Partilhar

Como prevenir a incontinência urinária

Por Hugo Silva. Atualizado: 4 janeiro 2018
Como prevenir a incontinência urinária

A incontinência urinária consiste em perdas de urina involuntárias, podendo afetar tanto homens como mulheres, apesar de as mulheres serem mais frequentemente afetadas por esta condição. Não é uma condição grave, porém a incontinência urinária pode tornar-se extremamente incômoda, impedindo que as pessoas levem o seu dia-a-dia de forma normal.

A maioria dos casos de incontinência urinária deve-se à incapacidade do esfíncter por este estar demasiado relaxado, deixando passar a urina à mínima contração da bexiga.

Causas da incontinência urinária

Esta condição pode dividir-se em dois tipos, a incontinência urinária por stress e a incontinência urinária de urgência. No primeiro caso, a uretra (o tubo que transporta a urina da bexiga ao orifício de expulsão) é incapaz de permanecer selada devido ao enfraquecimento ou dano dos músculos do pavimento pélvico ou ao dano no esfíncter uretral. Quando é feita demasiada pressão na bexiga, a uretra deixa passar a urina, levando à sua perda involuntária. As principais causas deste tipo de incontinência incluem dano nervoso durante o parto, excesso de pressão no abdômen, como na obesidade ou gravidez, ou falta de produção de estrogênio, característica da menopausa.

A incontinência de urgência caracteriza-se pelo excesso de contração dos músculos da bexiga, levando a que esta seja incapaz de conter a urina. As principais causas da contração excessiva do músculo detrusor são condições neurológicas como a doença de Parkinson ou a esclerose múltipla, infecções urinárias, obstipação e consumo em excesso de bebidas com álcool ou cafeína.

Prevenção da incontinência urinária

Apesar de a incontinência urinária nem sempre poder ser prevenida, alguns factores podem reduzir o seu risco, como por exemplo manter um peso saudável, não fumar, praticar exercício, nomeadamente exercícios de Kegel que reforçam os músculos do pavimento pélvico e comer mais fibras para evitar a obstipação e promover um melhor trânsito intestinal.

O consumo de alguns alimentos ou bebidas pode também contribuir para a incontinência urinária, desta forma, devem ser evitados os alimentos picantes, as bebidas com cafeína ou com álcool. Nos casos mais severos, pode recorrer-se a medicamentos de prescrição como a solifenacina, que impedem as contrações musculares da bexiga, permitindo que esta sustenha a urina.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como prevenir a incontinência urinária, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e Efeitos Secundários.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como prevenir a incontinência urinária
Como prevenir a incontinência urinária

Voltar ao topo da página