Partilhar

Mamilos invertidos, o que são e como tratar?

 
Por Paula Cassandra. 30 janeiro 2017
Mamilos invertidos, o que são e como tratar?

Os mamilos invertidos não chegam a ser um caso raro, uma vez que se estima que mais de 3% da população em todo o mundo os possua, tanto homens quanto mulheres, em uma ou nas duas mamas. No entanto, é com o sexo feminino que a situação se torna preocupante, principalmente, porque essa condição prejudica e pode até mesmo impossibilitar a amamentação. Há também as questões estéticas e de cunho sexual. Se você quer saber mais sobre o que são e como tratar mamilos invertidos, veja as informações reunidas pelo umCOMO a respeito do assunto e tire as suas dúvidas.

Também lhe pode interessar: 7 tipos de mamilos que existem

O que são os mamilos invertidos

Os mamilos invertidos são considerados retrações do órgão, o que faz com que eles fiquem projetados para dentro da mama. Com isso, o mamilo pode ter uma cavidade ou parecer dividido em dois. Costuma ser uma alteração congênita, ou seja, as pessoas já nascem com o mamilo assim porque durante a sua formação no útero materno ocorreu o encurtamento dos ductos lactíferos, os canais responsáveis por levar o leite materno até os seios. Isso acontece devido a uma fraqueza dos ligamentos que dão sustentação ao mamilo.

Além disso, embora congênita, a alteração não é hereditária e existem casos de pessoas que ficaram com o mamilo invertido por conta de processos inflamatórios, decorrentes do tabagismo e da diabetes, no entanto, são raros. O câncer de mama também pode causar os mamilos invertidos, o que acontece se as células cancerígenas se desenvolverem na região do mamilo. Nesse caso, ele se torna retraído, além do local que se torna endurecido e haver secreção de cor sanguinolenta.

Existem três tipos de mamilos invertidos, sendo que a classificação é feita conforme o grau de inversão. No grau de número 1, o mamilo pode ser projetado para fora da mama quando é manipulado, podendo permanecer assim por algum tempo. No grau 2, também é possível exteriorizar o mamilo, mas por pouco tempo e, no grau 3, não é possível colocar o mamilo para fora. A grande maioria das pessoas com essa condição possuem os graus 1 e 2.

Mamilos invertidos, o que são e como tratar? - O que são os mamilos invertidos

Como tratar com métodos manuais

Existem diferentes tratamentos para mamilo invertido, como técnicas variadas para exteriorizar até procedimentos cirúrgicos. As cirurgias são mais indicadas às mulheres que desejam se tornar mães e possuem o grau 3 da condição, ou seja, uma minoria. Caso contrário, não poderão dar de mamar aos seus bebês. Para os demais casos, é possível fazer os estímulos manuais e valer-se das demais técnicas, a fim de poder realizar a amamentação. As mulheres com mamilos invertidos também podem ter menos sensibilidade nos mamilos, quando estimulados sexualmente e sentirem-se incomodadas esteticamente.

Nesses casos, entretanto, o mamilo invertido não acarreta problemas graves. De qualquer forma, é importante, inclusive, aos homens que possuam a condição ter um cuidado redobrado com a limpeza dos mamilos, uma vez que por serem invertidos podem acumular secreções com cheiro ruim. Se não forem higienizados corretamente pode haver infecções mamárias devido à proliferação de germes.

Quanto às técnicas manuais para projetar o mamilo para fora, existem os exercícios de Hoffman, que consistem em um tipo de massagem. É preciso colocar os polegares na base do mamilo em lados opostos e afastá-los com movimentos suaves e circulares. Você pode começar com duas repetições e progredir até cinco por dia. Depois que o mamilo sai, uma forma de fazer com que ele permaneça assim mais tempo é dar suaves beliscadas colocando-o entre o polegar e o dedo indicador. Deixar uma toalha molhada com água fria sobre os mamilos também os estimula a ficarem mais tempo assim.

Como tratar com acessórios

É possível encontrar em farmácias diferentes acessórios que ajudam a reverter a inversão, como os corretores de mamilos. Um deles é em forma de disco, de material macio e possui um furo pequeno no centro. Para usá-lo, é preciso encaixar a mama no corretor e passar o mamilo pelo furo, sendo que a ideia é que esse acessório ajude o mamilo a permanecer mais tempo para fora, por meio de uma suave pressão. Para ajudar na amamentação, ele pode ser colocado 30 minutos antes, sendo útil até mesmo para estimular a lactação. Por isso, não deve ser usado de maneira permanente. Precisa ser ainda bem higienizado.

Existe ainda a bomba de amamentação, sendo preciso colocá-la na mama, de maneira que todo o seio fique coberto. Há diversos modelos, sendo preciso usar um adequado ao tamanho dos seios. Depois de segurar o bico da bomba contra a mama, a fim de vedar, o próximo passo é ligar o aparelho em uma velocidade confortável. Esses acessórios possuem uma mamadeira embutida onde entra o leite coletado da mãe. Ele também pode deixar o mamilo para fora e ajudar a amamentar o bebê.

Outra técnica é com o uso de uma seringa limpa e sem agulha, sendo que o seu tamanho deve se adequar ao tamanho do mamilo. Em geral, usa-se a de 10 ml. É necessário cortar a seringa onde está indicado 0 ml com o auxílio de uma tesoura. Depois, tirar o êmbolo do lugar e encaixá-lo na ponta cortada, empurrando-o até o fim. A ponta onde foi removido o êmbolo deve ficar sobre o mamilo, então, deve-se puxar o êmbolo para fazer o mamilo sair. No entanto, é preciso ter cuidado para não causar dor. Ao final, antes de remover a seringa, é preciso empurrar o êmbolo levemente para interromper a sucção.

Entre os dispositivos corretores de mamilo existem seringas modificadas com um bico de mamadeira que simulam o que pode ser feito com uma seringa comum. Eles podem ser usados por debaixo da roupa durante uma hora, sendo que é possível aumentar o tempo de forma gradativa. Outra técnica é com os copos flexíveis, os quais podem corrigir os mamilos invertidos de forma permanente. Para tanto, é preciso centralizar o copo no mamilo e pressionar a sua base para criar vácuo, que vai trazer o mamilo para fora. Existem copos de vários tamanhos. É importante ainda passar um creme hidratante tanto no seio quanto no copo para não machucar. Também pode ser usado por debaixo da roupa durante alguns minutos e aumentar o tempo gradativamente, sem nunca deixar ferir.

Mamilos invertidos, o que são e como tratar? - Como tratar com acessórios

Como tratar com cirurgia

Quando as técnicas para reverter o mamilo não funcionarem ou quando a mulher preferir é possível fazer uma cirurgia de correção, que vai permitir a amamentação correta, pois não causa danos aos dutos lactíferos. Para realizá-la é preciso anestesia local e não há internação, podendo a paciente ir para casa no mesmo dia. No entanto, é importante conversar com o especialista para avaliar se essa é a melhor opção. Informe-se sobre o procedimento e quais são os cuidados antes e depois da cirurgia. Em geral, é preciso repousar uma semana após o procedimento, remover os curativos depois de alguns dias e voltar às atividades normais em duas semanas, em média.

Mamilos invertidos, o que são e como tratar? - Como tratar com cirurgia

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Mamilos invertidos, o que são e como tratar?, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Familiar.

Escrever comentário sobre Mamilos invertidos, o que são e como tratar?

O que lhe pareceu o artigo?

Mamilos invertidos, o que são e como tratar?
1 de 4
Mamilos invertidos, o que são e como tratar?

Voltar ao topo da página