Partilhar

Corrimento verde na gravidez é normal?

 
Por Patricia Gebara. Atualizado: 19 julho 2017
Corrimento verde na gravidez é normal?

A gravidez é um momento delicado da saúde da mulher. Mais vulnerável, ela pode ter outros problemas de saúde e, claro, acabar afetando o bebê. Há também sintomas que aparecem durante a gestação e acabam sendo inofensivos. Mesmo assim, é preciso ter cuidado e ficar atenta. Corrimento é uma secreção comum que sai da vagina. Em alguns casos, não é um problema grave, em outros, pode indicar infecções graves e que podem fazer com que o bebê e a mãe tenham problemas. Ter corrimento verde na gravidez é normal? Neste artigo, nós do umCOMO, respondemos a essa pergunta.

Corrimento amarelo esverdeado na gravidez

O corrimento amarelo esverdeado na gravidez pode ser inofensivo e pode ser uma indicação de problemas. Quando ele vem acompanhado de um cheiro forte e tem a textura de um corrimento esverdeado pastoso, pode ser sinal de uma infecção.

Tricomoníase, gonorreia ou clamídia são alguns dos problemas que podem causar este sintoma. Conheça um pouco mais destas doenças e suas consequências para a mãe e para o feto.

Tricomoníase

Essa infecção vaginal é uma DST, doença sexualmente transmissível. Ela pode provocar o corrimento esverdeado pastoso, dor durante a relação sexual, cheiro forte e coceira na vagina. Ela pode causar parto prematuro em gestantes se acontece durante a gravidez e é tratada com antibióticos. Além disso, o bebê pode ter problemas de desenvolvimento intelectual e infecções respiratórias. Aprenda como tratar a tricomoníase.

Gonorreia

A gonorreia também é uma doença sexualmente transmissível que provoca dor, queimação ao urinar, corrimento esverdeado com cheiro forte e até febre. Quando acontece na gravidez, pode causar graves complicações ao bebê, como má formações e parto prematuro. O maior perigo está na hora do parto. Ao passar pela vagina, o filho pode ficar com conjuntivite neonatal, que causa cegueira e infecção generalizada. Para a mãe, o problema pode continuar no pós-parto, com riscos de infecção, dores e até esterilidade. Para mais informações, saiba como tratar a gonorreia.

Clamídia

Assim como as outras doenças citadas neste artigo, a clamídia é sexualmente transmissível. O principal sintoma é o corrimento esverdeado com cheiro forte. A mulher grávida deve tomar muito cuidado com a clamídia, já que a doença afeta diretamente o bebê, podendo causar até um aborto. O bebê pode ser atingido por uma infecção intrauterina e, assim, falecer. A bolsa pode ser rompida com antecedência em grávidas com clamídia. Após o parto, a mãe pode sofrer com uma infecção no endométrio e até ficar estéril. Entenda como tratar a clamídia.

Corrimento esverdeado na gravidez prejudica o bebê?

Sim, o corrimento esverdeado na gravidez pode prejudicar o bebê. Este sintoma indica problemas graves e doenças que causam problemas ao feto, como má-formação, parto prematuro, problemas de desenvolvimento e até aborto.

Por isso, assim que a mãe perceber essa alteração e o surgimento do corrimento, ela deve ir ao médico obstetra. Somente ele poderá indicar a gravidade da situação, além de passar o tratamento indicado e falar os possíveis danos ao feto.

Quando acompanhado de sintomas como dor, cheiro forte e febre, a situação deve ser analisada imediatamente. A grávida pode estar sinalizando o surgimento de uma DST, doença sexualmente transmissível, como clamídia ou gonorreia, que causam graves consequências ao feto. Saiba como tratar o corrimento esverdeado.

Há casos, claro, em que o corrimento esverdeado não significa nada, somente uma secreção comum do corpo da mulher. De qualquer maneira, é sempre indicado que seja consultado um especialista.

Corrimento esverdeado no final da gravidez

O tratamento para corrimento esverdeado na gravidez é normalmente feito com antibióticos. Isso, porém, deve ser feito com muito cuidado e com o acompanhamento do médico obstetra. Se as doenças são identificadas no início da gestação, as chances do bebê ter sequelas e a mãe desenvolver complicações pós-parto são bem menores.

Corrimento verde na gravidez é normal? - Corrimento esverdeado na gravidez prejudica o bebê?

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Corrimento verde na gravidez é normal?, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Conselhos
  • Mesmo grávida, a mulher deve continuar usando camisinha nas relações sexuais. Ela irá protegê-la de doenças sexualmente transmissíveis
  • Mulheres casadas devem sempre pedir os exames do marido antes de tirar a necessidade do preservativo.
  • A grávida deve sempre fazer exames para acompanhar a saúde dela e do bebê para evitar complicações decorrentes de doenças tratáveis.

Escrever comentário sobre Corrimento verde na gravidez é normal?

O que lhe pareceu o artigo?

Corrimento verde na gravidez é normal?
1 de 2
Corrimento verde na gravidez é normal?

Voltar ao topo da página