Partilhar

Como saber se tenho mama tuberosa? Fácil!

Por Sara Viega. Atualizado: 30 outubro 2017
Como saber se tenho mama tuberosa? Fácil!

Existem diferentes tipos de peitos e um dos que cria mais preocupações e complexos entre as mulheres é a mama tuberosa ou tubular. Neste caso, falamos de uma deformação mamária que provoca alterações tanto a nível vertical como horizontal. Este tipo de mama costuma ser assimétrico, pequeno, com auréolas grandes e com um formato de tubo ou alongado, daí receberem o nome de mama tubular. Se você se está perguntando "como saber se tenho mama tuberosa?" e quer descobrir como este tipo de peito pode ser corrigido, continue lendo o seguinte artigo do umCOMO onde explicaremos tudo detalhadamente.

Também lhe pode interessar: Como saber se tenho cistos nos ovários

Mama tuberosa: como identificar?

As mamas tuberosas ou tubulares são uma deformidade do peito que resulta de um desenvolvimento incorreto durante a etapa do crescimento. No geral, é possível observar uma mudança no desenvolvimento na zona inferior central ou na zona inferior lateral que faz com que a mama apresente um formato de tubo ou cone e que tenha tendência a criar hérnias.

Para que você possa responder à questão "como saber se tenho mama tuberosa?", detalhamos quais são as principais características deste tipo de peito em seguida:

  1. Não existe tecido mamário na parte inferior do limite inferior da auréola.
  2. As mamas têm um formato tubular e são alongadas devido à falta de desenvolvimento do polo inferior.
  3. Costumam ser pequenas.
  4. Possuem uma auréola muito grande e até desproporcional em relação ao tamanho da mama.
  5. São assimétricas e estão mais separadas do que o normal.
  6. Sensação de que estão desconectadas.
  7. O sulco submamário é muito reduzido ou não existe. Se encontra em uma posição elevada à altura da auréola e exerce um efeito "apertado", impedindo que a glândula mamária se expanda até abaixo como ocorre nos peitos normais.
  8. Desenvolvimento escasso da metade superior dos seios, podendo até ser nulo em alguns casos.

Perguntas para saber se tenho mama tuberosa

Você pode saber se as suas mamas são tuberosas com mais precisão respondendo às seguintes questões:

  • Os seus seios são pequenos e possuem uma auréola muito grande e exagerada?
  • As suas mamas são assimétricas e estão mais separadas do que o habitual?
  • O seu peito tem formato de tubo ou alongado?
  • A parte superior do seu peito está pouco ou nada desenvolvida?

Se você respondeu que sim à maioria das perguntas anteriores, é muito provável que você tenha mama tuberosa. No entanto, se você está buscando uma solução para corrigir esta deformação do peito, o melhor é consultar um ginecologista ou um cirurgião especializado para que ele faça um diagnóstico correto.

Como saber se tenho mama tuberosa? Fácil! - Mama tuberosa: como identificar?

Mama tuberosa: causas

A causa das mamas tuberosas é desconhecida, pois não se sabem os motivos científicos que originam esta deformação no peito em algumas mulheres.

No entanto, o que conhecemos são as diferentes alterações anatômicas que ocorrem neste tipo de seios. A fáscia profunda que envolve o peito - que é uma espécie de tecido - engrossa na parte inferior da mama, impedindo um desenvolvimento normal. Isto afeta também a expansão da mama e, consequentemente, se forma um sulco submamário elevado. Além disso, existe a ausência da fáscia superficial, o que faz com que a glândula se hernie a esse nível e que a auréola dilate e tenha esse tamanho exagerado.

Mama tuberosa: diagnóstico

Caso você deseje fazer uma operação para corrigir a mamam tuberosa, é essencial que opte por uma clínica com profissionais especializados e peritos para obter bons resultados. Quando uma mulher tem este tipo de peito, não é suficiente que coloque um implante, necessitando também de fazer uma remodelação da glândula mamária. Se o cirurgião não detectar a mama tuberosa e apenas colocar uma prótese, os resultados não serão os esperados, além de existir risco de que a malformação piore ainda mais.

Por outro lado, é importante saber que existem diferentes graus de mama tuberosa, o que é essencial tanto para fazer o diagnóstico médico como para fazer a melhor remodelação e correção possíveis:

  • Grau I: neste caso, pode ser observado um desenvolvimento mamário nulo ou reduzido na parte inferior e interna do seio.
  • Grau II: ao contrário do grau anterior, não existe desenvolvimento mamário na totalidade da parte inferior do peito, ou seja, nem na parte interna nem externa.
  • Grau III: neste caso, não existe desenvolvimento mamário nem na parte superior nem inferior dos seios.

Mama tuberosa: cirurgia

Como mencionado antes, a cirurgia de mamas tuberosas não inclui apenas a colocação de um implante, mas também a remodelação da glândula mamária sob anestesia geral. As técnicas de correção e o tipo de incisão cirúrgica dependem do grau e do tipo de mama tuberosa que se apresenta em cada caso.

No geral, a intervenção cirúrgica costuma ser feita em torno da auréola com o objetivo de reduzir a mesma. Através de uma espécie de rosquinha peri-aureolar, é realizada uma abordagem por trás da glândula mamária e são feitas várias incisões para que o peito se abra e se possa expandir. O objetivo principal é de reduzir o tamanho da auréola, expandir a zona inferior do seio que não se tinha desenvolvido até então e descender o sulco submamário. É colocado um implante ou gordura da mulher para oferecer volume ao peito e, desse jeito, se conseguem umas mamas visivelmente mais bonitas.

Pós-operatório de mama tuberosa

O pós-operatório pode ser algo muito incômodo pois provoca dores por dois ou três dias após a intervenção. Você pode voltar a realizar as suas atividades diárias cerca de 48 horas depois da cirurgia, mas necessitará de repousar os membros inferiores e não praticar exercício físico durante o primeiro mês. Mesmo assim, é necessário que, depois da cirurgia, você use um sutiã especial sem costuras e que se adapte perfeitamente à medida do seu peito.

É muito importante que você siga todas as recomendações médicas o tempo todo. Os pontos da operação serão removidos entre 7 e 14 dias após a operação.

Como saber se tenho mama tuberosa? Fácil! - Mama tuberosa: cirurgia

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se tenho mama tuberosa? Fácil!, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário sobre Como saber se tenho mama tuberosa? Fácil!

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
CLEONICE APARECIDA DA CRUZ MERGENER
Olá, minha filha completou 16 anos e não tem seio algum nem menstruou ainda, ela é diabética . Quando fez 15 anos levei ela ao médico e esse pediu vários exames e me disse que estava tudo normal e que algumas meninas demoram um pouco mais para desenvolver o corpo. Confesso que estou bastante preocupada, ela ja teve inicio de depressão porque se sente diferente das outras meninas da sua idade. Olhando sobre o assunto na internet, identifiquei que o estágio da mama da minha filha está no estágio 2 onde só saio o botão . Minha dúvida, será que tem chance dos seios delas ainda desenvolver? Será que ela tem essa tal mama tuberosa? Se alguém puder me responder eu agradeço!

Como saber se tenho mama tuberosa? Fácil!
1 de 3
Como saber se tenho mama tuberosa? Fácil!

Voltar ao topo da página