Partilhar

Porque temos fosfatase alcalina baixa

Porque temos fosfatase alcalina baixa

A fosfatase alcalina é uma enzima do nosso corpo produzida em diversos órgãos, tais como ossos, fígado e intestinos. A função desta enzima é retirar grupos de fosfato (minerais do corpo que descarregam carga elétrica quando entram em contato com o sangue) de diversas moléculas, como nucleotídeos, proteínas e alcaloides. O exame de fosfatase alcalina serve para investigar enfermidades hepáticas ou ósseas.

A concentração de fosfatase alcalina no sangue pode variar de acordo com a atividade das células ósseas, como durante o crescimento deles ou quando há uma fratura. Os valores de referência de fosfatase alcalina em adultos são de 30 a 140 UI/L. Quando em uma análise de sangue aparecem níveis inferiores denomina-se hipofosfatemia. Em umComo.com.br vamos ver porque temos a fosfatase alcalina baixa.

Possíveis causas da fosfatase alcalina

As principaos causas que podem reduzir os níveis de concentração de fosfatase alcalina no sangue são:

  • Deformação dos ossos pela idade;
  • Pós-menopausa em mulheres que tomam estrógenos para a osteoporose;
  • Doenças como a celíaca, ou hipotireoidismo, a enterite;
  • Carências de magnésio e zinco, de proteínas;
  • Má nutrição;
  • Nas crianças pode ser por causa das doenças congênitas, como o cretinismo e a acondroplasia;
  • Cirurgia cardíaca.

Sintomas da fosfatase alcalina baixa

A fosfatase alcalina baixa pode produzir sintomas como:

  • Fadiga;
  • Taquicardia (pulso superior a 120 batimentos por minuto);
  • Dificuldade para respirar;
  • Intolerância ao frio;
  • Prisão de ventre;
  • Perda de peso significativa.

Consequências da fosfatase alcalina baixa

Hipofosfatasia

A hipofosfatasia é uma doença genética metabólica dos ossos cuja incidência é muito baixa, mas é muito grave. Apresenta-se com níveis baixos de fosfatase alcalina. Alguns dos sintomas são a baixa mineralização do esqueleto, leves problemas respiratórios, osteomalácia progressiva. Quem sofre desta doença costuma perder seus dentes de leite muito antes da idade normal.

Doenças hepáticas

A fosfatase alcalina diminuída também pode indicar uma disfunção hepática grave denominada insuficiência hepatocelular que pode ser causada pela cirrose (doença na qual as células do fígado são destruídas), ou por uma hepatite (inflamação do fígado).

Anemia

Tanto a anemia perniciosa como a anemia aplástica costumam apresentar valores baixos de fosfatase alcalina. A anemia aplástica é a incapacidade do corpo para formar suficientes células sanguíneas novas. Os sintomas são: fadiga, fraqueza e hemorragias incontroladas. A maioria dos pacientes que sofrem anemia aplástica costumam ter baixos níveis de fosfatase alcalina, mas não se sabe ainda o porquê.

Leucemia

A leucemia mielógena crônica é um tipo de câncer que progride a um ritmo mais lento em comparação com a leucemia. Este transtorno é também conhecido como leucemia mielóide crônica ou leucemia granulocítica crônica e afeta geralmente às pessoas mais velhas, seu aparecimento nas crianças não é muito comum.

Além de reduzir os níveis de fosfatase alcalina, esta doença aumenta os níveis de leucócitos e aumenta o tamanho do baço (esplenomegalia). Mas para diagnosticá-la é necessária uma biopsia da medula espinhal.

Desnutrição

A falta de nutrientes no corpo é outra alteração no corpo causada pela baixa fosfatase alcalina. A desnutrição pode estar relacionada com nutrientes específicos (como zinco, por exemplo) ou inespecíficos, como a falta de calorias. É uma doença perigosa que acarreta em problemas no crescimento, psicológicos, neurológicos e levar até mesmo à morte.

Deficiência de magnésio

O magnésio é um mineral que está envolvido em mais de 300 processos metabólicos em nosso corpo. Ele é fundamental! A deficiência de magnésio, possível consequência da fosfatase alcalina baixa, é extremamente prejudicial e comprometedora, pois ele é demandado por todas as células do corpo - inclusive as do cérebro. A falta de magnésio no organismo pode afetar todos os sistemas do corpo humano.

