Partilhar

Corrimento líquido como água, o que pode ser?

 
Por Yasmin Fonseca. 15 março 2019
Corrimento líquido como água, o que pode ser?

Ainda que por vezes estejam associados com infecções ou desequilíbrios hormonais, corrimentos vaginas são normais e naturais durante todo o ciclo menstrual e seu significado pode ser descoberto de acordo com cor e textura. Dentre os corrimentos naturais do corpo está o transparente líquido, que não deve causar preocupações nem motivo para uma visita ao ginecologista. Se você está com corrimento líquido como água e se pergunta o que pode ser, explicamos neste artigo do umCOMO!

Também lhe pode interessar: Como acabar com corrimento branco

Corrimento igual água, o que pode ser?

Existemglândulas que se encontram no interior da vagina e do colo do útero, que são as responsáveis por fabricar reduzidas quantidades de um líquido de forma regular, que se conhece como fluxo vaginal. Este, em geral, é de cor clara, transparente e não tem mau cheiro.

De forma geral, corrimento transparente líquido que por vezes chega até a deixar a calcinha molhada é apenas secreção fisiológica, ou seja, uma secreção natural produzida pelo corpo feminino. Essa secreção natural, que parece um corrimento líquido como água, é composta por:

  • Secreções originárias das glândulas de Bartholin e Skene;
  • Líquido da parede vaginal;
  • Células vaginais e cervicais já mortas;
  • Resquícios do endométrio;
  • Microorganismos e produtos relacionados.[1]

A secreção natural produzida pela vagina é alterada de acordo com a evolução do ciclo menstrual, que tem início no primeiro dia da menstruação. O corrimento tipo água antes da menstruação é normal, assim como durante o período fértil, entretanto, é necessário cuidado em caso de:

  • Odor: corrimento liquido tipo água com cheiro não é normal e pode ser indício de doenças;
  • Ardor: corrimentos muito ácidos podem causar ardor ou coceira na pele e indicam desequilíbrios;
  • Alta produção: quando regular, o corrimento natural não deve ser produzido em grandes quantidades de forma a chamar a atenção;
  • Dor: corrimento transparente fora do usual causando dor, principalmente durante relações sexuais, pode também ser sintoma de doenças.

Se você estiver com corrimento que parece água e não souber o que pode ser, marque uma consulta com um médico especializado de sua confiança.

Corrimento branco

Corrimento em cor esbranquiçada não são motivos de preocupação já que, assim como o corrimento líquidi como água (corrimento transparente), são naturais e produzidos pelo corpo feminino durante o ciclo menstrual. Apesar de natural, quando acompanhado de incômodos genitais ou de mau cheiro na vagina, o corrimento branco pode ser sinal de:

  • Candidíase: infecção causada pela proliferação do fungo Candida albicans[2] que pode ser causada por relações sexuais desprotegidas, queda do sistema imunológico causada por doenças sexualmente transmissíveis, gravidez e má higienização. O principal sintoma da doença é a produção de corrimento branco leitoso com mau odor e o tratamento é feito com pomadas antifúngicas;
  • Vaginose bacteriana: a vaginose é uma infecção vaginal que gera secreção esbranquiçada. Causada por bactérias e tratada com antibióticos, a doença é geralmente causada pela Gardnerella vaginalis.

Um bom remédio caseiro para corrimento é o banho de assento com vinagre. Para saber mais sobre o sintoma, veja porque sai um corrimento branco.

Corrimento amarelo

Além do corrimento líquido tipo água, em caso de corrimento amarelo, há grandes chances de também se tratar de muco natural, entretanto, em caso de mau odor e dores é necessário avaliar a causa. As doenças que podem provocar produção de corrimento amarelo são:

  • Tricomoníase: é uma infecção sexualmente transmissível causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis e que tem entre seus sintomas secreção amarelada com odor desagradável, desconforto ao urinar e durante o sexo e coceira e dor na vagina[3]. O tratamento da doença é feito por meio de antibióticos;
  • Clamídia: a clamídia é uma causada pela bactéria Chlamydia trachomatis, estando entre as Doenças Sexualmente Transmissíveis comuns. A única forma de evitar a doença é usando preservativo durante relações sexuais e seu tratamento é feito com antibióticos.

Para saber mais, veja também: "Por que tenho corrimento amarelo?".

