Partilhar

Cólicas na gravidez, é normal?

Cólicas na gravidez, é normal?

Desejada por muitas mulheres, a gravidez é o primeiro e mais próximo contato da mãe com seu bebê, é nesse processo que inicia-se a relação maternal de cuidado e amor a durar para o resto da vida. Apesar da beleza desse momento, não podemos nos esquecer que a gravidez é também um processo de muita alteração física e hormonal da mulher e, graças à todas essas mudanças a gravidez também traz muito desconforto, estresse e dores. Você está sentindo dores como a cólica na gravidez e quer saber se é normal? Sim, é normal e até mesmo esperado que se sinta cólicas durante a gravidez. Continue lendo esse artigo do umCOMO para saber mais sobre o tema e conhecer melhor sintomas comuns da gravidez!

O que é a cólica?

Você já sentiu algum músculo do seu corpo contraindo, ou seja, se mexendo sem explicação? Então, o útero é formado por músculo e músculos têm a capacidade de se expandir e contrair quando estimulados. Durante a menstruação o útero se move para facilitar a saída do fluído de início até o fim da menstruação para evitar que resquícios do endométrio velho permaneçam em seu interior.

Durante a gravidez o útero também se contrai, muitas vezes para se ajustar fisicamente, visto que seu espaço é alterado neste período, isso significa que é normal e até mesmo esperado que se sinta cólicas durante a gravidez, o problema é quando as cólicas ocorrem exacerbadamente e ponto de atrapalhar a vida da mulher e parecem insuportáveis, nesses casos é necessário que se consulte um obstetra para conferir como anda a evolução da gravidez.

Causas comuns das cólicas na gravidez

Os motivos mais comuns para se ter cólicas na gravidez são:

  • Infecção urinária;
  • Sexo;
  • Esforço físico excessivo;
  • Bexiga cheia.

Cólicas no primeiro trimestre da gravidez

Cólicas na gravidez na primeira semana são normais, sente-se cólica no início da gravidez como se fosse menstruar, aliás, o primeiro semestre de gravidez é o mais incômodo pois nele as modificações hormonais se iniciam, é difícil perceber com clareza que se está grávida apenas olhando, mas os hormônios não enganam. Os sintomas iniciais da gravidez são:

  • Atraso na menstruação;
  • Inchaço e dor nos seios;
  • Nidação (para saber mais veja os sintomas da nidação);
  • Enjoo e vômito;
  • Fadiga e sono;
  • Tontura;
  • Aversão a cheiros;
  • Espinhas e oleosidade na pele (principalmente no rosto)
  • Dor de cabeça;
  • Vontade de urinar com frequência;
  • Prisão de ventre;
  • Alterações inexplicadas de humor;
  • Escurecimento dos mamilos.

Cólicas no começo da gravidez

O primeiro trimestre de gravidez vai até a 12ª semana de gestação, é recomendado que desde o início a mulher grávida consulte um obstetra e inicie o pré-natal para realizar exames como o ultrassom e conferir se tudo vai bem com a saúde da mulher e do bebê e, caso não esteja, ir atrás de soluções o quanto antes.

É normal sentir cólica nos primeiros dias de gravidez e comum que mulheres tenham nesse início um corrimento de sangue pequeno chamado nidação decorrente da fixação do óvulo fecundado no útero, porém esse sangramento não deve ser grande e deve surgir bem no início da gravidez. Caso você tenha qualquer sintomas fora do comum como um corrimento de sangue após algumas semanas de gestação, consulte um médico o quanto antes para identificar a origem do sintoma.

Cólicas no segundo trimestre da gravidez

No segundo semestre, já é possível se sentir mais no "clima da gravidez". Os sintomas imediatos como o corrimento passam, a mulher começa a ganhar barriga e já é possível até mesmo estipular o sexo do bebê caso seja da vontade dos pais. Outro acontecimento muito esperado que inicia-se no segundo semestre é a movimentação do bebê que pode ser sentida ao colocar a mão na barriga, que faz mãe e filho se sentirem ainda mais próximos.

Por outro lado, nesse período é comum que mulheres se sintam mais cansadas e desaminadas. Além disso, justamente por esse momento inicial ter passado e pela gravidez já ter sido processada pela mulher, é comum que surjam sentimentos de desespero que podem levar até uma depressão, para saber mais veja nesse artigo como evitar a depressão na gravidez. É importante lembrar que a depressão na gravidez é majoritariamente causada por hormônios e não tem absolutamente nada a ver com a capacidade da mulher de ser uma boa mãe e de cuidar do seu filho. Ter um filho, principalmente se for o primeiro, é uma mudança enorme na vida de qualquer mulher e é comum que se tenha medo.

Cólicas na gravidez com 5 meses ou 6 são comuns, mas costumam ser mais fracas do que nos primeiros 3 meses, quando o corpo ainda não está nada acostumado com as mudanças hormonais.

Cólicas no terceiro semestre da gravidez

O terceiro e último trimestre da gravidez costuma ser mais tranquilo do que o segundo, a mãe para de se preocupar tanto pois a ansiedade em ver a cara de seu bebê pela primeira vez toma conta, apesar disso, é certamente o trimestre mais cansativo pois com o crescimento do bebê e o aumento de peso deixam a locomoção da mãe mais difícil e dores nas costas aumentam consideravelmente.

Além disso é possível sentir o bebê se mexendo mais pois, com seu crescimento, o espaço disponível dentro do útero fica cada vez menor e mais incômodo para o bebê. É normal sentir cólica na gravidez com 7 ou 8 meses justamente por ser essa a época em que o corpo da mulher mais teve que se adaptar para abrigar o bebê. Caso a mãe tenha realizado alguma cirurgia na região abdominal e ainda tenha cicatriz, ela também pode doer bastante nessa época.

Leia também: Fazer força para evacuar na gravidez prejudica o bebê?

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Cólicas na gravidez, é normal?, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário sobre Cólicas na gravidez, é normal?

O que lhe pareceu o artigo?

Cólicas na gravidez, é normal?
Cólicas na gravidez, é normal?

Voltar ao topo da página