiana. A pessoa que sofre de um transtorno conversivo, costuma ter uma deterioração em vários aspectos da sua vida, dentro dos quais se encontra o âmbito trabalhista, social e familiar. É bastante importante consultar um médico especialista para fazer um diagnóstico adequado e poder descartar a possibilidade de uma doença neurológica ou de outra natureza.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como identificar um transtorno conversivo, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Conselhos
  • Se achar que alguém sofre de transtorno conversivo, consulte um especialista.

Escrever comentário sobre Como identificar um transtorno conversivo

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Natercia Figueiredo
como é possivel diagnosticar esse transtorno , tem cura sem medicaçao?
A sua avaliação:
renato de souza
e possivel minha filha que tem 36 anos sofrer deste transtorno:

Como identificar um transtorno conversivo
Como identificar um transtorno conversivo

Voltar ao topo da página