Partilhar

O que é um adenoma

Por Paula Cassandra. Atualizado: 16 janeiro 2017
O que é um adenoma

Em vários órgãos pode aparecer um adenoma, que se refere a um crescimento anormal de glândulas. Em alguns episódios, ele é benigno e, em outras, maligno, sendo que no segundo caso é importante realizar tratamento para que o problema não evolua. Para saber mais sobre o assunto, entenda o que é um adenoma e onde costuma aparecer com mais frequência com as informações que o umComo.com.br reuniu sobre o assunto.

Também lhe pode interessar: O que é um carcinoma
Passos a seguir:
1

Um adenoma é basicamente quando ocorre um crescimento glandular incomum em algum órgão, como uma verruga, a grosso modo. O surgimento pode ocorrer nos rins, cólon, abdômen, tireoide, fígado, pulmão, hipófise, apêndice e mama. No geral, aparece como uma neoplasia benigna, podendo evoluir para maligna, quando recebe o nome de câncer. Porém, mesmo quando permanecem como benignos podem causar problemas e, por isso, é sempre importante buscar a ajuda médica para saber qual o tratamento mais indicado.

O que é um adenoma - Passo 1
2

Como se trata de uma neoplasia, significa que o adenoma é um tecido anormal, que costuma se desenvolver de forma mais ágil que as células ao seu redor. Nesse sentido, pode provocar pressão em outras estruturas. Entre os casos mais comuns, está o crescimento do adenoma no cólon, por isso, a homens e mulheres com mais de 50 anos é indicada a realização do exame colonoscopia. Em alguns casos, pode evoluir para um câncer de intestino.

Confira também o nosso artigo que explica como é o exame de colonoscopia.

3

Quando o adenoma aparece nos rins, o mais comum é que surja nos túbulos renais, sendo que cresce devagar e se mantem pequeno. O seu diagnóstico acontece, geralmente, quando são feitos exames de imagem à procura de outros problemas. O adenoma renal é o tipo de tumor benigno que mais frequentemente aparece nos rins. Outro tipo de adenoma corriqueiro é o chamado suprarrenal ou adrenal, que aparece nas glândulas adrenais, na região abdominal, sendo que em poucos casos se torna maligno.

4

Quando o adenoma renal secreta cortisol, entretanto, o paciente pode desenvolver a Síndrome de Cushing, entre outros problemas. Nem sempre apresenta sintomas e também costuma ser descoberto em decorrência de exames feitos com outras finalidades. Já o adenoma na tireoide é muito comum, mas poucos são malignos. O diagnóstico se confirma com uma biópsia e mesmo benigno o paciente pode ter que ser operado, caso hajam células do tipo foliculares.

5

Enquanto isso, quando aparece na hipófise (glândula endócrina com várias funções localizada no cérebro), o adenoma é removido com cirurgia, sendo que é mais frequente em pacientes com problemas neurológicos. Em mulheres, o adenoma pode ser do tipo prolactinoma, quando estão grávidas, pois a hipófise é a responsável por secretar prolactina, o hormônio que produz o leite materno. Dores de cabeça e diminuição na visão periférica podem ser sintomas, mas o problema nem sempre é fácil de diagnosticar.

O que é um adenoma - Passo 5
6

No fígado, o adenoma tem como principal causa o uso de anticoncepcionais orais, embora existam outras razões, como a diabetes. Ele pode ser de diferentes tipos, inclusive, hepatocelular ou hepáticos, os quais são benignos e raros. Os sintomas nem sempre aparecem e, por isso, costumam se descobertos sem querer. Outro adenoma raro e benigno é o do pulmão, o alveolar, e que, mais uma vez, costuma ser encontrado por acidente.

7

Se aparecerem nas mamas, os adenomas são chamados de fibroadenomas, os quais são pequenos e, por isso, nem sempre são fáceis de diagnosticar, além de não apresentarem sintomas e serem removidos em alguns casos. São mais comuns em mulheres até aos 30 anos e podem desaparecer sozinhos após a menopausa. Por serem geralmente benignos, é indicado apenas o acompanhamento médico. Já no apêndice é muito raro que um adenoma apareça, mas quando isso acontece chama-se cistadenoma.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é um adenoma, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário sobre O que é um adenoma

O que lhe pareceu o artigo?

O que é um adenoma
1 de 3
O que é um adenoma

Voltar ao topo da página