Além disso, é um mineral que auxilia no combate de doenças como Alzheimer, artrite, diabetes, pressão alta, pedras nos rins e muito mais.

Diarreia aguda

A diarreia é caracterizada pela evacuação das fezes líquidas, que acarreta perda de água e de sais minerais importantes. A desidratação é a pior das complicações da diarreia aguda, além de tontura, vertigem, diminuição da urina, fraqueza, redução das lágrimas e sede excessiva.

Valores de referência de fosfatase alcalina

  • 7 meses a 1 ano de idade: até 462 U/L
  • 2 a 3 anos de idade: até 281 U/L
  • 4 a 6 anos de idade: até 269 U/L
  • 7 a 12 anos de idade: até 300 U/L

A partir dos 12 anos de idade até os 17, o resultado do exame de fosfatase alcalina varia apenas de acordo com o sexo:

  • Masculino: até 390 U/L
  • Feminino: até 187 U/L

Acima de 17 anos, os resultados também variam apenas conforme o sexo:

  • Masculino: 40 a 129 U/L
  • Feminino: 35 a 104 U/L

Como aumentar fosfatase alcalina baixa com alimentos

Se você viu alterações no seu exame e deseja saber como aumentar a fosfatase alcalina, você precisa de acompanhamento médico, mas também pode complementar aumentando a ingestão de alguns nutrientes:

  • Fósforo: alimentos como iogurtes, salmão, linguado, peru, frango, lentilhas, ovos e amêndoas;
  • Gordura "boa": óleo de coco, óleo de milho e óleo de fígado de bacalhau, por exemplo;
  • Zinco: castanhas-do-Pará, gengibre, sementes de abóbora, ostras, ervilhas e nozes;
  • Vitamina B12: facilmente encontrada em carnes, ovos e frutos-do-mar. Para quem possui uma dieta vegetariana ou vegana, o ideal é fazer a suplementação da vitamina;
  • Vitamina A: fígado de boi ou de frango, carne de vitela, óleo de salmão, óleo de fígado de bacalhau, pimentas, raiz de dente-de-leão, damascos, couve, espinafre, cenoura e batata doce.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Porque temos fosfatase alcalina baixa, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Conselhos
  • Se você tem uma consulta, não hesite em deixar o seu comentário ou ir a seu médico.

Escrever comentário sobre Porque temos fosfatase alcalina baixa

O que lhe pareceu o artigo?
6 comentários
Luana Santos
Bom dia, conforme a minha idade o normal é 30 à 104, e a minha estar 24.. devo me preocupar ou me cuidando mesmo consigo melhorar ?, pois tenho alguns sintomas falado logo em cima.
Claudineia Gomes da Silva Moreira
Olá, acabei de receber o resultado do meu exame, é o fosfatase alcalina está 29 U/L muito baixo. Fiquei preocupada, tenho 36 anos. O que fazer, tem como aumentar?
rene padial
foafatase alcalina valor {0} oque pode ser .... nunca vi este valor?????
Gerson guimaraes
Boa tarde,meu exame deu 181 u/l de fosfatase alcalina,porém junto fiz o tgo 23 u/l , tgp 21 u/l , gama gt 30 u/l. Algo que possa me informar da fosfatase alcalina
Maria Beatriz
Boa tarde, no meu exame deu 38,31 e estava escrito que o normal é 65,00 a 300,00.
Redação umCOMO (Editor/a de umCOMO)
Oi Maria, os valores normais de fosfatase alcalina situam-se entre 30 a 140 UI/L em adultos.
josene sena
bom dia eu tenho uma filha de 3 anos e ela tem fosfatase alcalina baixa e ela esta tomano a vitamina D3 (ADDERA D3 ) por favor mim diga se ela pode ter problemas no futoro pois estou muito preocupada mim tire algumas duvidas sobre alimentos ou e so o sol muito obrigado

Porque temos fosfatase alcalina baixa
Porque temos fosfatase alcalina baixa

Voltar ao topo da página