menu
Partilhar

Quais são os efeitos do ópio - Sensações comuns e sintomas de overdose

Por Redação umCOMO. Atualizado: 2 julho 2018
Quais são os efeitos do ópio - Sensações comuns e sintomas de overdose

O ópio é o líquido que se extrai da papoula sonífera e, com ele, são feitos alguns medicamentos e outras drogas como a heroína. Considera-se uma das substâncias mais viciantes que existe devido ao alto grau de tolerância que consegue em nosso corpo se tomado de forma habitual. No umCOMO queremos lembrar que o consumo de ópio é ilegal na maioria dos países, mas se você tem curiosidade em saber quais são os efeitos do ópio, confira as informações que reunimos.

Também lhe pode interessar: Como são os efeitos da maconha

O ópio

A papoula sonífera, mais conhecida como papoula, contém o líquido seco de onde se obtém o ópio.

As cápsulas verdes desta planta contêm este líquido composto por um grau elevado de alcaloides, codeína e, principalmente, morfina. Este líquido das papoulas é extraído das cápsulas que ainda não amadureceram e exposto ao ar, então o líquido endurece e converte-se em blocos de ópio.

O ópio é usado em produtos farmacêuticos como, por exemplo, para produzir alguns analgésicos, mas seu uso mais comum é para fabricar drogas, mais concretamente, a heroína.

Ópio do povo

A expressão 'ópio do povo' tem origem na obra de Karl Marx 'Crítica da Filosofia do Direito de Hegel' e desde então é usada para se referir a instituições, poderes ou válvulas de escape sociais que alienam as pessoas das dores e sofrimentos mundanos. Mais especificamente, Marx se referia a à religião como ópio do povo. O trecho em questão é o seguinte:

'A miséria religiosa é, de um lado, a expressão da miséria real e, de outro, o protesto contra ela. A religião é o soluço da criatura oprimida, o coração de um mundo sem coração, o espírito de uma situação carente de espírito. É o ópio do povo.'

Ópio droga: como se consome?

A forma mais comum de consumir esta droga é misturando com tabaco ou haxixe e fumá-la como se fosse um cigarro. Outra forma conhecida para fumar ópio é com o uso do bong, que atinge temperaturas mais elevadas que o haxixe ou tabaco e pode deixar a dose ainda mais forte.

No entanto, apareceram novas formas de consumir ópio como, por exemplo, por via oral, onde as pessoas costumam envolver a dose em papel para esconder o forte sabor da droga.

Os efeitos do ópio

Se quiser saber quais são os efeitos do ópio, a primeira coisa que deve saber é que eles demoram para aparecer de 15 minutos a 1 hora após a ingestão da droga. Seus efeitos podem durar até 12 horas e são mais fortes se a pessoa comer o ópio ao invés de o fumar.

Quando se consome ópio, o que acontece é que os alcaloides da droga chegam ao cérebro ocupando os receptores das endorfinas; por isso, a sensação ao consumir o ópio é agradável e estimulante. Entre os efeitos do ópio destacam-se os seguintes, por serem os mais habituais:

  • O efeito narcótico desta droga faz com que tenha uma sensação de felicidade e euforia.
  • Pode afetar a consciência e a visão da realidade.
  • Um efeito generalizado de relaxamento e sono.
  • O efeito do ópio impede que sinta dor.
  • Falta de apetite
  • Não causa alucinações fantásticas como outras drogas alucinógenas.
  • As pupilam ficam mais pequenas (ao contrário de outras drogas estimulantes como a cocaína ou as anfetaminas, que aumentam as pupilas)
  • Diminuição do fluxo respiratório
  • Prisão de ventre
  • Disfunção sexual
  • Distúrbios do sono
  • Náusea ou vômito

Fumar ópio - Efeitos

A diferença nos efeitos entre fumar e consumir o ópio é a intensidade deles. No entanto seja fumando ópio ou consumindo via oral, as consequências e o risco fatal são terrivelmente iguais.

Quais são os efeitos do ópio - Sensações comuns e sintomas de overdose - Os efeitos do ópio

Vício do ópio

O ópio é uma das drogas mais viciantes se consumida de forma habitual. A sua ingestão pode fazer com que a pessoa desenvolva uma dependência tanto psicológica como física a esta droga, pelo seu efeito narcótico. O ópio simula um isolamento da realidade mundana [1]que é buscado por alguns de seus usuários e também é um dos fatores que contribui com o vício.

O ópio na medicina

O alto índice de dependência do ópio é o principal motivo que faz tantos médicos serem relutantes em relação a receitar morfina, um poderoso analgésico à base de ópio capaz de aliviar algumas das dores mais terríveis sentidas pelo sistema nervoso humano. Trata-se de uma das únicas substâncias capazes de aliviar as dores de um câncer, o que justifica a Organização Mundial da Saúde (OMS) não condenar o uso da substância nesses casos.

Precauções

O ópio é uma substância ilegal, altamente perigosa e que pode ser fatal. Agora que você já sabe quais são os efeitos do ópio, você deve se lembrar de uma série de precauções a considerar se é dependente e não vive sem a substância.

Devido aos seus altos efeitos narcóticos, se o ópio for consumido, deve evitar atividades que impliquem um grau elevado de concentração, atividades como dirigir um carro ou qualquer outro tipo de veículo motorizado.

Também devem evitar o ópio as pessoas que se encontrem em alguma destas situações:

  • Mulheres grávidas ou em período de amamentação.
  • Pessoas com doenças do coração.
  • Pessoas com problemas respiratórios, inclusive asma.
  • Pessoas que estão tomando algum tipo de medicamento.
  • Pessoas que tiveram epilepsia ou têm possibilidades de ter.

O ópio tem uma forte carga narcótica e deve evitar ser misturado com qualquer outra substância, principalmente as mais depressivas como o álcool.

No umCOMO lembramos que o consumo de ópio é ilegal na maioria dos países, entre eles, no Brasil. O consumo deste entorpecente é punido pela lei. Se você é usuário e busca ajuda para parar, entre em contato com a saúde pública do seu estado e peça o contato de um centro de ajuda para dependentes químicos.

Sintomas de uma overdose de ópio

Os sintomas relatados mais comuns antes de uma overdose de ópio são os seguintes:

  • Ansiedade
  • Alucinações
  • Visão turva
  • Lábios e unhas azuis
  • Fome excessiva
  • Suadouro
  • Suar frio
  • Calafrios
  • Confusão
  • Alterações de humor
  • Respiração irregular
  • Nervosismo
  • Pupilas muito pequenas
  • Dificuldade para dormir
  • Pesadelos
  • Baixa temperatura corporal
  • Pressão baixa
  • Paralisia muscular
  • Falta de ar
  • Depressão
  • Dificuldade para respirar
  • Palidez
  • Convulsão
  • Tremores
  • Desorientação
  • Inconsciência
  • Batimentos cardíacos irregulares

Sugestão: Todos os efeitos da argyreia nervosa, a planta que provoca 'viagens'

Este artigo é meramente informativo, no umCOMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Quais são os efeitos do ópio - Sensações comuns e sintomas de overdose, recomendamos que entre na nossa categoria de Saúde Mental.

Referências
  1. http://www2.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/folhetos/opio_.html
Bibliografia
  • https://www.drugs.com/sfx/opium-side-effects.html

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Quais são os efeitos do ópio - Sensações comuns e sintomas de overdose
1 de 2
Quais são os efeitos do ópio - Sensações comuns e sintomas de overdose

Voltar ao topo da página