Partilhar

Quais são as contraindicações da cavalinha

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Quais são as contraindicações da cavalinha

As ervas medicinais e demais remédios naturais podem ser uma boa alternativa e ser muito úteis para melhorar múltiplas condições. No entanto, é imprescindível conhecer as possíveis contraindicações e efeitos colaterais que podem implicar para evitar que sejam prejudiciais em vez de benéficos. Por isso, neste artigo de umComo explicamos a você em detalhe quais são as contraindicações da cavalinha.

Passos a seguir:
1

Primeiro que tudo é importante destacar que a ingestão de cavalinha e seu uso como remédio natural deverá ser sempre supervisionado por um médico para avaliar assim quão conveniente ou apropriada é esta erva medicinal em cada caso particular. É que não devemos considerar apenas as propriedades curativas da cavalinha, mas também as condições e situação da pessoa em questão para prevenir possíveis efeitos colaterais e evitá-la naqueles casos em que se considere contraindicada.

2

Assim, deverão evitar o consumo de cavalinha aquelas pessoas que sofram de doenças gástricas, tais como úlceras gástricas ou duodenais, gastrite, acidez, etc. É que esta erva medicinal poderia irritar as mucosas gastrointestinais e piorar a condição do paciente.

3

A cavalinha também não será apropriada no caso de quem sofre de diabetes do tipo II devido ao fato de poder reduzir os níveis de açúcar no sangue e, portanto, chegar a provocar uma hipoglicemia.

4

Aqueles que têm níveis baixos de potássio ou hipopotassemia - o nome médico que recebe esta condição - também deverão evitar tomar cavalinha, já que esta planta facilita a eliminação de dito mineral do organismo.

5

Quanto a tomar cavalinha durante a gravidez e a amamentação, não está recomendada pelo fato de não existirem estudos que garantam a sua segurança. Além disso, alguns dos componentes desta erva poderiam passar para o leite e prejudicar o bebê.

6

Por se tratar de uma planta com alto poder diurético, dará lugar a uma eliminação excessiva dos níveis de potássio e é por isso que a cavalinha é desaconselhada para quem sofre de doenças cardíacas ou problemas de tensão arterial.

7

Por sua vez, as pessoas com deficiência de tiamina ou problemas de alcoolismo -porque o álcool diminui a absorção de tiamina (vitamina B1)- terão que se abster também do consumo habitual de cavalinha. É que esta planta aumenta a perda desse nutriente e agravaria o déficit deste mineral no organismo.

8

As pessoas que estejam sendo tratadas com algum tipo de medicamento como diuréticos, laxantes, anti-inflamatórios, deverão consultar antes o seu médico sobre se é apropriado tomar cavalinha ou se esta pode influenciar no poder dos medicamentos.

Para além disso, é importante referir que neste artigo não estão indicadas todas as contraindicações da cavalinha, apenas as principais. É por isso que em qualquer caso será fundamental que um médico determine a conveniência de incluir esta erva medicinal em sua vida diária.

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Quais são as contraindicações da cavalinha, recomendamos que entre na nossa categoria de Medicamentos e Suplementos.

Escrever comentário sobre Quais são as contraindicações da cavalinha

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Graça medeiros
Boa tarde! Tome astragalus, complexo b e óleo de prímula. Será que incluindo cápsulas de cavalinha tem alguma reacção negativa?. obrigado
Teofilo
Interessante estes artigos sobre contraindicações das plantas mais benéficas para a saúde. Sempre usei cavalinha e tem sido uma das plantas que me ajudaram a recuperar a saúde e a mantê-la. Por isso fico duvidando das informações aqui descritas.

Quais são as contraindicações da cavalinha
Quais são as contraindicações da cavalinha

Voltar ao topo da página