menu
Partilhar

Alergia a cachorro: causas, sintomas e tratamento

 
Por Juliana Ribeiro. 4 janeiro 2023
Alergia a cachorro: causas, sintomas e tratamento

A relação entre cães e humanos pode ser uma das mais belas que existem. O vínculo criado pela convivência com seu amigo peludo é muito forte devido ao carinho que eles demonstram diariamente e ao cuidado que você tem com suas necessidades, por isso nada deve afetar essa relação. Nesse sentido, é importante conhecer a fundo tudo sobre as alergias de cachorro para que não sejam um impedimento à sua adoção.

Se você ou alguém da sua família é alérgico a cachorros, isso não significa que você deva ficar longe deles ou que seja impossível recebê-los em sua casa. Sabendo identificar os sintomas dessa alergia, você conseguirá controlar melhor o problema e encontrar soluções para o alívio. Para aprofundar em alergia a cachorro: causas, sintomas e tratamento, no umCOMO recomendamos que você continue lendo este artigo.

Também lhe pode interessar: Alergia a gato: causas, sintomas e tratamento

Causas de alergia a cachorro

A maioria das pessoas que sofrem de alergia a cachorro não costuma ser alérgica ao pelo desses animais, ao contrário do que se acredita popularmente. Na verdade, eles são alérgicos às caspas, saliva e urina que os cachorros acumulam em seus pelos ao longo do tempo. Essa reação é produzida pela resposta do sistema imunológico, que considera perigosa a proteína que eles contêm e reage dessa maneira.

Como a saliva e e os pelos são facilmente transferidos e podem aderir às fibras da roupa, existe a chance de ocorrer uma reação alérgica, apesar da ausência dos animais. Isso ocorre porque os resíduos podem permanecer nas roupas de alguém próximo a você ou de sua família.

Saliva seca e pelos também podem ser transportados pelo ar. Se você se sentar perto de um lugar em que um cachorro urinou recentemente e for alérgico, poderá começar a desenvolver alguns dos sintomas.

Sintomas de alergia a cachorro

Os sintomas comuns da alergia aos pelos dos cachorros podem ser semelhantes aos de outras alergias, gripes e resfriados. Mesmo assim, os sintomas específicos variam de pessoa para pessoa. Os seguintes sintomas de alergia a pelo de cachorro ajudarão você a saber se é alérgico ou se alguém em seu ambiente pode ser:

Sintomas comuns de alergia a cães

  • Nariz escorrendo ou entupido.
  • espirros.
  • Olhos vermelhos, com coceira ou lacrimejantes, especialmente na presença de um ou mais cães.
  • Gotejamento nasal.
  • Comichão no nariz, olhos, garganta ou paladar.
  • Dor nos seios nasais.
  • Tosse.
  • Frequente fricção do nariz para cima.
  • Problemas para dormir.

Sintomas respiratórios

Além disso, se uma alergia a cães estiver contribuindo para sua asma, você poderá sentir algum dos seguintes sintomas:

  • Pressão ou dor no peito.
  • Falta de ar.
  • Som de assobio que pode ser ouvido ao expirar.
  • Dificuldade para dormir causada por falta de ar, respiração ofegante ou tosse.

Sintomas na pele

A alergia de cachorro na pele humana é conhecida como dermatite alérgica. Essa dermatite é causada pela reação do sistema imunológico, que causa inflamação da pele. O contato direto com cães causam essa alergia que pode desencadear uma dermatite alérgica, causando sintomas como coceira na pele, eczema e manchas vermelhas e elevadas na pele (urticária).

Neste artigo te mostramos Remédios caseiros para a alergia.

Alergia a cachorro: causas, sintomas e tratamento - Sintomas de alergia a cachorro

Tratamentos para alergia a cachorro

Para controlar os sintomas desenvolvidos por uma alergia a cachorros, existem dois métodos principais: tratamentos médicos e remédios caseiros.

Tratamentos médicos

Os seguintes tratamentos médicos aliviam os sintomas de alergia a cães, mas devem ser sempre aplicados sob orientação médica prévia:

  • Você pode tomar corticosteróides como um spray nasal para reduzir a inflamação.
  • Os anti-histamínicos funcionam para bloquear os efeitos das histaminas, que são responsáveis ​​por desencadear sua reação alérgica. Eles estão disponíveis em farmácias sem receita médica e ajudam a aliviar espirros, coceira e coriza. Neste artigo, mostramos Como funcionam os anti-histamínicos.
  • Os descongestionantes ajudarão a reduzir a inflamação nas vias nasais e nos seios da face, facilitando a respiração pelo nariz. Algumas pílulas anti-alérgicas de venda livre combinam os efeitos de descongestionantes e anti-histamínicos ao mesmo tempo.
  • A imunoterapia envolve a construção gradual de imunidade a alérgenos específicos por meio de uma série de injeções que aumentam sua exposição em estágios.

Remédios caseiros para alergia a cães

  • Banhe seu cão semanalmente para reduzir a presença de alérgenos caninos no ar. Recomendamos que leia Com que frequência devo dar banho no cachorro.
  • Mantenha seu peludo fora dos cômodos fechando as portas. Além disso, limpe os locais regularmente.
  • A irrigação nasal ajuda a remover o muco espesso dos seios nasais e do nariz. Encha um irrigador nasal ou qualquer frasco que possa espremer e use-o para enxaguar as passagens nasais com solução salina.
  • Use um purificador de ar para erradicar os alérgenos do ar dentro de casa. Geralmente, é preferível que coloque o purificador no cômodo que mais frequenta ao longo do dia.

Agora que você conhece as causas das alergias a cães, seus sintomas e tratamento, também pode se interessar em ler Quais são os sintomas da alergia aos pólens.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Alergia a cachorro: causas, sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Alergia a cachorro: causas, sintomas e tratamento
1 de 2
Alergia a cachorro: causas, sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página