Corrimento rosa

O corrimento liquido como água não pode ser sinal de gravidez, entretanto, o corrimento em cor rosada é chamado de nidação e é o primeiro sintoma da gestação, ainda que não seja obrigatório. Após a fecundação do óvulo, é necessário que o mesmo se fixe na parede do útero, evitando assim abortos espontâneos, processo que se inicia aproximadamente 6 dias após a fecundação.[4] Com a fixação do óvulo no endométrio, localizado nas paredes do útero, há um pequeno sangramento que pode durar alguns dias.

Outros sintomas iniciais da gravidez são:

  • Atraso menstrual;
  • Dor e inchaço nos seios;
  • Enjoo e vômito;
  • Cansaço;
  • Aumento na produção de gases;
  • Alteração de humor;
  • Dor de cabeça;
  • Constipação intestinal;
  • Alteração no olfato e paladar.

Para sabe mais sobre o processo, veja quais são os sintomas de nidação.

Corrimento líquido como água: por que as mulheres têm fluxo?

As alterações nas secreções vaginais são um dos motivos de consulta ginecológica mais frequentes, já que existe um verdadeiro desconhecimento a respeito deste tema. É importante conhecer nosso próprio corpo, sem esquecer a zona íntima, uma das partes mais sensíveis e que maior atenção requer. Explicamos agora por que as mulheres têm fluxo e tudo aquilo que você precisa saber a respeito para ter certeza de que sua saúde íntima está garantida.

O fluxo vaginal vai fluindo dia a dia para o exterior da vagina e encarrega-se de transportar com ele aquelas células velhas que revestiram a vagina. Este processo é totalmente normal e imprescindível, pois constitui a forma em que o próprio corpo da mulher se encarrega de manter a limpeza e uma saúde ótima da zona íntima. O fluxo vaginal protege as mulheres contra a possibilidade de contrair infecções vaginais e outras doenças.

Quantidade de corrimento líquido como água

É importante levar em consideração que a quantidade de fluxo vaginal varia naturalmente de uma mulher para outra, e também costuma ser diferente em função da etapa na qual se encontre: infância, adolescência, adulta e na menopausa. Do mesmo modo, também se observarão variações durante o ciclo menstrual, antes e durante as relações sexuais e durante a gravidez.

No entanto, é importante ter em conta que uma mudança brusca na quantidade do fluxo vaginal, bem como em sua cor, textura ou cheiro, pode ser indicativo da existência de uma possível infecção vaginal. A isso, podem unir-se outros sintomas como coceira na zona vaginal, ardor, ardência ao urinar, dor ao manter relações sexuais, etc. Algumas das infecções vaginais mais frequentes são as bacterianas, a candidíase e a tricomoníase. Sobretudo, é importante que diante de qualquer alteração que se perceba, seja consultado o ginecologista a fim de determinar as causas exatas.

A fim de manter a zona íntima em perfeito estado, é fundamental realizar uma higiene adequada e adotar algumas medidas diárias que ajudem a prevenir as infecções vaginais anteriormente mencionadas. Para isso, recomendamos que você consulte o artigo Como prevenir as infecções vaginais.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Corrimento líquido como água, o que pode ser?, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Referências
  1. MONTEIRO, M. V. de C., Corrimento vaginal, DST e DIP. Departamento de Ginecologia – FM - UFMG Serviço de Uroginecologia – HC. Disponível em: http://ftp.medicina.ufmg.br/gob/2014/infeccoes_vaginais_10102014.pdf. Acesso em: 14/03/2019.
  2. Álvares, C. A., Candidíase vulvovaginal: fatores predisponentes do hospedeiro e virulência das leveduras. Bras Patol Med Lab, v. 43, n. 5. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbpml/v43n5/a04v43n5.pdf. Acesso em: 14/03/2019.
  3. http://www.bphc.org/whatwedo/infectious-diseases/Infectious-Diseases-A-to-Z/Documents/Fact%20Sheet%20Languages/Trichomoniasis/Portuguese.pdf
  4. Hernandes, L.. Implantação ou nidação: Segunda semana de desenvolvimento. Disponível em: http://www.dcm.uem.br/Implantacao-2012.pdf. Acesso em: 14/03/2019.

Escrever comentário sobre Corrimento líquido como água, o que pode ser?

O que lhe pareceu o artigo?

Corrimento líquido como água, o que pode ser?
Corrimento líquido como água, o que pode ser?

Voltar ao topo da página