Partilhar

Como evitar a alergia às gramíneas

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como evitar a alergia às gramíneas
Imagem: SCAIC

As gramíneas são uma família de plantas a que uma grande parte da população é alérgica. Caracterizam-se por terem cortes vazios com folhas largas e estreitas e, entre as muitas espécies incluídas, encontramos os cereais: trigo, aveia, milho, arroz... A alergia ao pólen das gramíneas é muito frequente e, em determinadas estações do ano, os seus efeitos aumentam. Se também é alérgico, este artigo da umComo.com.br dá-lhe alguns conselhos para saber como evitar a alergia às gramíneas.

Também lhe pode interessar: Como evitar as alergias na primavera
Passos a seguir:
1

Em primeiro lugar, deve destacar-se que a época de polinização das gramíneas é a primavera, entre maio e junho. Desta forma, será durante a primavera que as pessoas alérgicas ao pólen destas plantas vejam aumentados os sintomas de alergia.

2

Também é necessário saber que a alergia às gramíneas apresenta uma reatividade cruzada entre todas, ou seja, as pessoas alérgicas a uma espécie de gramíneas, normalmente, são alérgicas a mais, ou a todos, os pólenes de gramíneas.

3

É por isto que todas as pessoas alérgicas necessitam de saber qual o grau de sensibilidade e de alergia às gramíneas, bem como a época em que padecem de mais sintomas, para assim iniciarem o tratamento adequado no momento certo. Para tal, é indispensável visitar um alergologista ou um especialista médico que faça os testes necessários e um historial clínico completa.

4

Para evitar o agravamento da alergia às gramíneas, é muito útil conhecer a época, frequência, lugar e quantidade de pólen na atmosfera do lugar onde o doente reside. Do mesmo modo, isto pode ajudar a planificar viagens a outros lugares e assim escolher o melhor lugar e momento para que a polinização seja menor.

5

As pessoas alérgicas às espécies gramíneas devem procurar manter as janelas fechadas à noite, para evitar que o pólen se acumule, e devem ainda ventilar a casa de manhã.

6

Também ao viajar de carro, as janelas devem estar fechadas e deve ainda colocar filtros antipólenes no ar condicionado do veículo.

7

Também é muito importante que os alérgicos às gramíneas evitem a exposição direta aos pólenes destas plantas, ou seja, que procurem evitar ações como por exemplo cortar relva, deitarem-se nela, ou devem ainda diminuir as atividades ao ar livre entre as 5h e as 10h da manhã e as 7h e as 10h da noite. Pode ler aqui mais conselhos sobre como evitar a alergia aos pólenes.

8

Na sua atividade quotidiana, os doentes alérgicos também podem realizar pequenas ações, como por exemplo utilizar óculos de sol ao caminharem pela rua ou não secarem a roupa ao ar livre durante os dias de maior polinização.

9

É importante saber também que não só as plantas destas espécies podem gerar reações alérgicas, mas também que, durante o período de polinização, as frutas com casca que não são lavadas podem conter à superfície grãos de pólen que podem ocasionar alguns dos sintomas da alergia.

10

Caso pense ser alérgico às gramíneas ou a alguma outra espécie vegetal, animal, alimento, etc., deve dirigir-se a um alergologista ou médico especialista.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como evitar a alergia às gramíneas, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Conselhos
  • Se pensa que é alérgico, dirija-se ao seu médico.

Escrever comentário sobre Como evitar a alergia às gramíneas

O que lhe pareceu o artigo?

Como evitar a alergia às gramíneas
Imagem: SCAIC
Como evitar a alergia às gramíneas

Voltar ao topo da página