menu
Partilhar

O transtorno bipolar é hereditário?

O transtorno bipolar é hereditário?

O transtorno bipolar, também conhecido como transtorno maníaco-depressivo é uma doença psiquiátrica que se não for tratada adequadamente pode afetar gravemente a qualidade de vida do paciente, limitando seu desenvolvimento pessoal e social. Esta doença caracteriza-se pela mudança repentina de humor, que conduz a episódios em que o paciente pode passar da excitação ou nervosismo excessivo à completa apatia e desinteresse. Diante de uma doença psiquiátrica tão séria como esta é normal se perguntar, o transtorno bipolar é hereditário? Em umComo.com.br esclarecemos a sua dúvida.

Também lhe pode interessar: Como tratar o transtorno bipolar

O que é o transtorno bipolar?

O transtorno bipolar é uma doença psiquiátrica séria que se caracteriza pela mudança repentina de humor, que pode levar uma pessoa a viver episódios maníacos, em que se sente muito excitada, nervosa ou medrosa, ou episódios depressivos em que sofre de uma apatia e tristeza intensa. Também podem aparecer os chamados episódios mistos, onde o paciente manifestará ambos os estados: mania e depressão.

Para quem sofre de transtorno bipolar, as mudanças de humor afetam suas relações sociais de uma forma importante, dificultando ainda o crescimento pessoal e profissional. É importantíssimo ter os sintomas desta doença bem claros para não confundi-la com simples altos e baixos ou com uma mudança emocional transitória.

O transtorno bipolar é hereditário?

Para os pacientes que sofrem do transtorno maníaco-depressivo e para seus familiares diretos ou próximos, é importantíssimo saber se esta doença é hereditária. A resposta é sim, o fator hereditariedade nesta condição é dos mais altos dentro das doenças psiquiátricas.

Diversas investigações encontraram que as pessoas que possuem um familiar direto com transtorno bipolar têm até 10 vezes mais possibilidades de sofrer uma doença psiquiátrica, seja a bipolaridade ou outras doenças como depressão ou ciclotimia. No entanto, ainda que o componente hereditário seja importantíssimo, não é necessariamente determinante pois existem outros fatores que podem potenciar o desenvolvimento desta doença e que não têm a ver com o aspecto genético.

Como os especialistas são conscientes de que o transtorno bipolar é hereditário, atualmente existem estudos e exames para detectar prematuramente esta doença em crianças e adolescentes, com o objetivo de tratá-la a tempo e evitar seus efeitos prejudiciais.

Outros fatores que podem causar o transtorno bipolar

Ainda que o aspecto hereditário seja uma das causas importantes do transtorno bipolar, existem outras condições que podem favorecer o aparecimento desta doença como:

  • Alterações bioquímicas nos neurotransmissores do cérebro que causam esta condição.
  • Episódios traumáticos, estressantes ou impactantes que podem gerar depressão no paciente e conduzir assim a um quadro psiquiátrico mais complexo, que com o tempo pode desencadear no transtorno bipolar.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O transtorno bipolar é hereditário?, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Angela Maria Dias da Silva
Um adulto está normal sem motivos aparente, do nada aparece uma reação agressiva, a tal ponto das pessoas se afastarem ,por tamanha antipatia e ignorância com o publico, reações subtas ate para com crianças !
Cila
olá, sempre que posso leio suas orientações. Temos um caso em família (marido), e 3 filhos adultos por isso saber mais me será útil. Agir preventivamente, ajudando meus filhos
Redação umCOMO (Editor/a de umCOMO)
Oi Cila, que bom saber isso! Muito obrigada pelo seu comentário e continue nos acompanhando! :)

O transtorno bipolar é hereditário?
O transtorno bipolar é hereditário?

Voltar ao topo da página